Resposta a todos que fazem ou sofrem comentários preconceituosos e/ou racistas. Urso fala sério!


A campanha da Benetton, com fotos de Oliviero Toscani, ilustra o que quero dizer, leiam e comentem!

A campanha da Benetton, com fotos de Oliviero Toscani, ilustra o que quero dizer, leiam e comentem!

Olá, tive conhecimento através de uma funcionária sem noção, odiada por todos e que pra nossa alegria não tem a mínima noção de quando parar. Ela atormenta a vida de todos com comentários idiotas e seus casos amorosos sem futuro. A coisa pega quando ela começa com alguns comentários preconceituosos, e eu como a única negra da agência não acho a menor graça, fico inibida e absolutamente sem chão dependendo do que é dito.

Tive uma criação excelente, procuro ser educada, gentil e evitar qualquer tipo de confronto no ambiente de trabalho. O fato é q procuro responder a todos os comentários, piadas e gracejos apenas com um sorriso, embora por diversas vezes tenha tido vontade de pular no pescoço da infeliz. Enfim, (Urso neh!?) me diga como agir nessas situações, preciso de um guia de etiqueta mesmo, mas reforço que se tratam de situações no ambiente de trabalho (evitar atritos, mal estar geral e etc…) porque fora daqui a “coisa” muda de figura, pois minha família praticamente não teve miscigenação. Aguardo, Andréa.

Leia a resposta no novo Pergunte ao Urso, clique aqui.

Anúncios

135 Respostas

  1. Parabéns, Ursão! A questão não merecia piadinhas, mesmo. E foi bom vc abrir o verbo, no sentido de apontar outras discriminações. Os magros, os gordos, os baixinhos, os carecas… olha, essa coisa de pertencer a “família margarina” é algo que enfiam nossa goela abaixo, e nos fazem gerar novos preconceitos.

    Já estive em grupo marginalizado (pela magreza, ninguém queria sair comigo, imagina! Fosse pouco tempo atrás, eu poderia seguir carreira como modelo, mas aquilo me afligia sobremaneira). O tempo passou e EU cresci (literamente fazendo regimes de engorda, e aqueles que me discriminavam “sumiram”). Às vezes eu me pego pensando naquela musiquinha da Kelly Key (baba…), porque isso passou a acontecer.

    Por que estou contando isso? Porque sinceramente, a nossa atitude (nossa, dos discriminados) é que vai fazer o preconceito sobreviver. Vale pra vc, Andréa.

    Que tal assumirmos com orgulho aquilo que somos? É o primeiro passo, o que vai nos deixar chegar junto e mostrar aos discriminadores o ridículo de sua atitude.

    Bjus!

  2. Andréa,

    Sempre que eu tive desentendimentos com pessoas, esperei minha raiva passar, me desarmei e conversei com a pessoa. É uma maneira de resolver as questões civilizadamente, sem gritos, socos, ou ofensas.
    Você tem o direito de ser respeitada, não fique com sorriso amarelo…..ou fala com ela e coloca os devidos pingos nos “is” ou ignora ela de um vez…porém essas piadinhas te incomadam, então leve em consideração a primeira opção……..

  3. Resumindo Andréa.

    NÃO LIGUE PRA TORCIDA.

    QUANTO MAIS VOCÊ DÁ ATENSÃO MAIS ESSES INUTEIS E RECALCADOS CRESCEM.

    RELAXA,

    VIVA.

    NEM TOME CONHECIMENTO.

    AÍ SEM IBOPE ELES PARAM.

    bjs

  4. Gente, e eu fico impressionada. Sou e me considero NEGRA, mas é como se fosse um xingamento: a pessoa logo corre a me corrigir: que é isso? Vc não é não, seu cabelinho é bom;…. é MORENA…Que p….!
    Num país como o nosso, vc se auto-intitular NEGRO é como se estivesse dizendo: sou uma coisa ruim….Isso sim, dói….

  5. De um tempo pra cá passei a entender porque um sujeito estuda para ser veterinário. Porque quando ele vai tratar de um cachorro e é mordido, no fundo, ele já sabia que isso podia acontecer. Faz parte do instinto do animal.
    O pior é quando você estuda para lidar com seres humanos, ou as vezes nem chega a estudar, mas sofre as consequências de lidar com pessoas. Não faz parte da nossa natureza agredir gratuitamente, pelo menos não deveria ser assim. Somos racionais não é ? Dispomos de uma série de recursos para convivermos em paz (temos até cérebro), o problema é usá-lo de forma correta.
    Infelizmente, hoje quando conhecemos alguém, primeiro esperamos pelo pior e, quando não acontece nenhuma cagada ficamos até surpreso por encontrarmos alguém com caráter.
    O filme mencionado é sensacional, para quem não assistiu ainda pode alugar sem ler a sinopse.

  6. É, Andréa, vc deve estar passando uma tremenda gastura com essa criatura com quem convive…

    Racismo é um assunto que me faz refletir com frequência… estou sempre me avaliando e me pegando com atitudes preconceituosas… pq não sou muito apegada a preconceitos, mas assumo que os tenho, sim…

    Quando xingamos alguém, é chamando de piranha, viado, fdp e isso já é uma forma de preconceito… afinal, o segmento dos homo ou das profissionais do sexo são modernamente vistos como merecedores dos mesmos direitos que os outros… e ainda assim, são os xingamentos mais comuns…

    Tb possuo diversos preconceitos religiosos, tenho aversão às denominações radicais, e costumo ter olhos e postura defensivos em relação à isso…

    O seu caso é onde me dói o calo… não consigo atribuir desvio de caráter em função de raça… não vejo onde a cor de uma pessoa pode influir em seu valor, postura, educação ou dignidade…

    O que vemos na história do mundo, são povos que se consideram superiores, buscando dizimar ou subjugar outros humanos de cor ou religião diferente… há os que realmente acreditaram ser superiores, e há os que usaram a diferença como desculpa prá roubar o que seu outro possuía, incluindo a força do negro violentamente roubada na escravidão…

    No seu caso específico, vc está convivendo com uma pessoa “sem noção”… tb sou meio sem noção, admito, mas procuro não ofender ninguém com minhas doideiras… é muito desagradável ter que pôr limites em marmanjo, mas acho que vc poderia tentar considerar respirar fundo, refletir um texto, e num momento calmo dizer a esta pessoa que vc não gosta de piadas racistas…simples, claro e rápido…

    Tb existe o modo “susto”, onde vc pode largar um tremendo fora, na frente de todo mundo, mas vai ter que ter feeling prá perceber que vai ter apoio dos outros… tb uma boa olhada de lado, dizendo firmemente “menos, fulana, bem menos”, com a voz linda e firme que vc certamente tem, deve mostrar prá malinha que ela não está agradando…

    Ah, outra coisa… ela não é hierarquicamente superior a vc, é? Pq se for, deleta tudo… a não ser que vc esteja pronta para mudar de empresa… boa sorte, e saúde!!!

  7. Andreia
    não ligue pra o que os outros falam viva sua vida intensamente e com orgulho, orgulhe-se de sua raça pq fomos nos os negros que fizemos o brasil o que ele é hoje.
    conviva e seja feliz com todas as raças pois o nosso país é um só mais com varias formas, rostos e cor!

  8. Sou solidário à Andréa. Neste país só existem leis e punições para quem ofende homossexuais.
    Sei que o que vou escrever também pode ser um outro preconceito, e na verdade o é.
    Preconceito é só com deficientes físico, deficientes visuais, anões, judeus, idosos, pobres, negros, asiáticos.e por aí vai. Só não pode ter preconceito contra homossexuais.
    Acho um tremenda injustiça e imagino o sofrimento dessa moça que deve ter vontade de dar uma porrada na colega, que de repente é uma tremenda sapata.
    Vejo na TV, jornais e revistas muitas piadas preconceituosas contra o grupo de pessoas que citei, mas de homossexual ninguém pode falar nada.
    De repente as pessoas que ofendem e magoam a Andréa são homossexuais e se ela partir para quebrar a cara de um deles (ou delas) vão argumentar que estão sendo agredidas só porque são homossexuais, estão sendo perseguidas pelo preconceito.
    Vá em frente Andréa, aprenda a se impor e faça-se respeitar.
    Grande abraço.

  9. Está de parabens o Urso, não pela sua bela resposta, mas por enfim ter respondido a uma pergunta ou conselho que não seja de sexo, cornagem ou viadagem. Parabens Sr. Urso assuntos assim é que engrandece o blog e dá um pouco de cultura aos leitores

  10. Andreia,

    Eu conheço pessoas que sofreram processos de racismo e perderam, simplesmente por discriminar negros verbalmente. Conheço também pessoas com mania de perseguição que só ao ouvir a palavra negro ou judeu, ou japonês já acha que está sofrendo preconceito, e vem com aquele:”Tá vendo?!”

    Se a moça é sem noção, dê-lhe uma resposta atravessada, na frente de todo mundo mesmo, coloque-a no seu devido lugar. Uma resposta inteligente, uma tirada que a deixe sem ação, não uma agressão pessoal. Algo que a faça “baixar a bola”.
    Se os comentários dela não te agradam, por que vc sorri amarelo? Ela é hierarquicamente superior a vc? Um bom começo seria não sorrir se isso não lhe agrada. Se ela é sem noção e ninguém a deixa saber disso, ela vai continuar achando que está abafando e fazendo piadinhas escrotas para querer dar uma de engraçada. Não sei se no caso é preconceito declarado, uma coisa de tentar diminuir os outros ou se é somente um humor negro fora do limite da noção.
    Não sei o conteúdo dos comentários da meliante, tem gente que se acha melhor do que os outros e sinto mais isso ainda nas diferenças sociais do que nas étnicas. Pessoas que menosprezam as outras pelo seu nível social, o ó!!!
    Isso no fundo é um pouco de medo ou desconforto para com as diferenças. As pessoas não sabem lidar com isso mesmo, e tem muito a ver com educação.

    Um bom começo seria deixá-la perceber sem nenhum constrangimento que isso não te agrada. Se você sorri amarelo, está dando sinal verde para ela continuar a ser assim e a culpa também é sua. Tenha orgulho do que você é e se imponha, com educação e auto-respeito para não perder a razão.

  11. PS: assassinei o português

    Conheço também pessoas com mania de perseguição que só ao ouvirem a palavra negro ou judeu, ou japonês já acham que estão sofrendo preconceito, e vêm com aquele:”Tá vendo?!”

  12. É Andrea, seu caso é muito comum.

    O preconceito existe, seja ele qual for. O melhor é conseguir conversar com a pessoa e mostrá-la que o mundo não é como ela pensa.
    E você também. Não pense que por você ser negra que está por cima da carne seca no quesito preconceito. Se misture mais, ande com pessoas que pensam diferente.
    Beijo pra ti e abraços para o Urso.

  13. Palmas pro Urso! Ele foi muito feliz nesse post. E o vídeo então, vish, daora… Deu até arrepio.

    Andrea, o urso tá certo, converse com ela, explique que você não gosta desse tipo de piada e se continuar reclame com um superior seu ou dela. Veja bem, não estou incentivando uma guerra, mas tenho um amigo MUITO preconceituoso e ele acha que as pessoas de quem ele tira sarro não se importam com o que ele diz… E sabe de uma coisa? Ele é extremamente infeliz… As pessoas racistas e segregadoras geralmente são muito infelizes e inseguras, bem como o Urso disse: Ela querem fazer parte de um grupo onde se sintam especiais.
    Tenha pena dela. Não raiva, ela não merece, muito provavelmente.
    Mas EU, particularmente não recomendo que você “fique na sua” por dois motivos muito simples:

    1º – Um dia, quando você estiver mal, pra baixo ou afetada por alguma outra coisa e essa mulher vier “brincar” com você, você vai explodir/desabar/assassinar/enfiaracaradelanaprivadaedardiscarga ou uma coisa do tipo.

    2º – Geralmente se nós não fazemos nada pra mudar as coisas que nos desagradam começamos a nos sentir fracos. Ficamos meio que submissos e submissão é fraqueza.

