“Enquanto estivemos separados ela saiu com outro cara. Aceito ela de volta?” Urso responde!

Será que é traição, carência ou destino?

Será que é traição, carência ou destino?

Caro Amigo Urso,

Estou separado da minha esposa a mais ou menos uns 35 dias e quando fizeram 21 dias ela saiu com um cara e trocou alguns beijos. descobri isso agora e segundo ela não passou disso, disse ela que não houve envolvimento maior, ou seja, não transaram, porém descobri que ela mandou várias mensagens para ele, inclusive chamando-o para dormir com ela. Chamou o cara várias vezes de meu amor, disse que queria muito ele. Agora que descobri, ela assumiu que isso aconteceu, porém me disse que não sente nada por ele e que me ama e que se arrependeu do que fez. Bom agora ela quer voltar comigo, confesso que a amo muito e que sinto muito a falta dela e que na cama fazemos loucuras, mas não estou seguro quanto a voltar com ela, não sei se vou conseguir perdoá-la. Sabe como é, né? É muito difícil aceitar o chifre, por favor me aconselhe o que devo fazer. Um grande abraço. Indeciso.

Leia a resposta no novo Pergunte ao Urso, clique aqui.

Risco de traição não existe… No seu caso é certeza mesmo!

Não vejo, não ouço e não falo mais nada!

Sou casada há 12 anos. Depois que tive minha primeira filha há 3 anos atrás passei 1 ano e meio cansada e com sono. Tinha que trabalhar e cuidar dela de madrugada. Quase não transava. Mais ou menos uma vez por mês. O que aconteceu? Meu marido arrumou outra no escritório. Quis sair de casa mas ficou poucos dias fora e voltou. Durante 8 meses ele chegava tarde, ia para o escritório no fim de semana mas continuava comigo. Não aguentei mais e pedi para me separar. Foi aí que o jogo virou. Ele quis ficar comigo, passei a frequentar o escritório (a outra sempre se escondia). No final ele acabou mandando ela embora. No meio dessa estória toda fiquei grávida e tive mais um filho. Juro que não foi de propósito que engravidei, filho não segura homem (mas confesso que adorei magoar a fulaninha, ela não tinha nada que mexer com o marido de outra). Agora vivemos bem mas às vezes acho ele esquisito. Ainda corro risco de ser traída? Ela pode virar amante dele? Paula

Leia a resposta no novo Pergunte ao Urso, clique aqui.

Amor que fica, tanto bate até que fura? Leitora não consegue terminar após 4 anos

Amor que fica…

Boa Tarde Urso…

Meu relacionamento de quatro anos, terminou em fevereiro deste ano… Só não consigo terminar com o que nos acontece quando nos encontramos… Nosso envolvimento sexual é demasiado intenso, apesar de toda a dor, mágoa e tudo que envolve o fim de um relacionamento. Sou uma pessoa demasiado equilibrada mas não consigo perceber por que??? Dú

Cara leitora, escolhi responder essa questão por ser muito pertinente e fazer parte do cotidiano de muitas pessoas, é impressionante a quantidade de gente que sofre do mesmo mal que você.

Pelo visto você quer saber porque isso acontece, resposta é simples… brincadeira, não existe resposta simples para uma pergunta como essa. Você já informou que o relacionamento durou quatro anos, ora essa, anos não são meses, provavelmente já houve certa afinidade entre vocês que não somente o sexo.

Como você não me especificou o motivo do término, fica um pouco mais difícil lhe responder de forma objetiva o motivo de sua insistência, porém considerando que houve mágoa ao término, posso concluir que não foi de comum acordo.

Sendo assim tratarei a questão de forma simples, vocês ainda têm muita tensão sexual e esse rompante amoroso está em conflito com seu “eu” racional. É engraçado como, apesar de existirem bilhões de pessoas no mundo, às vezes nos apegamos a esses relacionamentos conturbados, a dificuldade em encontrar um parceiro com bastante química escraviza as pessoas.

As mulheres ainda passam pelo preconceito que lhes “proíbe” muitas experiências em busca do prazer sexual, isso é fruto do machismo que está na maioria dos homens, confesso que até eu tenho um pouquinho disso também. Conforme a idade e a maturidade chega ao homem, ele vai dando menos importância a esse dogma, mas é difícil mudar, as mulheres cobram que os homens esqueçam tudo o que aprenderam desde crianças, onde a namorada, esposa ou amante é algo tocável somente por eles.

A parte que faz o homem repensar esse modelo está na curiosidade feminina e na falta de segurança masculina, ô combinação mortal! A mulher com poucas experiências, em boa parte, imagina como seriam outras… O homem, por outro lado, não consegue se certificar de que a mulher está ao seu lado feliz com seu desempenho, afinal ela não conheceu outros.

É claro que o sexo não é tudo no relacionamento, mas ocupa um lugar indispensável. Costumo dizer que é um elemento catalisador, um elemento que agrega ou desagrega os demais, se for bom, melhora o que está bom, se for ruim, piora o que já está ruim. Não tem poder de transmutar o ruim em bom e o contrário se aplica também.

Meu conselho é: curta a vida, ela é cheia de bons e maus momentos. Se na equação (VOCÊ + ELE = SALDO POSITIVO), continue, vá em frente e não olhe para trás, caso contrário…