A Dama do Lotação ataca novamente! Casada gamou no motorista de ônibus! O que fazer?

Ah se meu ônibus falasse!

Ah, se meu ônibus falasse!

Boa tarde Urso, conheci um motorista de ônibus, ele deve ter quase o dobro de minha idade, tenho 35, sou casada e tenho 1 filho. Mas eu não consigo tirar os olhos dele. Depois de algum tempo ele começou a corresponder. Alguns dias depois, começamos a conversar, já dei diversas indiretas que toparia sair com ele, mas ele parece não levar a sério. Até pedi o celular dele, mas ele brincou que não poderia me dar o celular, pois ficaria sem. Enfim, desconversou. O que eu não entendo é que ele tirou uma foto dele mesmo sem camisa e na cama, e me mostrou… Não sei o que pensar, pois mesmo ele não marcando nada, ele fica me olhando o tempo todo, faz algumas brincadeirinhas. Mas não sai disso. Às vezes acho que ele pensa que eu sou muita areia para o caminhão dele. O que eu faço??? Amiga Triste…

Clique aqui para ler a resposta no novo Pergunte ao Urso.

Anúncios

A escolha certa pode estar no homem errado? Urso e a sua filosofia respondem!

Será que esse leva jeito? Só se for jeito de quem arruma encrenca...

Será que esse leva jeito? Só se for jeito de quem arruma encrenca...

Amigo Urso,

Tenho trinta anos e acabei de sair de um casamento no qual eu tive uma filha, hoje com seis.  Estou saindo com uma carinha de vinte e seis anos, que ainda cursa a faculdade. No entanto tenho percebido algumas atitudes que demonstram imaturidade em relação a relacionamento, trabalho, família, enfim aspectos gerais na vida. O que me deixa muito preocupada, pois não é o tipo de pessoas que eu possa pensar em constituir uma família. Estou percebendo que ele é um garoto Enxaqueca: Daqueles que trazem problemas e irritação. É UM PLAYBOY marrento, criador de confusão, dirige feito um louco, irresponsável, e inconseqüente, ainda se garante no “prestígio e grana” dos pais.

Não quero isso para mim, mas ao mesmo tempo fico muito atraída pela irreverência e mau caratismo dele. Como fazer para me afastar desse tipo de homem? Mesmo percebendo que ele não é para mim, continuo atraída! Me ajuda!!! Michelle

Olá Michelle,

Como as pirâmides vieram parar no Egito? Por que não consigo lamber meu cotovelo? Como meu vizinho ganha muito bem e ainda assim recebe o Bolsa Família? Cadê o Bin Laden?

Essas perguntas são equivalentes a sua! Grandes mistérios da humanidade que são insolúveis! Tem mulher que adora homem que não presta. Por quê? E eu sei? Sou um urso que responde perguntas, porém elas devem ser respondíveis!

A senhorita está no grande dilema entre a razão e a emoção, não é? Bom, vamos ver se consigo te ajudar. Não gosto muito desse tipo de pergunta pelo motivo óbvio: vou desagradar alguém! Pode ser você, o playboy ou as românticas que só pensam em amores nas cabanas… Continue lendo

Atração por colega de trabalho? O que fazer? Urso responde, versão sem cortes!

A porteira já tá arrombada...

Olá Urso, apesar do risco em entrar em contato, resolvi arriscar. O problema é o fato de eu estar me sentindo atraída por um colega de trabalho, (leia-se: atraída e não apaixonada) e sou muito bem casada e tenho uma vida sexual satisfatória e amo meu marido. Não sei o que fazer com esse “sentimento”, deve ser algo platônico porque não tenho contato com o tal colega, apenas cumprimentos entre pessoas que trabalham no mesmo departamento, ou seja, creio que isso não seja recíproco. Enfim, gostaria de ouvir a sua opinião. Tâmara C.

Olá Tâmara,

É engraçado, sempre que a pergunta envolve uma possível traição, quem a faz sempre me dá justificativas do tipo que você deu, “sou bem casada”, “tenho uma vida sexual satisfatória”, “amo meu marido”. Relaxa… Aqui, no P.a.U., você está entre amigos. Agora que já passei a vaselina…

Vou isolar o principal da pergunta para ver se respondo mais claramente, ok? O que você deve estar querendo saber é se deve ir para cima do rapaz, literalmente ou não, ou deixar a coisa toda passar a ficar ainda mais morna, visto que a senhorita se sente “atraída” apenas.

Falarei apenas do meu ponto de vista sobre relações platônicas, no campo da filosofia é muito bonito, mas na prática, não funciona! É igual relacionamento aberto, no início é tudo oba-oba, depois começa a cobrança daqui, comparação dali e o que sobra é um relacionamento morto, que costuma ficar lá, estacionado, em cima da mesa da sala de jantar até que alguém tenha coragem de dar o primeiro passo. Para o lado que esperou fica o papel de vítima, é claro!

Estou generalizando e sendo subjetivo. Leram essa parte leitores pseudo-mais-que-chatos-de-galocha? Hoje os senhores não ficarão descendo a lenha na minha opinião, não é? Aos demais leitores, por favor, eu imploro, o blog precisa dos seus comentários!!!

Continue lendo