    Beijoos ma cheri
    Boa sorte com o que quer que vá fazer ^^
    Au revoir o//

  14. BOM..EU ACREDITO QUE VIVEMOS SIM ,EM UMA SOCIEDADE PRECONCEITUOSA…COMO O URSO DISSE POR VARIAS QUESTÕES E DIFERENÇAS E NÃO APENAS OS NEGROS..MAS A LEITORA NÃO TEM Q ACEITAR PIADINHAS PRECONCEITUOSAS…EU NÃO ACEITO..NÃO ACHO ENGRAÇADO E NÃO LEVO NA BRINCADEIRA…NEM DE AMIGO..NEM DE PATRÃO NEM D NINGUEM…EU NÃO VEJO QUAL PODE SER A GRAÇA…. DE FAZER PIADA D UM POVO ,,,QUE TEM A HISTORIA DE HUMILHAÇÃO E SOFRIMENTO..QUE MOSTRA A BESTIALIDADE DO SER HUMANO…NUNCA FARIA UMA PIADA SOBRE O HOLOCAUSTO…E NEM DE QUALQUER PESSOA OU< POVO DE FORMA PRECONCEITUOSA…E SE EU ACEITAR OUVIR NUMA BOA ..ESTAREI INDO CONTRA A MINHA ESSENCIA ..O MEU CARATER….O QUE O URSO DISSE EH VERDADE….MUITAS VEZES EU SOU A UNICA NEGRA ,,,EM UM BAR ,,,OU UM RESTAURANTE MAIS CARO…EU REPARO NISSO PQ?? PQ ME SINTO INFERIOR OU PREOCUPADA ,,NÃO ?? APENAS PQ EU NÃO SOU CEGA…E ACHO MUITO ESTRANHO VER EM OUTROS PAISES ..OS NEGROS INCLUSOS TOTALMENTE NA SOCIEDADE E AQUI NÃO..SERA APENAS PROBLEMA SOCIAL??? SEGREGAÇÃO»?? VARIOS FATORES..UM POUCO DE CADA COISA…ISSO EH BASTANTE POLÊMICO….MAS NÃO DVEMOS CONTRIBUIR E NEM ACEITAR PRECONCEITO….

    JEN:::MUITAS VEZES AS PESSOAS TEM MANIA DE PERSEGUIÇÃO SIM…MAS NÃO FALE DO Q VC NÃO VIVE.

  15. Sr Urso

    Gostei mto, q bom ler alguma coisa diferente aqui……
    to sempre por aqui e me divirto pra caramba com suas respostas e o comentario do pessoal e tal, mas td q é demais acaba enjoando e sinceramente ja não tinha lido suas respostas ha algumas semanas, pois de virgindade, cornisse, e dor de cotovelo eu ja tava bem servida…….
    mas hj algo aconteceu……..q bom
    tomara q a Andréa tenha no minimo a mesma
    quantidade de posts q a virgem da ultima semana. senão sou obrigada a concordar q vc só deve ter mesmo no seu blog um tipo de assunto…………sexo
    pra atender a somente um tipo de publico…………..? qual seria?!? rsrsrsrrs
    bjusss
    e parabens

  16. Hum, vc não me conhece, como sabe que não sofro preconceito?
    O que eu quis dizer foi que existem sim pessoas pertencentes a minorias ou grupos e que são mais preconceituosas da sua condição e se escondem atrás do preconceito dos outros para justificar isso.

  17. ANA…QUAL SERIA? TODOS…SEXO EH ASSUNTO UNIVERSAL..TUDO GIRA EM TORNO DO SEXO DE FORMA DIRETA OU INDIRETA…RSRSRRS

  18. Andréa
    entendo q vc faça politica de boa vizinhança, seja uma moça bem educada e talz,
    mas tem pessoas e momentos da vida da gente
    q só com um bom corte, uma boa tesourada, vc consegue fazer com q a pessoa acorde…….
    deixe um poko sua boa educação de lado e a trate como tem sido tratada, sera q ela vai achar tanta graça assim em td?
    se nada resolver eu sugiro uma voadora nas costas………..
    sempre da resultado……………rsrsrs
    mas acima de td nunca deixe q outra pessoa abale vc e mexa na sua auto estima, se ela tem problemas com raça, isso é problema dela e não seu, esteja sempre acima destas questões e seja feliz……..
    bjuss e boa sorte!

  19. JEN

    TA CERTA NÃO TE CONHEÇO..EU FUI PRECONCEITUOSA..KKKKKKKKKKKKKKKK

    COM CERTEZA….ISSO EH FALTA D AMOR PROPRIO E PREOCUPAÇÃO COM A OPINIÃO ALHEIA…

  20. Andréa,
    Todas as pessoas,de alguma forma e em algum momento da vida,sofrem ou sofreram discriminação.
    Cor,raça,credo,religião,jeito de ser,time para o qual torce,enfim,tudo pode gerar esse tipo de atitude nas
    pessoas.E o que o Urso disse aí em cima é verdade:
    todos procuram o seu”grupo” e procuram estar com
    pessoas com quem tem identificação,algo em comum.Quando interagimos com pessoas de outros
    grupos sofremos críticas,avaliações imbecis e tenta-
    tivas de ridicularização.Não é o branco,o negro,o cató-
    lico,o crente,o rico ou o pobre,todo ser humano é,infe-
    lizmente,preconceituoso.
    Esse problema tem solução?Estou certo que não.Faz
    parte da natureza humana.
    O seu problema específico pode ter.Vai depender da
    sua postura com a pessoa e,se não resolver a lei
    Afonso Arinos está aí pra esses casos.
    Quanto a mania de perseguição que o Jen comentou
    aí em cima,também é fato.Às vezes,a característica
    física(cor,tamanho,obesidade ou magreza)servem
    para distinguir um do outro e quando alguém se refe-
    re a outro usando essa característica pra identificar
    alguém e não é necessariamente um ato de discriminação.Tenho um amigo negro que chamo ele
    de negão,tenho um outro amigo gordo cujo apelido é
    banha,assim como já tive o apelido de manco.Se eles dissessem a mim que se sentiam ofendidos eu
    não os chamaria assim.
    Pra não errar,Andréa,procure um grupo de gente edu-
    cada,divertida,inteligente e sincera.Comece com uma
    pessoa e as outras que forem assim vão se chegar.
    Babacas estão em toda parte e será difícil não encon-
    trar um todos os dias,mas a tua paz quem tem que
    garantir é você!

  21. Dani

    Para né……q história é essa q td gira em torno do sexo???
    eu hein
    hummmmmmmmmm
    publico alvo……….kkkkkkk

  22. Querida Andréa, são elas (pessoas preconceituosos)
    é que tem problemas e não você.
    Viva sua vida normal, mas qdo tais criaturas folgarem
    imponha uma postura, faça valer sua força e dignidade.
    O preconceito atua em todos os aspectos de nossas vidas, por isso manda verrr, não faça cara de paisagem, como se não não estivesse acontecendo nada.
    Beijos no coração.

  23. ANA

    PENSE BEM…

    AS MULHERES SE ARRUMAM..SE DEPILAM…FAZEM TUDO PARA PARCEREM SENSUAIS ..PARA QUE? ALEM DE NOS FAZER BEM…PELO FATO PRIMITIVO DE ATRAIR O MACHO…

    O HOMEM..MALHA…SE PERFUMA..MENTE DESCARADAMENTE O TEMPO TODO….PARA DEMONSTRAR FORÇA..E ATRAIR A FEMEA

    QND AS PESSOAS VÃO A PRAIA…VIAJAM…FAZEM FESTAS…ESTÃO SEMPRE TROCANDO OLHARES..ADMIRANDO…OU SEJA ESTÃO PENSANDO NAQUILO..MESMO Q NÃO O FAÇAM…

    O SEXO EH IGUAL COMIDA….COMENDO OU NÃO…TUDO QUE TEM DIVERSÃO…ELES ESTÃO LA…KKKKKKKKKKKKKK..

    PUBLICO ALVO…ORAS….RSRRS

  24. Dani

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Sua tarada!!!!!!!!!!!!

    pronto fechô

    publico alvo sim…………..

    kkkkkkkkkkkkkkk

    mas não fique brava comigo, eu concordo com vc
    as pessoas (a maioria sim) vive em torno do sexo
    tão sempre pensando naquilo………….
    sorte do nosso amigo Urso né

    um abraço pra vc

    só um abraço ta sem segundas intenções……..rsrsrsrsrsr

  25. Urso e Andréa,
    Eu iria além.
    Ainda que tomada a providência de conversar com a moça restar frustrada.
    Aconselho-te a procurar um superior hierárquico em comum e relatar o caso.
    Se nada resultar em nada e vc ainda continuar sendo objeto de preconceito por parte desta.
    Aconselho-te, sem sombra de dúvidas a acionar uma delegacia de polícia civil e registar uma ocorrência.
    Não penso que tenhamos que ser condescendentes com qualquer manifestação de racismo.
    Ele é crime inafiançável e imprescritível, sujeito a pena de reclusão, que pela sua importância, foi protegido até no art. dos Direitos e Garantias Fundamentais da Constituição.
    Ver também a Lei 7.716/89 que trata do crime de Racismo.

    Andréa, sou forçado a discordar do Urso em esperar cultura e educação de uma pessoa como esta que divide com vc o ambiente de trabalho.
    Imagino, com raiva no coração, a dificuldade e as humilhações a que vc vem sendo exposta.
    Já não basta uma sociedade desigual, em renda, educação, saúde e todos os indicadores sociais em desfavor dos negros, ainda assim, tendo sido este protegido por lei este bem jurídico, vc ser exposta a uma pessoa destas…..

    E ainda tem gente que tem a coragem de ser contra ações afirmativas neste país……

    Mas pensa bem, se já não seria o caso de mostrar a esta indivídua o ser humano com quem ela está falando…..

    Desculpa Andréa, mas eu fico tão nervoso com estas situações, que não me imagino fazendo outro curso na vida que não seja o Direito……

    Um beijo para vc. E que Deus ilumine seus passos.
    Tilelê

  26. Ana e Dani, devido à especificidade do assunto, penso que talvez seja o caso de vcs conversarem isto lá no boteco…..
    Um abração Tilelê

  27. Andrea,
    Sabe o que é mais engraçado?
    Apesar de haver tantos tipos de preconceito (eles são velados ou não), acredito que todos na vida sofreram ou sofrerão de algum tipo ou espécie de preconceito.
    Difícil a fórmula para lidar com o desrespeito humano…eu não saberia te dizer.
    A minha fórmula pessoal é me afastar de pessoas assim…
    Prefiro não retribuir nem revidar o mal….
    Não pense que é uma atitude de Poliana, mas não gosto de estar perto de pessoas com as quais não conjugo da forma de pensar…
    Não tenho a ilusão de querer modificar as pessoas; tenho a árdua tarefa de tentar me melhorar dia-a-dia…e te digo que não é fácil…

  28. Estou preocupado agora com o preconceito que é sofrido pelas mulheres solteiras sem cabaço!!!

  29. Essa assunto é meio “heavy” mesmo. Odeio preconceito de qualquer tipo. Isso devería constar no ensino fundamental.Viví os piores anos de minha vida na adolescência por ser gorda. Graças que não sou mais. Minha melhor amiga é negra e fico louca quando ela me conta casos em que foi vítima de racismo. Tenho vontade de enforcar os infelizes que a deixam magoada. Odeio piada de negro, português, judeu e afins. Acho os racistas em geral burros, pequenos e idiotas.
    E o filme recomendado é realmente muito bom.
    Beijos e luz a todos.

  30. Urso, cada vez mais sou tua fã! Obrigada pelos teus textos e por contribuir para uma sociedade mais tolerante e divertida!

  31. Nefe,

    Eu vou processar quem me ofender

  32. ANA…

    NOS ABRACEMOS….SEM MALDADE HEHEHEHE…

    COMO DISSE A AMIGUINHA LA EM CIMA…QLQUER COISA ..BUTECO…RSRRS..BJO.

