Depois da traição do marido, vale a pena se vingar e dar o troco?

A vingança é uma boa opção ou resultado do desespero?

A vingança é uma boa opção ou resultado do desespero?

Caro Urso, estou casada há 10 anos e em novembro passado descobri que meu marido estava me traindo.Já estava desconfiada mas ele sempre negava e ainda se ofendia com tal insinuação. Fiquei arrasada e com desejo de vingança. Achei no orkut o primeiro o meu primeiro amor e comecei a conversar com ele. Ele quer me encontrar e eu penso de vez em quando que devo ir e pagar na mesma moeda o que meu marido me fez. Em outras vezes fico insegura porque nunca transei com ninguém além dele, ele foi meu primeiro e juro que achava que seria o único. Tenho medo de ir e me arrepender…Eu ainda o amo muito mas estou magoada e não consigo mais confiar plenamente. Ele se diz muito arrependido.Me ajude Urso. Desesperada confusa.

Leia a resposta no novo Pergunte ao Urso, clique aqui.

A Dama do Lotação ataca novamente! Casada gamou no motorista de ônibus! O que fazer?

Ah se meu ônibus falasse!

Ah, se meu ônibus falasse!

Boa tarde Urso, conheci um motorista de ônibus, ele deve ter quase o dobro de minha idade, tenho 35, sou casada e tenho 1 filho. Mas eu não consigo tirar os olhos dele. Depois de algum tempo ele começou a corresponder. Alguns dias depois, começamos a conversar, já dei diversas indiretas que toparia sair com ele, mas ele parece não levar a sério. Até pedi o celular dele, mas ele brincou que não poderia me dar o celular, pois ficaria sem. Enfim, desconversou. O que eu não entendo é que ele tirou uma foto dele mesmo sem camisa e na cama, e me mostrou… Não sei o que pensar, pois mesmo ele não marcando nada, ele fica me olhando o tempo todo, faz algumas brincadeirinhas. Mas não sai disso. Às vezes acho que ele pensa que eu sou muita areia para o caminhão dele. O que eu faço??? Amiga Triste…

Clique aqui para ler a resposta no novo Pergunte ao Urso.

Atração por colega de trabalho? O que fazer? Urso responde, versão sem cortes!

A porteira já tá arrombada...

Olá Urso, apesar do risco em entrar em contato, resolvi arriscar. O problema é o fato de eu estar me sentindo atraída por um colega de trabalho, (leia-se: atraída e não apaixonada) e sou muito bem casada e tenho uma vida sexual satisfatória e amo meu marido. Não sei o que fazer com esse “sentimento”, deve ser algo platônico porque não tenho contato com o tal colega, apenas cumprimentos entre pessoas que trabalham no mesmo departamento, ou seja, creio que isso não seja recíproco. Enfim, gostaria de ouvir a sua opinião. Tâmara C.

Olá Tâmara,

É engraçado, sempre que a pergunta envolve uma possível traição, quem a faz sempre me dá justificativas do tipo que você deu, “sou bem casada”, “tenho uma vida sexual satisfatória”, “amo meu marido”. Relaxa… Aqui, no P.a.U., você está entre amigos. Agora que já passei a vaselina…

Vou isolar o principal da pergunta para ver se respondo mais claramente, ok? O que você deve estar querendo saber é se deve ir para cima do rapaz, literalmente ou não, ou deixar a coisa toda passar a ficar ainda mais morna, visto que a senhorita se sente “atraída” apenas.

Falarei apenas do meu ponto de vista sobre relações platônicas, no campo da filosofia é muito bonito, mas na prática, não funciona! É igual relacionamento aberto, no início é tudo oba-oba, depois começa a cobrança daqui, comparação dali e o que sobra é um relacionamento morto, que costuma ficar lá, estacionado, em cima da mesa da sala de jantar até que alguém tenha coragem de dar o primeiro passo. Para o lado que esperou fica o papel de vítima, é claro!

Estou generalizando e sendo subjetivo. Leram essa parte leitores pseudo-mais-que-chatos-de-galocha? Hoje os senhores não ficarão descendo a lenha na minha opinião, não é? Aos demais leitores, por favor, eu imploro, o blog precisa dos seus comentários!!!

Continue lendo

Mulher quer fugir com o padre! Abre o olho maridão!

Batina

Olá Amigo Urso, meu nome é Jô, sou casada e tenho 03 filhos, mas sou completamente apaixonada por um padre. O que faço Urso??????

Caros leitores, hoje damos início a série semanal do “Meu Dia de Urso” e para a estréia teremos uma resposta de nosso ilustre leitor Nefelibato, mestre da ironia e sacana por opção!

Nefelibato: Olá amiga Jô, estou até com um certo receio de responder sua pergunta, mas como esse é meu trabalho, tenho que fazê-lo! Pelo que eu percebo você é assídua freqüentadora da Igreja, então procurarei buscar a resposta em seu meio (e aqui não tem nenhum trocadilho! Muito respeito com isso).

Urso: Se sentiu no meu cargo! Já tá pegando leve, justificando a paulada, é impressionante a cara de pau do sujeito! Continue lendo