  33. Andréia,

    Vc é duplamente discriminada porque é uma mulher negra, sorte sua naum ser uma mulher negra bipolar ou uma mulher nega homossexual. Eu particularmente não sofro com preconceito racial, porque sou caucaziana, mas sou submetida ao preconceito opaco que existe contra as mulheres, e alguns outros mais claros. Não digo que sofro, pq naum sofro com isso, aprendi a arregaçar as mangas, atravessar uma adaga entre os dentes e ir a luta, no tópico anterior me atacaram desenfreadamente por eu ser mulher maior de 30 anos livre sexualmente e intelectualmente. Te digo, nada me abala, sou raza, psicológicamente não tenho profundidade, aprendi ser assim, na área que trabalho somente os homens tem vez, mas eu sou o contrasenso, naum é fácil, é uma batalha diária, mas o resultado depende da nossa postura. Ser mais sagaz e ousada ajuda muito, nos expõe ao ridículo muitas vezes, mas se fazer de vítima só piora as coisas.

    É o caso das cotas, acho mais discriminante que qualquer outra coisa, é uma discriminação branca, as autoridades lavam as mãos, é como se disessem ” Fizemos nossa parte, agora é com vcs”, isso não resolve a situação das maiorias , negros, mulheres e homossexuais seriam mais beneficiados se houvesse uma política de distribuição de renda mais democrática, ensino de qualidade para todos, e mais ações eficazes no ambito social partindo tanto da iniciativa pública qto da privada. Conseder igualdade de oportunidade as maiorias oprimidas é tornar o cidadão competitivo, e não discriminá-lo mais ainda.

    O ser preconceituoso é uma limitação.Ao definir algo por conceitos , ele deixa de conhecer mais. Fecha-se naquilo que já conhece achando que já é o suficiente, deixa de trocar valores e idéias com alguém por julgá-lo superficialmente, pela cor, pelo sexo, etc. Esquece que o ser humano é muito complexo, e que sempre se supera e evolui(e tb regride),e que não se limita a corpo e opções diversas;somos antes de tudo idéias, idéias que vêm acopladas num corpo com vontades e desejos, sentimentos, energias, e não devemos nos limitar a tão pouco e privar-mo-nos de conhecer mais, pois o conhecimento expande os horizontes da mente, e leva a evolução das idéias, do próprio ser.

  34. Prezada F.34, discordo veemente de seu segundo parágrafo.
    Sua visão sobre cotas, vai de encontro a todas as práticas bem sucedidas de ações afirmativas já implementadas no mundo.
    È preciso que saibamos que tudo aquilo que vc ilustrou como desejável demanda tempo.
    E temos na sociedade aqueles para os quais as demandas são imediatas e precisam ser de pronto atendidas.
    Considerando o fato que nossa sociedade, em especial a brasileira, a segunda mais desigual do mundo…. atrás apenas da Nigéria, as pessoas possuem diferentes pontos de partidas.
    Eu usufrui por duas vezes do sistema público universitário de ensino, e não tive a oportunidade de vivenciar enquanto companhia, pessoas negras na sala.
    Como eu posso esperar de alguém que trabalha o dia inteiro, que estudou nas piores escolas, concorra em pé de igualdade com o vestibular?
    A experiência mostra que os beneficiários de tais políticas, a exemplo do que aconteceu com os EUA, na década de 60, depois de quatro gerações….E cada geração aqui considerada é de 5 anos, já não necessitam mais do benefício.

    Minha opinião é de que o governo, enquanto não propiciar…

    “política de distribuição de renda mais democrática, ensino de qualidade para todos, e mais ações eficazes no ambito social partindo tanto da iniciativa pública qto da privada. Conseder igualdade de oportunidade as maiorias oprimidas é tornar o cidadão competitivo, e não discriminá-lo mais ainda.”

    Tudo isto que vc disse, ele deve sim intervir na realidade dos que precisam de mudanças agora, mesmo porque tudo q

  35. Carol não tem cabaço… lalalalalala

  36. continuando….

    mesmo porque tudo que vc listou ali… Não será feito da noite para o dia e nem em oito anos.
    A reforma da educação implementada na coréia do sul em 1960, que a transformou num país de primeiro mundo, demorou 30 anos para obter seus primeiros resultados.

    Sou a favor de políticas públicas que tratam desigualmente os desiguais na medida exata de suas desigualdades, e qualquer omissão neste sentido, quer seja do governo , ou das pessoas que julgam tais ações, é, no meu entendimento, uma forma velada de preconceito e de manutenção de stauts quo.

    Um grande abraço F.34, só para não causar celeuma desnecessária, também sou caucasiano, e neto de negros, com muito orgulho, por ter conhecido a pessoa mais distinta que já vi viva, que era este meu avô.

  37. Tilelê,

    Digo que as cotas discriminam e são paliativas, uma política social decente incluirá o preto, o branco, a mulher, o homo, o paraplégico, temos que mudar nossa cultura e não adotar medidas complementares. Ficar fazendo remendos não será eficiente, as pessoas tem que conseguir as coisas atravéz de méritos próprios, e a função do governo é igualar as pessoas em termos de qualificação e oportunidade. Vc sabia que muitos bolsistas do pro-uni não frequentam a facu, pelo simples fato de não terem as demais condições necessárias pra continuar os estudos, apoio da família, condução, muitos tem que trabalhar pra comer e dar de comer ao restante da família. O governo adoça o povo com essas medidas eleitoreiras, os problemas da sociedade são bem mais complexos. Talvez um 2o grau profissionalizante noturno de qualidade resolva muito mais o problema do cidadão do que uma bolsa em uma facu particular.

  38. Tilelê,

    Na minha família tem negro, indio e europeu cristão e judeu, sou igual aos demais brasileiros. A minha pele é predominantemente branca, mas meu sangue é vermelho igual dos outros.

  39. Pois é Nefe!

    Não tenho, sou feliz, e antes qdo tinha era feliz tbém……

    Agora não espalha!!!!

  40. Olha …. c os conselhos dados aqui não surtirem o efeito desejado

    puxe uma faca e grite:

    Repete!!! repete isso c vc tiver coragem

    Pelo menos rir ninguém vai mais

  41. F.34, este problema do PROUNI,já foi solucionado com a inclusão no PPA de orçamento para concessão de bolsas aos alunos.
    Quando se pensa numa Política Pública F.34, não é possível prever de imediato o alcance e a abrangência dela, por mais óbvio que decorra este raciocínio.

    Eu só acredito em mérito quando as pessoas possuem o mesmo ponto de partida e as mesma igualdade de condições. Como posso querer comparar mérito de um classe média egresso de colégio particular e que nunca trabalhou um dia na vida comparado com um negro, pobre que trabalha de dia e estuda de noite.
    É um contrasenso e uma covardia tão grande a comparação que nem vale fala.

    Políticas Socias, de distribuição de renda, ações afirmativas, por muitos são entendidas com cunho eleitoreiro.
    é que a sociedade, acostumada qeu está com os padrões nela vigentes, não toleram de pronto a mudança que elas propiciam.
    Eu ver um negro pobre fazendo faculdade incomoda muita gente.

    Tem sim que estatuir bolsas para negros com parcos recursos, para miscigenar um pouco as federais, tradicionalmente ocupadas por brancos de classe média alta, falo isto para os cursos elitistas, como DIreito, Medicina e Engenharias.
    Ainda mais considerando que é este público atualmente matriculado que é o que efetivamente tem condições de pagar por um ensino de qualidade.

    Bato muito na tecla da faculdade, pois o ensino superior é de competência da União.
    São poucos que sabem que a escola básica quem administra é a prefeitura, via repasse de recursos.

    F.34, a título de curiosidade, caso vc a tenha, dê uma passeada no site do Ministério do Desenvolvimento Social e combate à fome, lá vc vai encontrar o projeto de instauração nacional do SUAS, do sistema único de Assistência Social que abarcará todas as classes, que vc diz ser alijada do processo democrático.
    Negro, mulher….todos. Lá tem para todo mundo.
    O problema consiste em implementar tudo e atender a todos de maneira eficiente, e te digo por experiência que tenho no setor público que mudar um aspecto da vida de um cidadão por meio do governo é muito difícil e geralmente muito caro.
    Mas não impossível.
    Todos criticam o Lula pelos escandâlos escancarados na mídia.
    Mas o destino e a história vai mostrar que ele, assim como o Getúlio Vargas, foi quem efetivamente contribui para mudar um pouco esta realidade excludente que vivemos.
    Gostando eu ou vc dele ou não.
    Foi ele quem mudou a curva de gini que mede a concentração de riqueza para um patamar melhor.
    Se sua área de formação for exatas vc sabe que assim como todo cálculo, não é possível prever seus efeitos quando distanciamos do desvio padrão de maneira satisfatória. Assim é que a riqueza está aumentando também para os já mais ricos. Mas é a primeira vez que está chegando na mão dos mais pobres….
    Externalidades imanentes ao processo produtivo.

    Eu, quero ressaltar que sou contra, qualquer tipo de corrupção, desde 1 centavo de uma cópia particular tirada no ambiente de trabalho até uma mala para comprar dinheiro.
    Os dois erros tem o mesmo embasamento.
    Razão pela qual, se vc me perguntar se gosto do governo federal, não gosto. Votei no Cristovam para presidente, por acreditar que precisamos fazer o pacto feito pela coréia.

    Mas devo admitir que de um jeito ou de outro o governo tem melhorado o país.

    Um abração e bom fim de semana.
    Tilelê

  42. F.34, este problema do PROUNI,já foi solucionado com a inclusão no PPA de orçamento para concessão de bolsas aos alunos.
    Quando se pensa numa Política Pública F.34, não é possível prever de imediato o alcance e a abrangência dela, por mais óbvio que decorra este raciocínio.

    Eu só acredito em mérito quando as pessoas possuem o mesmo ponto de partida e as mesma igualdade de condições. Como posso querer comparar mérito de um classe média egresso de colégio particular e que nunca trabalhou um dia na vida comparado com um negro, pobre que trabalha de dia e estuda de noite.
    É um contrasenso e uma covardia tão grande a comparação que nem vale fala.

    Políticas Socias, de distribuição de renda, ações afirmativas, por muitos são entendidas com cunho eleitoreiro.
    é que a sociedade, acostumada qeu está com os padrões nela vigentes, não toleram de pronto a mudança que elas propiciam.
    Eu ver um negro pobre fazendo faculdade incomoda muita gente.

    Tem sim que estatuir bolsas para negros com parcos recursos, para miscigenar um pouco as federais, tradicionalmente ocupadas por brancos de classe média alta, falo isto para os cursos elitistas, como DIreito, Medicina e Engenharias.
    Ainda mais considerando que é este público atualmente matriculado que é o que efetivamente tem condições de pagar por um ensino de qualidade.

    Bato muito na tecla da faculdade, pois o ensino superior é de competência da União.
    São poucos que sabem que a escola básica quem administra é a prefeitura, via repasse de recursos.

    F.34, a título de curiosidade, caso vc a tenha, dê uma passeada no site do Ministério do Desenvolvimento Social e combate à fome, lá vc vai encontrar o projeto de instauração nacional do SUAS, do sistema único de Assistência Social que abarcará todas as classes, que vc diz ser alijada do processo democrático.
    Negro, mulher….todos. Lá tem para todo mundo.
    O problema consiste em implementar tudo e atender a todos de maneira eficiente, e te digo por experiência que tenho no setor público que mudar um aspecto da vida de um cidadão por meio do governo é muito difícil e geralmente muito caro.
    Mas não impossível.
    Todos criticam o Lula pelos escandâlos escancarados na mídia.
    Mas o destino e a história vai mostrar que ele, assim como o Getúlio Vargas, foi quem efetivamente contribui para mudar um pouco esta realidade excludente que vivemos.
    Gostando eu ou vc dele ou não.
    Foi ele quem mudou a curva de gini que mede a concentração de riqueza para um patamar melhor.
    Se sua área de formação for exatas vc sabe que assim como todo cálculo, não é possível prever seus efeitos quando distanciamos do desvio padrão de maneira satisfatória. Assim é que a riqueza está aumentando também para os já mais ricos. Mas é a primeira vez que está chegando na mão dos mais pobres….
    Externalidades imanentes ao processo produtivo.

    Eu, quero ressaltar que sou contra, qualquer tipo de corrupção, desde 1 centavo de uma cópia particular tirada no ambiente de trabalho até uma mala para comprar dinheiro.
    Os dois erros tem o mesmo embasamento.
    Razão pela qual, se vc me perguntar se gosto do governo federal, não gosto. Votei no Cristovam para presidente, por acreditar que precisamos fazer o pacto feito pela coréia.

    Mas devo admitir que de um jeito ou de outro o governo tem melhorado o país.

    Um abração e bom fim de semana.
    Tilelê

    Só te pergunto F.34, vc colocaria seu filho no segundo grau noturno profissionalizante? Ou ali só cabe o filho do negro?

  43. Bem,

    Discordo do nome,

    Não é pré conceito,

    É RECALQUE MESMO,

    Essas pessoas tem que achar alguma coisa diferente nos outros, para amenizar sua inferioridade (que ela julga ter) em alguma coisa, aí se veste de pré conceito, aponta o mesmo e se sente bem com a torcida.

    Quando ela esta sozinha, ela e a pessoa e mais ninguém ela não procede desta forma.

    Se não for a cor ela vai julgar a unha do dedão do pé esquerdo.

    São pessoas amargas, recalcadas.

    DANI MEL,

    Preste atenção na fisionomia, e no semblante, destes seres inferiores;

    Vai notar que são tensos.

    Dê de superior a ela e vai ver que dará piti, rsrs

  44. Nossa, temos aqui comentando sobre preconceito racial grandes baluartes da luta contra o preconceito, F34 e sua amiga Carol que taxaram os baianos de preguiçosos, me mandaram voltar pra minha rede, ea seus amiguinhos que generalizaram a todos os baianos como crias de ACM de comportamento ditatorial… enfim, colocaram os baianos lá em cima, e eu como Baiano fico super feliz em ver pessoas tão sinceras e coerentes opinando sobre um assunto da qual elas entendem tão bem. Está de parabéns pelo seu público Urso.

  45. Tilele,

    “a função do governo é igualar as pessoas em termos de qualificação e oportunidade”

    Eu escrevi basicamente o que vc disse.

  46. Baiano,

    Onde taxei baiano de preguiçoso……….. reproduza aqui por favor. Falei que vc , que tem o nick de Baiano tem preguiça de pensar e sair da superfície.

    Entaum, deixe de preguiça e escreva seu comenário sobre o assunto.

  47. Tilele,

    Eu estudei em um segundo grau profissionalizante norturno e depois cursei curso noturno na faculdade, por méritos próprios.

  48. Só a título de curiosidade F.34, vc estudou o que na faculdade?
    vc tem um raciocínio exato. Fiquei curioso agora.
    Um beijo
    Leander

  49. O seu comentário, então, deixa margem a dupla interpretação, pois você falou da seguinte forma:
    “…na verdade somo hiperativos e conseguimos fazer 8 coisas ao mesmo tempo, não temos PREGUIçA. Diferente de vc que tem preguiça de pensar e ler as entrelinhas…”

    Frisou a palavra preguiça, por saber do preconceito instalado na cultura de muitas pessoas no Brasil contra os baianos, atribuindo aos povos daquele estado a característica de serem preguiçosos… vc sabe disso, não é nenhuma criança, agora pode querer até dizer que não foi bem assim, mas sabe que quis usar isso de forma perjorativa.

    Entendam como quiser….

    sds

    Baiano

  50. Prezado Tilelê…

    Admirei seu modo de pensar e de ver as coisas, sempre falo isso e as vezes sou tratado de forma grosseira por algumas pessoas que não conseguem compreender dessa forma. Também votei em Cristóvam Buarque, mas mesmo assim não podemos deixar de reconhecer as melhorias que vem ocorrendo no país no atual governo, ainda que ele não seja o sonho de um governo ideal que o nosso país precisa.

    Abraços

    Baiano

  51. Tilele,

    Esqueci de dizer que estudei em escola pública, e pra piorar uma parte do tempo foi durante o regime militar. Ah! Se ajudar a te esclarecer mais sobre a minha formação, meu pai e meu avô foram presos em 64, e meu pai ficou com sequelas dos choques elétricos que ele tomou. Fui presidente do centro acadêmico, fiz parte da UEE, UJS, e participei efetivamente de todos os congressos da UNE e UEE do meu tempo, sou filiada ao PC do B desde o meu 1o voto, tirei meu título só pra votar contra o Collor. Também fui pras ruas na época do impeachment, manifestei de todas as formas que imaginar, também participei de greves na facu. Não sou essa burguesa que vc pensa.

  52. Baiano,

    Se existe um auto-preconceito tá aí a prova.

  53. Tilelê,

    Fiz administração mas não é o curso dos meus sonhos, ainda vou me satisfazer e vou estudar filosofia.

  54. F.34, vc tem horas que perde a noção e parte para a agressividade, sem motivo algum.
    Quem foi que te disse em algum momento que eu penso em vc como alguma burguesa.
    Só perguntei o que vc estudou …
    Não estou aqui para te ofender e se for este o seu objetivo não precisa nem responder a este post pois não haverá tréplica de minha parte.
    parabéns pela sua história. Realmente vc é uma mulher mais do que interessante. Eu já achava antes pelo pouco que te conhecia.
    Um grande beijo e bom fim de semana.
    Tilelê

  55. F.34, vc será uma ótima filósofa. Pois o imprescindível para tanto vc já tem… Já pensa a vida.
    Um beijo
    Tilelê

  56. coincidentemente, também fiz adm. só que também não foi lá o meu sonho. Sou mais do Direito. E um dia, quando aposentado estiver, penso em fazer veterinária, só para cães.
    Sou fascinado com vira-latas.

  57. Obrigado Baiano,
    Admiro muito sua terra. Tenho muita vontade de conhecer Salvador e morro de São Paulo, quem sabe um dia ….
    Então estamos no mesmo patamar ideológico….rsrsrs. Mais um irmão brasileiro.
    Um abração
    Tilelê

  58. Olá, Andréa

    O urso foi muito feliz em tudo que postou. Só discordo dele em um ponto, quando ele sugere que vc a chame em particular. Sei que ele sugeriu isso pensando em uma maneira educada de resolver , mais que só funciona quando a outra parte é educada tb e até na Bíblia tem uma citação sobre isso.
    Nesse caso, não vai funcionar pq ela é uma pessoa atrevida e está esperando isso mesmo, para depois distorcer tudo o que vcs conversaram, sem a presença de ng.
    Andréa só se atiram pedras em árvore que produz bons frutos e como ela percebeu que vc é uma pessoa educada, ela está querendo te tirar do sério pq já deve ter havido algum comentário muito bom a seu respeito como pessoa e como profissional.

    Eu sugiro duas maneiras de agir:

    1º- ” A toda ação corresponde uma reação de mesma intensidade e sentido contrário”
    O que eu quero dizer com isso é vc, educadamente, começar a responder cada gracejo dela na mesma moeda, indiretamente é claro.

    2º- Quando ela te ofender diretamente, é só vc dizer bem séria olhando nos olhos dela:
    ” Vc está amarrado demonio do inferno, em nome de Jesus”

    Eu garanto a vc, FUNCIONA!!!
    Ela nunca mais vai se meter a besta com vc!!!

    Um abraço, paz e muita luz.

  59. Tilele,

    O fato de gostar de filosofia me aproximou de Schopenhauer e Nietzsche, são pensadores fascinantes, pessimistas mas realistas, alguns os consideram ateus só porque nos libertam dos dogmas. As vezes esses pensamentos parecem cruéis mas fazem sentido, os dogmas e crenças permitem os fracos a escapar da vida, à dor e à luta, e impõe a resignação e a renúncia como virtudes. São os vencidos que inventaram o além para compensar a miséria; inventaram falsos valores para consolar a sua exclusão dos valores dos fortes.

  60. Urso,

    sempre acompanho as publicações do blog e pela primeira vez vou fazer meu comentário.

    Esse preconceito existente demonstra a falta de respeito com que as pessoas acham natural demonstrar. Agem assim e acreditam que é correto.

    Eu vivi algo semelhante mas, quando namorei uma gordinha. As pessoas nos observavam nas ruas achando estranho uma garota obesa estar de mãos dadas com um cara “normal”. Um vez, uma menina que nos observava exclamou:
    – “Ela está acompanhada e eu nada!”
    Passei a acreditar que esse desrespeito aconteceu por pura inveja. Como se minha namorada não podia estar bem e que não teria direito de ser feliz. Passei a ignorar qualquer estranho que nos observava pois o problema não era a gente e sim, eles que eram uns infelizes.

  61. continuando….

    Criaram a ficção do pecado porque não podiam participar das alegrias terrestres e da plena satisfação dos instintos da vida.

    “Este ódio de tudo que é humano”, diz Nietzsche, “de tudo que é ‘animal’ e mais ainda de tudo que é ‘matéria’, este temor dos sentidos… este horror da felicidade e da beleza; este desejo de fugir de tudo que é aparência, mudança, dever, morte, esforço, desejo mesmo, tudo isso significa… vontade de aniquilamento, hostilidade à vida, recusa em se admitir as condições fundamentais da própria vida”.

  62. Baiano,

    Você não merece que eu perca meu tempo com você,

    Mas irei te explicar minha analogia e comparação,

    Quando você veio com pedradas e olhei seu Nick, a imagem que me veio foi a do Antonio Carlos Magalhães.

    Portando, não tem nada a ver com o povo Baiano e nem com nenhum conceito pré concebido da minha parte.

    Conheço muito bem a sua terra e o seu povo,
    Sempre que posso estou por aí.

    Abraços
    E cuidado com as leis de “NEWTON”

  63. Tilelê,

    Morro de São Paulo é lindo e inspirador mesmo,

    Vale a pena conhecer,

    Agora me preocupo com suas opções de carreiras,

    Em nossa vida temos que seguir nossa vocação,

    Aquilo que realmente gostamos e temos afinidade,

    Se não nossa carreira profissional será uma tortura.

    Cuidado com estas escolhas.

    Um grande abraço

  64. F.34,
    Eu não consegui acompanhar plenamento seu raciocínio.
    Mas faz algum sentido o esconder-se sob padrões socialmente aceitos. Tem horas que tenho raiva de mim do tanto que sou certinho e preso aos velhos padrões de comportamento.
    Mas é só eu pensar em algo absurdo que a raiva passa. Eu devo sair agora, noutro feito quero convidar-te a ir ao buteco comigo, tenho fundada vontade de te conhecer melhor.
    Muito mesmo.
    Um beijo para vc.
    Tilelê

  65. Zé Xy,
    Aprovo o seu conselho , mas te digo que fiz certa vez, com dois profissionais distintos orientação vocacional
    E em nenhum dos casos consegui encontrar um ponto específico que guiasse-me assim como uma luz. Eu sempre fui médio de tudo e gostando de tudo. Só não tenciono na vida ser um aposentado que joga damas na praça. Eu quero sempre trabalhar e quando tiver lá meus 70 quero fazer faculdade de novo. Tenho uma vontade de inteirar-me de conhecimentos postos como ciências biológicas, químicas e físicas e nos cursos que fiz, não tive esta oportunidade.
    Mas eu sei o que eu quero Zé Xy e agora só depende de mim.
    Obrigado mesmo pelo toque e pela amizade.
    Um grande abraço e excelente fim de semana
    Tilelê.

  66. Baiano, como a F.34 disse: auto-preconceito!!!
    Em nenhum momento te chamei de preguisoço, agora se vc leu e ACHOU que eu quis dizer isso de vc, o problema é todo seu, vc vê e entende o que melhor lhe convém!

  67. Baiano,
    a culpa é minha…
    andei chamando o Ze´de
    Zézinho Malvadeza e ele ficou assim….

    Bakana esse post aqui…
    vou pensar e escrever algo que alguém possa
    aproveitar………….agora TÕ cansada…´

    beijos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  68. na verdade acho que tds em algum momento da vida sofre algum tipo de pré conceito até mesmo na escola quando se é excluido de um jogo de futebol por exemplo já é um pré conceito,agora casos como o de andréa é mais complicado a pessoa nao se “toca”que tá vacilando feio com as “piadinhas”,sei bem como é isso,sou calmo mas mudo da agua pro vinho em menos de cinco segundos,no meu caso nao é por ser negro apesar de ser bem moreno é por ser brasileiro mesmo pois moro em portugal aqui é comum se ouvir dizer “volta pra sua terra”ou”pretos quanto mais bananas os der mais macacos se tornam” isso tudo é muito lamentavel,mas como o urso disse é uma questao de cultura,ao menos comigo nao tem vez respondo sempre a altura seja quem for,ao menos aqui isso está mudando pq a maioria dos preconceituosos sao pessoas que viveram a ditadura que “atrasou” portugal em comparação a outros paises europêus,dentre os mais jovens já a uma grande mistura de etnias forçando os mais velhos a deixarem o pré conceito de lado.

    andréa como vc é extremamente calma pois consegui ainda sorrir com as piadinhas,acho que deve seguir o conselho lá do inicio que é chamar a meliante de canto e esclarecer a situação,é o melhor que vc faz.

    aqui segue um video muito interessante de uma campanha que esteve no ar nas emissoras portuguesas esse ano contra o racismo quem poder de uma olhadinha. http://www.youtube.com/watch?v=HtmZwcBx7U0

  69. Urso , parabenizo-o pelo texto. Porreta!

    Andréa
    Aprenda piadas e gozações de portugueses, italianos, espanhóis, etc. que são as “etnias” dos bestas “brancos” brincalhões. Piadihas sobre o tamanho ou performance de “machões” também é uma idéia. Ou dizer que prefere ser negra do que loura. Acho que debochar dos debochadores é o caminho. Pois, quando se é minoria a maioria acha engraçadinho zoar da cara da gente. Levar a sério os devotos da santa Ignorância é dar valor à pensamentos arraqigados que eles nem têm noção do que estão falando ou o quanto poderiam estar lhe magoando. Zoe com a cara deles e espere reação. Na reação deixe claro que a sua zoeria com a cara deles é que é uma reação. Não se magoe, reflita e observe a inconsciência deles. Estão fora de si mesmos levados por pensamentos colocados que eles nem percebem que estão vivendo como marionetes.
    Um abraço
    Francisco

  70. A F34 maneirou seu tom… a Carol veio com a mesma agressividade… não se trata de auto preconceito, as piadinhas são famosas e todos conhecem, pra bom entendedor meia palavra basta… Carol, vc não me chamou de preguiçoso, mas sabe que mandou “eu voltar para minha rede”, numa alusão ao estilo preguiçoso que é pregado como sendo o jeito de ser do baiano… mas mais uma vez vocês se esquivam e tentam dizer que não disseram o que disseram… a interpretação, realmente, cabe a cada um… tenho certeza que se o oposto fosse, vocês usariam do mesmo “auto-preconceito” que me denominam usar.

    Quanto a certas pessoas, como falei, prefiro nem comentar… como já disse, F34 e Carol são pessoas inteligentes das quais compartilho até algumas opiniões, e dá pra discutir. Mas comentários vazios não dá pra conversar.

    sds

    Baiano

  71. Sou cristã,mulher,negra, professora e nordestina.
    Isso não é a introdução do meu lattes,acreditem…(mas confesso que já pensei em colocar) kkkkkk

    A discussão,por mim a muito tempo esperada,perdeu um pouco o rumo,não na temática,mas nas opniões e incomodos pessoais.

    Sou a favor da politica de cotas e outras ações afirmativas sim, por razões já brilhantemente elucidadas por “Titelê”.Aliás n só ações afirmativas,mas atitudes afirmativas.

    É obvio que n é preciso ser NEGRO para entender a a dimenssão do preconceito racial no nosso país, mas quem é NEGRO certamente já sofreu uma discriminação racial e pode falar com maior propriedade.

    Para nossa amiga Andréa(discordando do meu amado Urso),eu digo:
    é preciso se afirmar e falar de forma veemente que vc dicorda, mas a resposta deve ser direta, clara e não a altura do ridiculo comentário da sua amiga de trabalho.
    Deve sim ser muito mais alta, inteligente, articulada e fundamentada, leia e use a lei a seu favor(afinal estamos diante de uma agressão, de um crime).

    Quando se tem um atitude dessa(afirmativa) vc não está só defendendo a sua história, seu povo, sua raça, sua luta como negra(o que por si só já seria louvavél),mas está tb sendo uma voz que pode fazer a diferença perante aqueles que o rodeiam.

    Gostaria de fazer outras colocações(para outros posts aqui lidos),mas prefiro direcionar as minhas palavras para a nossa amiga “Andréa”, e o questionamento dela,extremamente importante.

    bjos a todos

  72. Bom dia a todos.

    Pré conceitos são valores muito fortes arraigados na sociedade.Estão na formação de uma povo (no caso o nosso , escravagista ,colonizado , terceiro mundo), em uma família, na sociedade.
    Por que agora existe um movimento de acabar com o pré conceito contra o homosexualismo e negros?
    Porque tanto grupo como o outro , são formadores de opinião, consumidores ou seja , importantes para o funcionamento da sociedade.
    Os deficientes físicos , por lei , tem direito a emprego, cotas nos estabelecimentos públicos…..muito em breve, todas as reinvidicações para acessibilidade serão consumadas ( como em qualquer país decente no mundo ).
    O pré conceito só é desarraigado de verdade quando você troca de conceito….faz a sociedade mudar a forma de pensar , conceito novo.
    Pode ser na porrada.
    Pode ser na forma da lei ( se houver uma ), no caso dos negros, depois de muita porrada e humilhação existe uma.
    Pode ser na discussão , se for com pessoas ou grupos que valham a pena…se não…só na porrada mesmo.

    Portanto Andréia:
    No seu caso acho que já existiram pessoas que lutaram por isso , nessas 3 formas.
    Use de seus direitos conquistados e seja firme.
    Chega de gracinhas e mal entendidos.
    Chame a pessoa de lado e fale:
    ” Se vc continuar com ofensas pessoais, eu provo
    na justiça que vc está comentendo crime de racismo, inafiançável no Brasil.” E tá acabado.
    Aí é vc quem decide…se quer correr o risco ou não.
    De ser antipática.. , radical e por aí vai.´
    Mas vai estar usando de um direito seu.

    Num mesmo ambiente de agência , um grande amigo meu , super diretor de arte , foi hostilizado por ser homossesual. A diretoria mudou e ele começou a bater de frente com um homofóbico de plantão.
    Saiu da agência , pois o ambiente ficou insuportável, mas levou uma baita indenização…por tudo que passou e lutou…hj está ótimo, dono de seu próprio negócio.

    Prós e contras…………….
    Uma luta que vale a pena lutar não só por vc,
    mas pelos que vem a seguir…

    Beijokas

  73. Baiano,
    não confunda esteriótipo com pre conceitos.
    O povo baiano , por muito tempo , capitalizou em cima
    de desse tipo , baiano que é sabe viver, não tem pressa pra nada, praia e coqueiros….
    Jorge Amado, Dorival Caimy….
    Baiano não nasce , estréia.
    A Bahia não é um estado , é uma gravadora ….de lá saem metade dos sucessos e standarts do país..
    Sem falar nos publicitários …….
    Se quiser fazer um movimento pra mudar isso….
    acho que vai ser apedrejado pelos seus conterrâneos…
    afinal quem precisa de paulista louco , estressado , engarrafado e que fala esquisito ?

  74. Ébano,

    Suicida!!!! Corta os Pulsos!!!! KKKKKKKKK

  75. Baiano e Juju,

    Que estereótipo e preconceito, nada isso, até acho que os baianos são os cariocas do nordeste kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ah! Os gaúchos todos são viados, os mineiros são caipiras, carioca vive na leseira igual baiano, os goianos são GO-norantes……………. todos são alvo de algum comentário pejorativo, fora do Brasil tb é assim, Norte Americano faz piada de canadense, Inglês faz piada de Irlandês e Escocês, Argentino faz piada de Brasileiro, Indiano faz piada de Paquistanês, Cristão faz piada de Judeu etc…

    Se não encararmos esses percalços com bom humor e jogo de cintura, vamos voltar para as cavernas.

  76. Pois é isso….
    não confundir esteriotipos….com preconceito
    o baiano não deixa de viver, trabalhar ….enfim se dar bem na vida por que é baiano..está debaixo do coqueiro compondo ao violão…olhando o mar…
    ai….que mais de bom ?
    Muito pelo contrário…exporta isso……….sabemos que a realidade é diferente…mas e daí ?

    A velha piada………

    Um carioca e um paulista passeando no calçadão de Ipanema…
    -Tá vendo seu trouxa…isso aqui é Rio, tudo bom, mulheres lindas…tudo lindo….cidade linda…não somos como vcs, chatos, tudo feio…só pensam em trabalhar 24 horas por dia…blá,blá
    O paulista continua olhando….passeando…aí vira pro carioca e diz :
    -Tá vendo isso aqui ? E tira do bolso ….
    _Isso aqui é dinheirooooooooooo..

  77. Fui criada dentro do seguinte principio moral :
    Nunca zombe, fale ou discrime coisas que a pessoa não pode mudar , que não foram escolhas :
    _ cor da pele / raça
    _
    _ problemas físicos
    _ problemas mentais
    _ sexualidade ( não é escolha , como muitos pensam)_ religiÃO ( isso pode mudar , mas eu não tenho nada a ver )

    Existem mais preconceitos …mas estes são os que pertubam a raça humana.

    beijos

  78. Baiano, vê se me erra!!!!

    Já vi várias vezes pessoas negras usando camistas com o seguinte dizer: “100% Negro”…e agora se uma pessoa branca usar uma camiseta escrito 100% Branca, ela vai ser chamada de racista, não é mesmo?!

  79. quis dizer camisetas….*camistas…

  80. Pois é,

    Liguem não e parem de dar Ibope para o “A ENCARNAÇÕA DO TONINHO MALVADEZA”,

    O KRA quer aparecer,

    Ele é um recalcado e preconceituoso.

    UMA VERDADEIRA ALMA PENADA.

    bjões

  81. Gente,

    Qdo eu tinha 7 anos descobriram que eu tinha miopia, e comecei a usar óculos, e além disso usava o cabelo curtinho porcausa dos piolhos, imaginem, eu era a verdadeira visão do inferno. Quando chegava na época da festa junina ninguém queria dançar quadrilha comigo, porque eu parecia um muleke, e pra piorar era magrinha, só se via meus joelhos e minha cabeça. Qdo brincava na rua era alvo da mulekada toda, era chamada de “4 olho” , as vezes me chamavam de “5 olho” “2de vidro, 2 de carne e 1 fedido”. na 6a série me rebelei, e virei líder da turma do Fundão, era da galera do Mal, ninguém mais me xingava de 4 olho, todos me respeitavam. Na adolescencia meu pai me deu um par de lentes de contato daí tudo mudou, passei por uma metamorfose, tirei os óculos, deixei o cabelo crescer, meus seios cresceram tb. No 2o grau a lagarta virou uma borboleta, e os mulekes que naum queriam dançar comigo na festa junina se fuderam, nem lembrava deles só pensava nos meninos mais velhos que faziam faculdade de Agronomia. Naum uso óculos, só lente de contato, por que cansei de ser referência pras pessoas, é igual gordo, sabe qdo falam “ali do lado daquele gordo”, “ali perto da mulher de óculos”, “ali do lado daquela baixinha”. A vida é assim, nem por isso vou sair matando e roubando por aí, naum vou encarnar a Amy Winehouse, vou dar meus pulos.

  82. Querida Andréa,nesse país hipócrita que vivemos,é duro não ser discriminado,aqui a discriminação é camuflada.
    Quanto a sua “colega” de trabalho,tenha pena dela pq com certeza é uma frustrada .Geralmente quem muito nos ofende ,esconde de si mesmo alguma coisa ,pessoas como essas nem devem ter nossa atenção.
    Fico adimirada que em nosso país uma salada de DNA,alguns se achem mais isso ou mais aquilo…Isso mais que envergonha,agride.
    Seja como for flor,siga sua vida ,garanto que cor de pele,padrão social,estatus não faz ninguém melhor ou pior.Talvez um dia a Humanidade acorde .
    Beijos Andréa.
    Beijos urso vc foi maravilhoso na resposta.
    Beijos ao pessoal do blog.

  83. F.34
    Obrigada pelas sugestões kkkk
    Mas… continuo viva e n estou tc com os dedos dos pés, pode acreditar kkkk
    Quanto as suas colocações sobre suas dificuldades na época da escola,tb passei por isso, só que por ser negra, as crianças são crueis mesmo sendo sinceras.
    Hoje n tenho mais colegas me discriminando abertamente, mas tenho hoje oportunidades fechadas, chego em lojas e vejo vendedoras me acharem invisivel, imagina se aquela NEGRA tem dinheiro pra comprar alguma coisa, elas pensam com certeza.

    Porque ao contrário de vc, não sofri metamorfose nehuma, continuo NEGRA.Nada mudou, apenas agora a discriminação ocorre de forma velada.Quando crescemos deixamos de ser sinceros como as crianças.

    Mas isso eu n lamento, jamais neguei minha raça, nem minha cor, e sim já usei camiseta com 100% NEGRA(respondendo a colega Carol S.), e não acho ofensa nenhuma,significa: me orgulho da minha raça, não sou morena, não sou escurinha, sou NEGRA SIM.

    Gostaria muito de não precisar me afirmar dessa maneira no meu país,mas é preciso.
    Corrijo qualquer um que me chame de “morena”,odeio.Pode ser quem for até amigos meus eu corrijo.
    O povo precisa parar com isso, parece que falar NEGRO é ofensa.

    Só pra finalizar gostaria de dizer o seguinte:
    a discussão foi pra outro rumo,esteriótipos e outras coisas fora do tema proposto.
    Muitos aqui resolveram expor suas dificuldades como querendo demosntrar que também sofreram algum tipo de preconceito,e se igualam a questão do preconceito racial.

    Sem querer diminuir as colocações, racismo é uma coisa muito séria, só quem sofreu sabe, não se compara a qualquer outro tipo de discriminação.Quantas lutas nos negros temos que travar todos os dias, na busca por um emprego, nas relações amorosas, na escola, na fila do banco, na vizinhança e isso nos persegue durante toda a vida.

    bjos a todos

  84. Zé..

    Aprendeu a escrever malvadeZa com Z de Zé que vc é?

    RSS

    sds

    BAIANO

  85. È bano,

    racismo
    é um tema muito sério,
    mas não mais ou menos que
    outros.
    ..
    pra falar a verdade,
    todo o preconceito que atrapalhar um ser
    humano ou grupo de trabalhar, ser feliz e
    exercer seus direitos é sério;

    Se vc for nessa linha ,
    amanhã ou depois , os negros estarão
    discriminando os mulatos , os indios , os latinos( como já acontece em alguns países )
    pois é um preconceito mais ” sério “.i,

    Quando vc luta contra pré conceitos, não está necessariamente lutando por um grupo,
    mas por uma idéia .Por um novo conceito de sociedade….que não pré julga as pessoas.

  86. Caramba,

    É esse teclado,

    Errei de novo,

    onde se lê malvadeza leia-se “malvadeSa…”

    Com “S” de “S”apo…

    saudações,

    toto

  87. Zé.
    é com ZZZZZZZZZZ

  88. ZZZZZZZZZZZZZZ
    de
    ZOOOOOOOOOOOOOONOOOO

  89. Olá Andréa,

    Parabéns pela sua coragem em expor um assunto que ainda no Brasil é muito delicado. Como negra e boa observadora, vejo esse assunto como o Urso, preconceito no Brasil é a cima de tudo um problema cultural, que só o Brasil nao vê e nao faz nada para mudar. Mas sim o reforca. Gostei do exemplo da “Família Margarina”. Infelizmente nao sei como é a propaganda, pois a 7 anos vivo na Alemanha, mas posso imaginar. Bom falando em Alemanha como negra e boa observadora, sinto que esse preconceito é mas por parte do brasilieiros até os que vivem aqui. Foi casada com um alemao, “típico, olhos azuis, loiro quase 1,90 Cm”. Nunca senti em nenhuma forma algum tipo de preconceito por ele, sua família, ou amigos. No trabalho a minha chefe, também “típica alema” se tornou a minha melhor amiga, nao só no ambiente de trabalho. O meu ex-professor universitário, também “típico alemao” se tornou meu amigo. Isso é super raro aqui.

    Em relacao ao comentário da F,34. Gostaria de dizer que também já fui muito isolada no Brasil por causa da minha cor. Atualmente faco um curso na área médica aqui, meus colegas de curso, “também típico alemaes”, sabem que ainda nao falo perfeito alemao, o tratamento é igual. E às vezes tenho problema em escolher com quem fazer os trabalhos em grupo por que sempre tem mais de uma pessoa interessada em realizar os trabalhos comigo.

    Com isso tudo gostaria de dizer que nos brasilieiros temos muito que mudar, principalmente, no que diz em aceitar às pessoas como sao.

    Um braco e forca, torco por você!

  90. Pois então Ébano

    Oq vc diria se visse alguem com uma camiseta: “100% BRANCO”, por livre associação qual a palavra que vc usaria?

  91. Olá Carol S.
    Acho muito improvavél que alguém de pele branca precise de alguma afirmação dessa natureza nesse país( essa seria minha primeira associação).

    Sei ,obviamente bem, que do ponto de vista genético não sou 100% da raça negra,por todas as misturas etnicas que conhecemos.Por isso, concordo que a frase poderia ser até melhorada, eu preferia que tivesse escrito assim:” tenho orgulho de ser negro”, pois os 100% contraria a miscigenação no nosso país.O que importa na verdade é o propósito da frase, a mensagem que ela traz e não o que esta escrito.

    Mas, quando um negro se afirma dessa maneira, é mais que afirmação da cor da pele e sim uma afirmação da raça, da luta negra e principalmente do orgulho de ser negro.É uma bandeira contra o preconceito e uma afirmação até pra nossos irmãos, porque muitos não gostam de ser chamados de negros, como se isso fosse uma ofensa.

    Compreendo sua colocação e espero de coração que possamos num futuro próximo, nós negros,não termos mais que nos afirmar dessa maneira.

    Concluindo a sua indagação, não precisa se incomodar com essa afirmação negra(a camisa 100% negro), pois se ainda usamos e procuramos essa forma de nos expressar é porque ainda é necessário, mas com certeza esperamos que um dia isso não seja preciso.

    Quanto aos negros discriminarem outras etnias(resposta da juju original), sabemos que a pessoas e pessoas, independente de raça existem aqueles que não tem dicernimento e inteligencia suficiente pra separar as coisas.Sem duvida que lutar pela idéia é o principal, pelo ideal de igualdade,mas quando vc faz parte de um grupo é impossível não lutar por ele, porque a luta é também por sua própria sobrevivencia, por nosso filhos, pela história negada aos nossos ancestrais.

    bjos e aberta sempre a discussões enriquecedoras

  92. Ébano,

    Eu diria que uma pessoa que usa “100% BRANCA” em uma camiseta, seria tratada com racista, ou muito pior: “Tenho orgulho de ser branca”…..Concerteza eu iria presa, por crime de racismo…agora um negro com esses ditos está apenas afirmação da raça….

    Históricamente, as pessoas com cor de pele diferente da branca, sofreram muitas, sendo leiloadas em praça para serem escravos, isso é um fato.

    Mas os negros tem auto-preconceito…..Nos EUA, no MC Donald’s, existe filas de negros e brancos, pq os negros não se misturam….

    Quanto as cotas raciais sou contra, se somos todos iguais diante da constituição, pq separar cotas às pessoas negras? Se ingressa em uma faculdade pelo saber, até onde sei…..

    Desculpas do tipo: “Aconteceu comigo só pq sou preto” As pessoas tem que aprender mais sobre locus interto e externo…usar o EU, antes de colocar culpa nos outros, mas culpas terceiros fica mais fácil…..

  93. Baiano
    Vai tocar berimbau, vai.

  94. No ano passado, tive a infeliz idéia de comprar ovos de Páscoa faltando dois dias para o domingo, nas Lojas Americanas… fila enorme, cestinha na mão, lá estava eu pagando o meu carma… atrás de mim, uma linda jovem negra, com uniforme de trabalho de uma clínica de depilação… uma senhora pediu passagem, ela e a moça se estranharam, começaram a discutir, quando a senhora (bem vestida,mais de 60 anos, ao menos) disse “vindo de vc não se poderia esperar algo diferente”, pq a moça já estava aos berros, avançou na idosa e meteu-lhe um tabefe na cara… ninguém fez nada, eu confesso que congelei, parecia um pesadelo…quando a senhora a ameaçou chamar a polícia por ter sido agredida, toda a agressividade da moça de desvaneceu, e adotou o argumento de ter sido discriminada por sua raça…

    Veio a supervisora da loja, e mandou a menina fugir pq ia sobrar prá ela…

    As duas se discriminaram entre si… uma por ser rica e a outra por ser negra…

    E cheguei em casa naquele dia com a sensação de ter ido à merda…

    Boa segunda prá todos…

  95. A título de ilustração, um caso do sistema de cotas:

    UFMA , curso jornalismo, 6 vagas universais, 4 pra pública, 4 pra negros, 1 pra índio e 1 pra deficiente físico.

    E agora….

  96. Editorial Folha de São Paulo 21 de set 2008

    O drama do ensino médio

    OS NÚMEROS da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2007 divulgados pelo IBGE demonstram, mais uma vez, o contínuo crescimento da escolarização no Brasil. O país praticamente conseguiu universalizar o ensino fundamental; o superior consegue avançar em número de matriculados, principalmente por causa da expansão do ensino privado e do ProUni (programa federal de bolsas a alunos).
    As metas quantitativas paulatinamente estão sendo atingidas, o que é uma boa notícia. A qualificação, no entanto, permanece sendo a grande dificuldade. Nesse quesito, entre as diferentes áreas, o ensino médio é o que mostra de maneira mais clara os desafios para o futuro.
    Segundo a Pnad, na faixa etária de 15 e 17 anos -idade compatível com o ensino médio-, a proporção de jovens que freqüentavam a escola teve pequeno decréscimo (de 82,2% para 82,1%).
    As estatísticas do Ministério da Educação evidenciam mais claramente o problema. Os dados mostram que pouco mais de 50% dos alunos que se matriculam na primeira série do nível médio conseguem concluir esse ciclo. O segmento sofre especialmente com repetência e evasão.
    Os jovens nessa faixa etária já sofrem a pressão pelo ingresso no mercado de trabalho, mas os cursos não respondem adequadamente a essa demanda. A proporção de alunos no ensino médio matriculados na educação profissional é inferior a 10% -a educação técnica foi, na prática, transferida para o nível superior.
    Prova de que o ensino médio não foi ainda adaptado para atender às necessidades da maioria dos jovens brasileiros é a sua orientação curricular uniforme, como se todos tivessem de ser preparados para o vestibular.

  97. Só quero deixar registrado que as pessoas não precisam de nossa pena, ou de nossa compaixão, mas sim de estímulo, demonstração de apoio e de luta pela democratização das oportunidades em todos os âmbitos para que tenham uma existência digna e feliz.

    Vide o exemplo das Paraolimpíadas, sabemos que a delegação foi financiada assim como os outros ” Olímpicos”, mas antes de competirem com as delegações dos outros países eles tiveram que competir com eles mesmos, tiveram que se superar, superar o preconceito e a desmotivação pela sua própria condição existencial, e cumpriram a duras penas o seu papel de cidadão, provando e afirmando seu valor. Em Atenas éramos os 14o do ranking , hj somos o 9o colocado, isso é um exemplo, nesse resultado encontramos inspiração e coragem para vencermos os estigmas e a falta de perspectiva.

  98. Carol S.
    Ainda enriquecendo a nossa saudavel discussão.
    Não se pode generalizar, nem todos os negros têm auto-preconceito,vc falou que:
    “Mas os negros tem auto-preconceito…..Nos EUA, no MC Donald’s, existe filas de negros e brancos, pq os negros não se misturam….”
    Agora sim tenho irmãos negros que não se aceitam ou não se afirmam como deveriam diante de alguma situação em que são humilhados.

    Somos iguais perante a Constitiução sim é verdade, mas perante o empresários não.
    Sobre as cotas, entre outras coisas, gostaria de dizer que o ingresso nas universidades públicas através do famoso vestibular é no minimo injusto, na medida em que o acesso é facilitado a alunos oriundos de boas escolas e cursinhos caros.

    Lógico que a solução seria o investimento na educação básica,isso todos nos sabemos, e até chegarmos lá, os negros e pobres continuam de fora das universidades?
    Faço uma analogia ao que muitos criticam dos programas de assitencia do governo, eu por vezes tb olhei com receio. Mas enquanto se ensina a pescar o individuo precisa não ter morrido de fome pra chegar até o leito do rio.
    Finalizo dizendo o seguinte, nem sempre(não conseguiria enumerar o quanto),mas as vezes as coisas acontecem comigo por ser NEGRA.
    grande abraço

  99. Camiseta escrito ” “100 % Branca ” ?
    Só se for pra algum cheirador de cocaina….
    quem é 100 % branco no Brasil ? Isso aqui não é a Finlândia ….
    se alguém já foi branco aqui e não tem nada de índio ou português (os misturados )….não vai ser na próxima geração…
    tão dificil quanto o 100 % negro.
    No Brasil , embora com diferenças regionais, (predominancia do negro, do indio ou do europeu ) somos uma RAÇA MISTURADA.

  100. ANDREIA…
    oi querida,o que vc tem que fazer é coloca-la no lugar dela mesmo na frente dos seus colegas de trabalho.pois ela não faz isso contigo colega.?então sendo educada tbem da pra dar patadas…
    Querida vc tem que em primeiro lugar se valorizar e deixar pra lá esses tipos de pessoas,são infelizes ,vc tem que ser mas vc e colocar a talzinha no canto de castigo,faça piadinha tbem,use a mesma arma ou seja direta eu sou direta e reta comigo não tem pra depois,é ou não é e ponto final.

    vai la e acabe com ela sem descer do salto

  101. então vc não mudou muito não é mesmo f.34
    vc continua a visão do inferno só um pouco arrumadinha
    kkkkkkkkkk

  102. EU NÃO CONSIGO ENTENDER PQ A COR DA PELE SEPARA UM SER HUMANO DO OUTRO..CARA ISSO É MUITO RIDICULO MAS ?????? ….
    QUAL A DIFERENÇA POIS QUANDO MORRERMOS
    TDOS SEM DIFERENÇA DE COR , DE CLASSE FEDEREMOS ,PODRECEREMOS IGUAIS…RICO ,POBRE,FEIO,BONITO ETC…

  103. Racismo!!!
    É chato más existe…
    E o pior que é mundial…
    No primeiro,segundo e terceiro mundo ele existe…
    Então a questão não é só social e cultural…
    O que será???

  104. Jully,

    Vc diz que estou arrumadinha pq num me viu recentemente, estou entrando na Idade dos metais! Estou com ouro nos dentes, prata nos cabelos e chumbo… sei lá onde. Mas ainda estou na luta pra revogar a lei da gravidade, é pq depois de certa idade, tudo cai, as únicas coisas que sobem são a testa e a gengiva. Mas conto com minha experiência aliada a técnica para superar os obstáculos e usar com parcimônia a dureza e a flexibilidade. Pois é, não quero ficar rígida em minhas atitudes… e nem mole em meus posicionamentos.

    Tenho experiência e entusiasmo. Tenho a oportunidade e não me falta a vontade.

    E você???

  105. ZEXY…MEU BEM…

    COM O TEMPO A GENTE APRENDE MAIS…CRESCE..E COMEÇA A VER A VIDA DE OUTRA FORMA…AGORA AS COISAS SOH ME ATINGEM QND EU PERMITO…

    BJOS MEU CAUCASIANO PREFERIDO…KKKKKKKKKKKKKKKKK..

  106. E COTAS….EH ALTAMENTE DISCRIMINATORIA….

    PARECE COISA DE PAIS COLONIZADOR…
    O HOMEM BRANCO DANDO UMA CHANCE PARA OS PRETINHOS BURROS…

    SOU A FAVOR DE COTAS PARA MENOS FAVORECIDOS,,,NÃO PARA NEGROS..SOH DE FALAR JA VEMOS QUE ISSO SOA TOTALMENTE PRECONCEITUOSO…EH TRISTE EH HORRIVEL..EU NUNCA ACEITARIA..ESSE “FAVOR”…..

  107. Galera eu sou branquinha e amoooo o negãooooo da minha vida, meu amor!!!!ahahahahha

    Bjs

  108. Faço o possível pra ser contra o preconceito racial, isso diminui e humilha a pessoa envolvida.
    Fui criado num bairro pobre e sofri muito na infância e adolescência. Vivia recebendo apelidos, eu era hostilizado pela vizinhança e também na escola. Meu pai trabalhava de dia e de noite, dava um duro danado pra que nossa família pudesse melhorar de vida e sair daquele lugar horrível.
    Quando ia pra escola eu era ridicularizado e algumas vezes fui agredido. Por algum tempo tive que usar óculos e a coisa ainda ficou pior, a ridicularização passou a ser maior.
    Na infância tive poucos amigos e na adolescência consegui algumas amizades, mas não no bairro onde morava.
    Até os 17 anos eu carreguei um complexo de inferioridade, me considerada inútil, me achava feio, embora algumas meninas da escola olhassem sempre pra mim.
    As coisas só melhoraram quando meu pai finalmente conseguiu um imóvel num outro bairro pra onde nos mudamos e onde fomos muito bem recebidos.
    Só então eu percebi algumas coisas, tudo que eu e minha família tivemos que suportar foi somente pela cor da nossa pele.
    Nós somos BRANCOS e no bairro horrível onde morávamos, a maioria era negra ou nordestina e além disso boa parte deles não queria nada com nada nem com o estudo, nem com o trabalho.
    Meu complexo de inferioridade foi embora, arrumei muitos amigos, fui estudar em outra escola e passei a ter várias namoradas e depois dos 18 anos ia todo dia pra procurar emprego, até o dia que consegui .
    Era isso que acontecia, éramos discriminados porque éramos brancos e porque cada um de nós (meu pai, minha mãe, eu e meu irmão) fazia alguma coisa, ou trabalhava ou estudava e algumas vezes as duas coisas.
    Quero dar um conselho pra quem acha bonito usar camiseta “100% negro”, dizendo que isso não é racismo e para aqueles que defendem sistema de “cotas”: olhem pra suas próprias atitudes preconceituosas contra brancos e contra aqueles que estudam e trabalham; tentem entender quem é que pratica o preconceito, o branco ou o negro. Usem um pouco da inteligência (para aqueles que tem) e aí vão descobrir que o preconceito dos negros é bem maior que o dos brancos.
    Por que alguém pode ser Neguinho da Beija-Flor?; porque Banda do Zé Pretinho? Porque Preta Gil? Porque Negritude Júnior?
    E se fosse Branquinho da Beija-Flor, será que alguém ia reclamar? E Banca do Zé Branquinho?
    Deixem de reclamar e pensem um pouco, os Estados Unidos estão próximos de ter um presidente negro. Procurem saber se naquele país tem sistema de cotas ou a ridícula data de “Consciência negra”.
    Lembrem-se, preconceito é crime e inafiançável. Isso vale, e muito, também para os negros.
    Se alguém conseguir a camiseta “100% BRANCO” me avise, pois também quero usar.

  109. Na verdade eu não gosto dadinha de pretos, brancos, indios, arianos… Mas em compensação amo uma pretinha, uma branquinha, uma indiazinha e etc….!!!! Será isso um racismo???

  110. dadinha = nadinha

  111. EUUUUU?

    EU O QUE?

    se sou bonita?

    ahhhh com certeza

    não sou uma miss brasil

    mas sou bem bonita

    de corpo e alma

    e nem quando criança eu fui a visão do inferno

    agora eu não te vi?

    vi sim benhe no orkut …só que agora vc blogueou

    e não vi nada ,magrela ainda não virou um mulherão

    mas tem quem goste …ainda bem né….não responderei mas sua perguta >>>>>fora do ar

  112. ahhhh
    experiência , entusiasmo e vontade

    tbem tenho

  113. […] Camila, após duas respostas densas (preconceito e descriminalização) resolvi dar um tempo para rir um pouco da desgraça alheia e sua pergunta […]

  114. Jully,

    Tudo o que vc é perecível………. é uma questão de tempo.

  115. Prezado Márcio Paiva,
    Existe sim política afirmativa nos Estados Unidos.
    Querendo vc ou não. Até contratação em empresas, em alguns estados, obedecem esta cotização.
    Temos uma dívida histórica com a população negra e é hora de sanarmos ela.
    Problema da família de vcs trabalharem e estudarem , assim como é da família dos outros não trabalhar e não estudar.
    Cada um recebe da vida o quinhã de suas escolhas.
    Agora penso que te falta um pouco de sensibilidade social em não reconhecer a iniquidade a que está sujeita a população negra.
    Dá uma passeada no site do datasensus.
    Lá tem critérios de identificação e distinção de renda, educação e um monte de indicadores por parcela de população.
    Quem sabe vc se convence….

  116. Tiletê

    Sobre a falta de sensibilidade social que você está me atribuindo, eu poderia me estender por linhas e mais linhas detalhando situações que vivi e presenciei, mas vou ser bem objetivo.

    Conheço 3 negros bem sucedidos (não são jogadores de futebol nem sambistas) que começaram humildes e agora estão bem de vida. Um deles está bem próximo de tornar-se rico. Sabe qual o segredo? Simples, enquanto os colegas de sua etnia se preocupam com o pagode, samba, o gingado, desfilar no carnaval, etc. eles simplesmente arregaçaram as mangas e foram atrás do prejuizo. Um desses caras hoje é Diretor de Tecnologia de uma multinacional, estudou em escola pública, foi Office-Boy, Continuo, Auxiliar de Escritório, Micreiro, etc. até tornar-se Diretor. Uma coisa importante, nunca presenciei nem ouvi dizer de qualquer atitude preconceituosa deles em relação aos brancos. Também nunca tiveram nenhum complexo de inferioridade, encararam todas as situãções raciais adversas.
    Tire suas próprias conclusões.
    Abraços

  117. Tilelê,

    Se seguirmos seu raciocínio de saldar dívidas, devemos 100% das cotas aos Indios, que eram os donos dessa Terra que invadimos e roubamos suas riquezas.

    E agora…….

  118. Diversidade ………. Problemas de uma Bixa

  119. Acho que todo mundo lembra desse comercial, é a sintese do que eu quero explicar…………….

  120. Marcio Paiva,
    vc foi vítima de outro preconceito : o social.
    Com o tempo , seu esforço pessoal e de sua familia, foi superado . Na minha opinião, o nível cultural e social é algo discriminat´rio na sociedade brasileira pois nem todos temos chances iguais. Mas ,em se tratando de racismo , além do preconceito social que a maioria dos negros está sujeito, existe o racial…esse o mais dificil . ..

  121. Não adianta tentar mudar alguém que já tem o preconceito em relação aos beneficiários do sistema.
    Preocupo-me muito com a população que assim como seu exemplo negro, Márcio Paiva, trabalha, estuda, e não tem oportunidade ainda assim.

    Que falta de competência da galera dos colegios particulares em disputarem 75% das vagas das escolas federais.
    Já não basta não terem que trabalhar, pegar busão, estudar em escola boa para caralho, ainda querem os outros 25% para completarem seus anseios de igualdade social.

    Prezada F.34 , não diria que cem por cento das vagas deveriam ser entregues aos índios, mas que se respeitasse seu percentil na população, que hojé é igual a 0,7%.
    Que 0,7% das vagas do sistema público de ensino fossem destinados aos índios, e os outros 48,2% aos negros, o resto eu deixaria para os branquinhos como eu e vc.

    E Márcio eu tenho mesmo a mania de tirar minha conclusões, mas por amostragem. Não me interessa um diretor negro numa nação de “pagodeiros, escola de samba e seja lá do que vc os classifica”, eu penso que eles também tem direito ao lazer…. e isto também é cultura amigo.

  122. Tilelê,

    Sou a favor das políticas de inclusão social para todos, e contra a discriminação por cor , raça ou credo. A humanidade sempre conquistou os povos mais fracos. Se seguirmos seu esse raciocínio, a Igreja católica deveria pagar idenização pela morte de tantos Judeus na Inquisição, incluindo parte da minha família que teve que se converter ao cristianismo devido as pressões, e depois de ver tantos parentes mortos. Outra coisa, o que o mundo vai fazer pra compensar essa atitude anti-Islã que existe, vc sabia que tem gente que naum embarca em avião que tiver mulçumano a bordo, pois” todo mulçumano é um homem-bomba em potencial”, Na América e Europa os mulçumanos preencheram o espaço que era ocupado aos negros. E lembre-se também que a escravidão dos negros foi voluntária por parte deles mesmos que se escravisavam e se vendiam aos brancos. Deste os tempos bíblicos temos conhecimento de povos escravisados, o que vamos fazer …. levantar todos os dados genéticos e iniciarmos um grande julgamento.

    Se for por sistema de cotas, tenho direito de escolher entre as duas vagas que me competem, porque apesar da minha pele ser predominantente branca, tenho traços genéticos de negro e indio, como posso provar isso…. fazendo um mapeamento do meu DNA………E tenho muitos costumes indígenas e negros inseridos em meu cotidiano. Como são distribuidas essas vagas sendo que a questão é tão subjetiva, entre o negro e o branco existem muitas nuances, como será o critério de definição, fulano é mais negro que o ciclano, e aí….

  123. Um caso para ilustrar:

    Obama vai ser eleito o primeiro presidente negro dos EUA, não tenho conhecimento de regime de cotas neste país.

  124. Na verdade esse fato não colocará fim na Supremacia Branca, mas com certeza será um marco na Civilização Ocidental. Os brancos farão o possível e o impossível para derrubarem Obama, mas tudo indica que ele vencerá mesmo assim. O que provará ao mundo que qq cidadão pode ser líder e bem sucedido independente de sua cor.

    Todos os cidadãos tem os mesmos direitos, segundo a nossa constituição. Estou tentando dizer que garantir vaga na Universidade é muito pouco para os negros, é um insulto, devemos lutar pelos direitos iguais a todos os cidadãos.

    Outro exemplo:

    No futebol americano, a 40 anos um negro jamais poderia jogar. Hoje qq um pode jogar, negro ou branco, desde que leve o time a vitória.

    O Fluminense era conhecido como Pó de Arroz, porque era proibido que os negros jogassem, então eles usavam o pó de arroz para se passarem por branco. No entanto, quais os jogadores de futebol que se destacam e ganham milhões……….. a maioria Negros……….. basta olhar a seleção Brasileira……..é uma diversidade impressionante, não existe um padrão de cor ou raça.

    Quer saber, com tanta miscigenação, acho que existe uma só raça : a Brasileira.

  125. F.34

    Mas ainda existe a exclusão da raça negra ao acesso a curso superior , igualdade de rendas.
    Não estamos nos EUA e nem me interessa muito o rumo deles, para te ser honesto.
    Muito da nossa dívida externa foi paga lá.

    Mas tenho que reconhecer que seu sistema de cotas é eficiente, a ponto de se permitir como inclusão na agenda política a ascensão de um negro à presidÊncia da república.

    Na data de hoje, saiu na revista isto é, na parte A semana, em que trata dos novos dados do IBGE, que aumentou o abismo que separam os negros e brancos da universidade.
    É com isto que me preocupa F. 34 e não com qual critério de seleção vai ser adotado em identificar o que é ou não negro.

    Já te disse, na proposta do governo, restarão 75% de vagas livres para os de
    classe média, já não está bom ???????

    Porque o cidadão médio, branco, com educação é contra este acesso??
    Eu vejo seu exemplo e me pergunto:
    Não resta claro que preto neste país não tem oportunidade e acesso?
    Ou você ainda credita à “”” Competência “””” das pessoas a responsabilidade pela condução da sua vida?
    O que tanto te incomoda o favorecimento a uma classe de pessoas tradicionalmente e mais do que constatadamente desfavorecida??

    Garanto a vc que depois de 30 anos, tendo sido implementada esta política, a população não vai mais precisar de cotas. A exemplo do que aconteceu na Africa do Sul. E no sul dos EUA.

    Não precisa F. 34 de inclusão social para todos, pois já somos incluidos de uma certa forma. Eu e vc somos privilegiadíssimos em relação a parcela significativa da população.

    F. 34, no sistema propugnado pela UNICAMP, além da cor da pele, pesa-se igualmente a renda e a capacidade atestada em prova de vestibular. Parece-me um critério justo eque por incrível que pareça, tem dado certo.

    É mais do que necessária esta intervenção e que pena que ela só seja feita quando a pessoa chega na universidade.
    Uma pena pois nosso sistema público de ensino, refiro-me ao básico, depois que foi abandonado pela classe média, tornou-se muito precário.
    Uma pena mesmo.
    Um abraço TIlelÊ

  126. Tilele,

    Vc insiste em levar a discução para o lado pessoal. Não tenho nada pessoal com os negros, nem mulçumanos, nem judeus, nem nada. Sou contra a medidas assistencialistas e eleitoreiras, e tentei te mostrar que os negros tem força o suficiente para lutar e conquistar o seu espaço assim como os brancos e amarelos, eles não são aleijados. Todos sofremos de alguma forma com o preconceito, nem por isso criarão vagas para os homossexuais e para as mulheres nas Universidades, estamos conquistanto nosso espaço por méritos próprios. Afinal de contas a Universidade não é para todos, é destinada a elite intelectual, já a profissionalização essa sim é para todos. Imagine se todos ingressarem na faculdade, quem vai fazer a faxina ou construir o prédio para que isso seja possível. Vc acha que a única solução para o problema social brasileiro é incluir negros na faculdade, naum acho que seja simples assim, acho que é capacitar a todos dar condições iguais as todos, com saúde, educação e moradia. Vc sonha em inserir 6 duzia de negros em uma faculdade achando que está tudo resolvido, enquanto milhões de miseráveis continuarão a viver nas ruas e fumam crack o dia inteiro.

    Somente um título de 3o grau naum vai resolver a situação do Brasil, cursos técnicos e profissionalizantes garante muito mais a subsistencia para a maioria. Vivemos em uma pirâmide, não é possível colocar todos no topo, este é o destino somente para os fortes e capacitados . Ou vc acha que estou errada.

  127. Tilele,

    A propósito sou mulher e discriminada opacamente, assim como os negros, exijo minha cota.

  128. Sim F.34, eu acho que vc está errada.
    Não que seus objetivos e propósitos não sejam os ideais.
    Mas toda política pública tem dois objetivos: O mediato e o imediato, eu estou defendendo este último, vc o primeiro. Ambos concordamos nisto.
    E, a título de curiosidade, 57% dos universitários são mulheres. Vc falow em cota para que???????

    A esperança F. 34, é que o negro formado leve uma melhoria de vida para a comunidade dele, que seus filhos cresçam num ambiente melhor.
    Eu discordo veemente que os pedreiros e serventes, tem que ser necessariamente, negros, como sói acontecer com muita frequência.
    Tem que haver um equilíbrio, respeitada a proporção da população.
    É o meu entendimento.

    Educação profissionalizante sim, agora por casta, de jeito nenhum, é contra a constituição e a ética.

    Eu quero que seja obrigatório então que seja profissionalizante, para todos os filhos de classe média alta, e não só para o preto pobre. Parece um contrasenso. Mas é assim.

    Um abraço.
    Não estou levando para lado pessoal nenhum. Só penso que igualdade de oportunidades demandam igualdade de resultados.

  129. Tilele,

    Somos um exemplo , chegamos aos 57% sem a ajuda de cotas. Quem está falando em castas, vc está falando em cortas. Saiba que qdo fiz o segundo grau, todos eram profissionalizantes e tinha a opção para o científico, daí veio o FHC com suas políticas e acabou com o ensino médio, como se todos fossem fazer faculdade um dia, até mesmo os que não tem a mínima condição. A profissionalização não diminui ninguém, pelo contrário, se estamos no mercado de trabalho aos 16, seria ideal estarmos preparados e capacitados. Não disse que a base da pirâmide é formada somente por negros, essa base é multi-racial.

  130. Uma musiquinha bacana que tem tudo com o tema

    http://br.youtube.com/watch?v=7loLxor-Hsg

  131. pretinha… ú ú
    eu faço tudo pelo nosso amor
    eu faço tudo pelo bem do nosso bem!!!!

  132. F.34, até que enfim um ponto de concordância.
    Eu acho que o boca de suvaco do FHC, literalmente, fudeu com a educação básica e propiciou avanças na expansão do superior. Disto não podemos tirar o mérito dele, foram deles o provão e a expansão do sistema privado.
    Eu polemizei por psicologia reversa a questão da obrigatoriedade do ensino profissionalizante.
    Alías, vc sabe a quantas anda a expansão deste ensino pelo governo federal?
    Cresceu mais de 200% nos últimos 5 anos.
    Os seus objetivos estão sendo atendidos, ainda que vc não tenha ciência deles. Mas reconheço a necessidade de que as pessoas frequentem o ensino médio, o ideal seria que fossem junto com o profissionalizante, mas na impossibilidade que isto aconteça, por ausência de recursos, já fico contente de estar melhorando pára este lado.
    Há um dado curioso no sistema brasileiro de educação que é o fato destas escolas profissionalizantes alcançarem os mesmos resultados, ou até melhores, em alguns casos, que as de ensino médio particular padrão.
    isto é uma vitória para a educação pública que afasta a idéia de ineficiência atrelada à mesma.
    Agora com relação ao fato de as mulheres frequentarem 57% das vagas de faculdade, não tem nada que ver com cotas e nem com briga sociológica contra machismo.
    Faça uma pesquisa nas públicas e nas privadas sobre os cursos que existem e que são majoritariamente femininos?
    São raros os nutricionistas, enfermeiros, fisios, professores, ……..e um monte de profissões típicas.
    As engenharias já deixaram de ser território dos sacos…
    Rsrrs
    Um abração F.34, obrigado pelo diálogo.
    Tilelê

  133. A discussão está num nível muito bom…até li os comentários !!
    Vou dar meu pitaco, meio polêmico….
    como dizia o finado intelectual, jornalista e escritor
    Paulo Francis , odiado por muitos mas sempre respeitado…
    “A Universidade é para as Elites….”
    Concordo.
    Ensino profissionalizante, técnico pra classe média.
    Universidade para elite que vai seguir na pesquisa,no ensino acadêmico e por aí vai….
    E ensino público de boa qualidade para todos !!
    Pra que mais advogados sem OAB ?
    Pra que mais médicos meia boca ?
    Psicologos e engenheiros pululam pelas esquinas da vida….
    Nem todos nos EUA vão para a Universidade…
    é muito caro. Mas todos tem ensino médio, ou um técnico profissionalizante que lhes garanta um emprego e seja necessário para o país .
    Obama , o futuro presidente negro é da elite cultural e intelectual americana. Estudou em Harvard e na Inglaterra ….não representa a realidade americana.

  134. Eps….quando digo classe média, estou me referindo a negros e brancos.
    Acho que o governo deve assegurar isso para todos, independente da raça.
    Está devendo , pra todos, há muito tempo.

  135. Afrodescendente – Deznecessários

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: