Minha mulher ficou entusiasmada com outro? Deveria deixar ela ir e ir também?


Será que vale a pena abrir o cadeado da mulher?

Caro Urso, eu e a minha mulher fomos a uma praia de naturismo. A praia estava quase deserta e resolvi fazer umas fotos dela nua. Quando fazíamos as fotos ela viu, escondido entre umas pedras, um cara que se masturbava para ela. Ela me disse o que estava acontecendo e isso me deu um tesão muito grande. Passei a caprichar ainda mais nas poses e ela me revelou que o cara fazia sinais para que ela fosse aonde ele estava. Não permiti. Ela ficou frustrada e eu também. Pergunto: deveria tê-la deixado ir e ido também? Hoje me arrependo. Dê a sua opinião. Quase que fui corno.

Leia a resposta no novo Pergunte ao Urso, clique aqui.

Anúncios

143 Respostas

  1. Caro corno aliciador de macho via Blog de grande audiência.

    Alem de corno você quer aparecer por aquí é,

    Você esta a cata de macho para sua senhora e/ou para você.

    Por Que afirmo isso,

    Simples;

    eu e a minha mulher fomos a uma praia de naturismo. A praia estava quase deserta e resolvi fazer umas fotos dela nua. Quando fazíamos as fotos ela viu, escondido entre umas pedras, um cara que se masturbava para ela.

    Pratico naturismos as vezes e em praias naturistas;

    É evidente que sua senhora estaria nua.

    Em praia de naturismo não esiste essa hipotese do cara ficar escondido atras das predras se masturbando;

    Isso é maior ofença aos naturistas.

    Ela me disse o que estava acontecendo e isso me deu um tesão muito grande.

    Isso só foi uma frase para reforçar sua mentira,

    Passei a caprichar ainda mais nas poses.

    Era você ou sua senhora a pessoa a ser fotografada,

    rsrs, esqueceu né na frase acima você afirma que vc esta fazendo pose, rsrs

    e ela me revelou que o cara fazia sinais para que ela fosse aonde ele estava.

    uê o cara não estava se masturbando?

    Como eram os sinais que ele estava fazendo?

    Não permiti. Ela ficou frustrada e eu também.

    Se ela ficou frustrada, como terminou essa estorinha no real?

    Pergunto: deveria tê-la deixado ir e ido também? Hoje me arrependo. Dê a sua opinião. Quase que fui corno.

    Você ia fazer o que lá,

    Fazer uma seção de fotos hard para um site da NET,

    Ver sua senhora ser pega do geito que você nunca conseguiria fazer,

    Ou ia queimar a rosca e usar sua senhora de isca?

    Abraços
    “CORNO ALICIADOR”

    em tempo;

    Sua senhora é gostosona?

  2. Nada a declarar….achei tudo muito chato…tô sem paciencia pra ler o Manifesto do Corno…

  3. Que Historinha louca né Zé ?

    o cara ficou com tesão de ver um cara se masturbando pra mulher dele ?

    não dá nem pra formular uma resposta, só mesmo o mestre Urso pra entender uns loucos desses

  4. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    praia, pedra, corno… que mais, ô mané?

    esqueceu de falar que hs acordou…

  5. Urso…vc está se sentindo bem ?
    Intoxicação de fanta. uva,
    sindrome de molho shoyo….
    depressão pré-hibernação…
    abstnência de mel….
    o que pode ser ? como uma bobageira dessas
    veio parar no seu blog ?
    bjs da juju

  6. Pros dois nao se aplica op velho ditado de que “chifre e uma coisa que colocam na sua cabeça… ” tem gente qeu faz questao de comprar o chapeu e outros de mostrar que têm variedades…

    ‘ser corno com dignidade…” poutz…

  7. Amigo Urso,

    Desculpa cara concordo com a JuJu e as demais.

    Este tópico é um deserviço a sua capacidade e aos leitores.

    Ainda mais quando um babaca trata o naturismo desta forma.

    No naturismo as pessoas são sérias, sadias e adoram a vida em sua excencia.

    Não existe essas taras nem pscicopatas como os descritos.

    Um grande abraço Zé XY

  8. Ze,
    que comentario super pertinente!!
    poutz! impressionou!
    parabens

  9. Zé, nada a acrescentar. Disse tudo. Na verdade, a história desse cara é tão babaca, que até fiquei sem palavras.

    Congratulations.

  10. Fantasia é fantasia…..
    De ser corno, de queimar… uma hora o desejo se revela…
    basta ter uma provocadinha…

    Arrisque “Corno corno aliciador”.
    Satisfaça você e a sua mulher!

  11. Tá enchendo linguiça URSÃO…rsrsrsrsr…..
    …ZÉ…não sei se vale p/ todas , mas tem praias em que nem máquina fotográfica pode…..rsrsrsrsr…..fico passada…nem inventar mentira esse povo sabe mais…..Zé …bola uma história substituta aí…..rsrsrsrsrsrs
    beijocas….
    URSÃO…..REALIZA QUERIDO…RSRSRSR..BEIJO ENORME P/ VC…

  12. Rapaz,
    Que conto mais de pornoxanxada.
    Não perco nem meu tempo tentando responde que nem merece fala, como diria meu bom e velho centenário guimarães rosa.
    Esta pergunta só não é pior que a da semana passada.
    Pô urso, tá brabo hem.
    Cadê Dunga,, cadê urso….????
    “””Tem dia que a gente fica pequenino, noutro derepente a gente torna a ser demais de grande, a gente deve é de esperar um terceiro pensamento. ( ROSA, sempre, 1908-1967)”””

  13. Parabéns pro Zé!

    =*

  14. Tilelê

    Guimarães Rosa, centenário?

    Por que?

  15. Esse povo vive igual cachorro sem dono onde todo mundo e de todo mundo!

  16. Olá, Ursão, td bem? Concordo com a Juju. Como assim?
    Você Zé? Td bem? Concordo com tudinho e, achei a mesma coisa. Que história de tesão? Tá claro que é pelo cara!!! Outra coisa, nunca fui, mas praia de naturismo tem regras e esta história não bate : Não pode fotografar, não pode se “amoitar”, ah!… nem muito menos se masturbar!
    Hoje valeu mais pela história do corno democrático! Bjus

  17. huahuahuahua.

    “quase fui corno” é o máximo.

    com certeza não é praia de naturismo… ou é fake.

  18. Olá a todos! Sabe qual o problema com a ironia?É que poucos a entendem…

    Em primeirissimo lugar, discordo quanto a pergunta ser ruim. Não existe essa de ficar julgando se a pergunta é ruim ou é boa, se é real ou é falsa! Aqui eu coloco dois tipos de pergunta, a que me faça rir ou a que ajude alguém!

    Essa do corno, me fez rir. Eu já tinha visto o vídeo postado há algum tempo e prometi para mim mesmo que eu não responderia a pergunta de alguém que quer ser corno, mas está com medo do peso dos chifres… Eu deixaria o mestre chifrudo responder!

    Portanto, caros leitores, parem de ser tão críticos, riam mais e torrem menos, sejam menos psicólogos e mais felizes!

    Abraço do Urso

  19. Em pensar que tive que descer minha montanha só para dar sermão… dá até vontade de escrever no modo “Capitão Nascimento”…

  20. É isso ai Ursão…. mandou bem….
    Isso aqui está parecendo comitê de psicólogos…
    Meu deixa o cara extravazarrrrrrr…
    Cada um com a sua Fantasia…

    Beijos e um ótimo dia!!!

  21. Não sei se a história é real ou não, mas amei de paixão as palavras do mestre cornudo. Viva os ricardões, viva os cornos!!!

  22. Amigo Urso,

    Não me referí ao assunto corno,

    Me referí ao “NATURISMO” acredito que não deveríamos macular um conceito de vida, de felicidade e de liberdade total de corpo e alma com uma historinha desta.

    Quer discutir e zuar o assunto “SER CORNO” td bem tem historias reais e com conteudo que toda essa imbecilidade postada.

    Iremos te enviar historias reais e sérias para aí sim você usar e abusar de sua capacide e inteligência.

    Abraços
    Amigão

  23. caro padeiro, sua rosca tta queimando, larga mao de ser bronha ou sonho!!!!!!!!!!!!!!!!!!! kkkkkkkkkk

  24. hahaha… boa essa…. que deixasse a sua senhora dar pro cara na praia (fake) naturista… ou que dividissem o cara mesmo… hahahaha…

    Boa essa do Zé… realmente em praia naturista não pode essas coisas mas deixa o cara sonhar…

  25. Meu,

    Discordo do pessoal, você assim como muitas pessoas descobriu que o sexo convencional não te satisfaz mais, ir além do papai-mamãe aguça muito sua curiosidade. Imaginar que alquém deseja sua mulher te excita, se você consente e participa, na minha opinião você não é corno não, é voyeur, gosta de menage ou swing. E qual é o problema nisso……..somos todos pervertidos…………animais pervertidos…….. somente nos expressamos de formas diferentes. Alguns ficam enrustidos e descarregam suas energias em barbáries, outros enrustidos se escondem na net e aplicam golpes, outros mais bárbaros ainda são pedófilos, sem contar os hipócritas.

    Aleister Crowley, ocultista ou satanista, disse: “Fazes o que tu queres, pois será a lei.” Vc pensava que essa frase era do Raul Seixas ou do Paulo Coelho, ledo engano, foram influênciados apenas. Na verdade , ninguém pode ou consegue contrariar o direito de quem exerce sua verdadeira vontade. Tudo se refere a um processo de crescimento interior. Não constrangendo, não sendo cruel, não obrigando os outros a satisfazer seus desejos e vontades, o restante é da Lei, faça o que quizer, seja feliz, e não se reporte a ninguém, somente a sua consciência.

    Me diga uma coisa, quem aqui vai pagar as suas contas…. e quem aqui é santo e nunca levou chifre…………quero saber ……….se manifeste………..

  26. Bom Dia à todos…

    Ursão amigo se vc não teve a paciência de responder…imagina nós de ler a hi´stórinha do corno…rsrsrs…fala sério….estava esperando algo mais interessante como de costume por aki…mas td bem…errar é humano deve ser o frio das geleiras…

    Zé gostei de ver, voltou a velha forma ou só foi um moment trash??…rsrsrsr

    Bjos…

  27. Eu acho que o cara pode ter encontrado uma forma divertida pra expressar um desejo oculto dele, como um bom machista que é, jamais abriria o jogo, e perguntaria diretamente, que está excitado em imaginar a própria presa transando com outro. Eu mesma já mandei uma pergunta, e dei uma maquiada nela, porque mesmo anônima fiquei com muito medo de ler a reação das pessoas. Porque na verdade nós inconscientemente queremos reafirmar o que já estamos convictos, não estamos preparados para sermos contrariados. É muito confortável atirarmos pedra, mas qdo somos o telhado…………

  28. Manhosa,

    Naum entendi, o Urso errou em quê…….. ele apenas publica as perguntas, que eu saiba.

  29. Nossa o blog parece uma maquete do Brasil….

    O povo aqui tá parecendo gado…………

  30. Não errou em nd F só achei a pergunta meio fraquinha já q sempre os assuntos abordados por aqui tem algum fundamento…mas relaxem…a minha opnião aki é de menos…mesmo pq raramente tenho comentado as questões…talvez tenha sido infeliz no meu comentário….Deixe me ir pois tenho reuniãozinha daki meia hora…

    Bjões em tdos…Urso vc é demais e vc sabe disso…

  31. Eu acho que qdo falta criatividade para fazer comtários o pessoal recorre ao famoso FAKE. Deixa de preguiça gente, põe a cabeça de vcs pra funcionar, se souberem comentar é só se omitir…………..vai pro buteco e zoa lá.

    Eu tenho 4 casos não engraçados que estou passando pro Urso, quero a opinião de todos, quem não puder responder, por favor não responda e se dirija ao buteco, só isso.

  32. EU SOU SANTA !!!!!!!!!!!!
    NUNCA FUI CORNA!!!!!!!!!
    E SOU A FAVOR DA SACANAGEM….RSRSRSRSR…
    F…34..A ESSA ALTURA DO CAMPEONATO O CARA NÃO PRECISAVA MAIS MAQUIAR NADA…A GENTE JÁ VIU QUE ELE GOSTA DE DE SE MISTURAR….RSRSRSRSRSRS
    BEIJOCAS

  33. URSÃO…DESCULPA..MAS É QUE A GENTE JÁ VIU TANTAS COISAS “CEBLUDAS” NESSE BLOG QUE FICOU MEIO COMUM ESSE CASO DO VOYER PRAIANO NATURALISTA QUE GOSTA DE MIX….RSRSRSRS
    MAS A GENTE RECONHECE SEU TRABALHO…É BOM QUE ASSIM VC DESCE DA MONTANHA E FAZ UM EXERCÍCIO…SRSRSRSRS…
    BEIJOCAS

  34. F questão de idfeologia.

    Não costumo jogar perola aos porcos.

    Gosto de exercitar meu intelecto para instruir ou apresentar uma visão real da vida.

    Também não gosto que filosofias de vida , “SÉRIAS” “NATURISMO” sejam banalisadas.

    Esse foi o recado que dei ao urso, esse assunto de corno, minha opinião é a seguinte;

    O CORNO nunca DEVERIA ter NASCIDO HOMEM, pois não o é;

    Tanto na sua situação (dele, aceitar como se fosse natural) como na situação que ele provoca na outra pessoa de lutar contra seus conceitos de vida adquiridos e brigar com ela mesma.

    bjs

  35. NATURISTA*…SORRY

  36. Brigado Anaïs,

    Mas naturismo também esta correto, é mais amplo,
    engloba os outros conceitos de NATURISTA.

  37. E aqueles que são corno e não o sabem. Vamos fazer um campo de concentração e matar todos……… Eu já fui corna, e nem por isso deixei de ser mulher, pelo contrário. Existe uma teoria que diz: Que o homem só será homem depois de levar um chifre.

    Não tem conotação ideológica essa pergunta, a dúvida dele é qdo a menage, voyer ou swing.

    E qto a jogar pérolas aos porcos, apenas não escreva, ninguém ´´e obrigado a escrever, nem o Urso.

  38. Urso…a questão é que sua Linha editorial ,vc pode achar que ela não existe mas está aí, se baseia em responder as questões mais bizarras, angustiantes de nosso cotidiano sexual-afetivo de forma clara, sem rodeios…e com bom humor.
    O tal o homem que foi a praia com uma mulher gostosa e não sabe se divide a mulher, se entra no swing…enfim…não parece alcançar os seus leitores…acho que ninguém tem o que falar pois não se identificou com a questão…
    Você é que cria “seus” leitores.Somos rebeldes,mal educados, metidos a psicologos…sarcársticos…enfim…tudinho que vc sempre sonhou!!

  39. F

    Tenho três coisa a lhe dizer

    A PRIMEIRA e MAIS IMPORTANTE,

    SE POSTEI E ESCREVÍ AQUÍ É QUE CONSIDERO OS LEITORES E LEITORAS DESTE BLOG, ELES E ELAS “NÃO SÃO PORCOS’, já cansei de te dizer “NÃO SOU HIPOCRITA”.

    O porco que me referi é esse imbecil que fez a pergunta.

    SEGUNDO,

    SEU CONCEITO DE CORNO / CORNA ESTÁ TOTALMENTE EQUIVOCADO,

    CORNO/CORNA É;
    TODO AQUELE/AQUELA QUE APÓS DESCOBRIR QUE ESTAVA SENDO “TRAIDO/TRAIDA” ACEITOU E ATÉ INSENTIVOU A SITUAÇÃO.

    TRAÍDOS TODOS SEREMOS E CONTINUAREMOS A ASSIM SER, MAS TEMOS O LIVRE ARBITRIO DE ACEITA E CONVIVER OU NÃO.

    NO MEU CASO EM ESPECÍFICO, NÃO ACEITO E NÃO DOU A SEGUNDA CHANCE.

    FAÇO A FILA ANDAR E ESQUEÇO DO RELACIONAMENTO, POIS QUEM VIVE E GOSTA DE PASSADO É MUSEU.

    TERCEIRO;

    Parabéns por sua criatividade, rsrs

    “na minha opinião você não é corno não, é voyeur, gosta de menage ou swing”

    Esse idiota nem ao menos conseguiu passar essa idéia.

    Mas sugiro que refaça sua respota,
    ESTA TOTALMENTE INCOERENTE COM ESTE POST.
    VOCÊ ESTA DANDO UMA DE MALUF,

    O idiota já caracterizou que quer ser tratado de “CORNO”, não viu o que o Urso postou.

    DESCULPA, mas tinha que te responder nestes termos.

    bjões

  40. Acho que cada um deve fazer aquilo que tem vontade no quesito sexo!

    As pessoas se preocupam muito com preconceitos e acabam perdendo a oportunidade de viver sensações maravilhosas.

    Em parte, eu concordo c/ o corno do vídeo. De fato, ninguém é proprietário de ninguém e alguns desejos são muito intensos para serem desperdiçados.

    Bjnhos.

  41. Não refaço minha resposta, está coerente com o meu ponto de vista, interpreto da forma que entendo. Sou independente no meu modo de pensar, estou aqui no blog para me expressar, não peço desculpa pra ninguém e ninguém me deve desculpas, apenas respeito. Se um ou outro comentarista não gosta do post, tudo bem, mas não podemos falar pelos outros leitores que não comentam, somos 100 que comentam para uns 3000 que somente leem.

  42. Piadinha que vem a calhar 😉

    O SEGREDO DA TOALHA….

    Um casal esta apaixonado e se casa.
    Mas por mais que o marido faça em
    termos de sexo, a garota
    nunca consegue um orgasmo.
    Eles resolvem procurar um terapeuta
    sexual.
    Este ouve atentamente e acaba dando uma
    sugestão – Contrate um desses garotos de
    programa e enquanto vocês estiverem fazendo amor,
    peçam-lhe que fique pelado balançeando
    uma toalha sobre vocês, sempre a vista de
    sua esposa.
    Isto deve ajudá-la a fantasiar, o que
    deveria levá-la a vários orgasmos.
    Eles voltam para casa e seguem os
    conselhos do terapeuta.
    Contratam um rapaz jovem e bonito que
    fica pelado abanando entusiasticamente a toalha
    enquanto o casal transa.
    Mas por mais que tentem não dá
    resultado, frustrando mais uma vez o casal.
    Eles voltam ao terapeuta que diz: – Tá certo.
    – Vamos tentar o inverso.
    – Deixe o rapaz transar com sua esposa
    e você fica abanando os dois com a toalha.
    mais uma vez seguem o conselho.
    O rapaz deita na cama com a mulher e o
    marido abana com a toalha.
    O garoto de programa é realmente muito
    bom e a mulher grita de
    prazer, conseguindo múltiplos orgasmos.
    Com um sorriso, o marido dá um tapinha
    nas costas do rapaz que está sobre
    a mulher e diz triunfante:
    – Tá vendo, Zé Mané, como se abana uma toalha?????

  43. Eu não sou santa, fui corna, ou seja, ainda sou como boa parte da população 😛
    Apesar de ser sem coerência, a estória tem seu fundo de veracidade.
    Poucas coisas estimulam mais que o voyerismo.

  44. Não briguem crianças……que isso…cada um no seu quadrado…

  45. Anaïs

    Pare de ser Hipocrita

  46. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  47. Só estamos defendendo pontos de vistas,

    Não somos hipocritas nem EU nem a F

  48. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…HIPÓCRITA?
    EU? ………KKKKKKKKKKKKKKKKK…….

  49. ZÉ…ASSIM VOU QUEBRAR A CADEIRA……..

  50. Parou! Segue o baile!!

  51. vamos seguir o baile então,

    Pronto leitores e leitoras,

    Já tem conteudo para vocês discutirem esse tópico agora.

    Comente o que realmente pensam dos assuntos lançados

    bjs e abraços

  52. aff…

  53. Em primeiro eu queria ressaltar que estou voltando à ativa!
    Em segundo queria tecer algumas observações sobre a pergunta formulada… vamos lá: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Pronto… já estou satisfeito!
    Em terceiro queria parabenizar a visão de mundo do corno JEDI… é do tipo: Seja corno, seja feliz!!! Eu não sou evoluído a esse ponto, mas compreendo!
    Em quarto: Que negócio é esse de farpas aqui? Tio Nefê tá chegando com o chinelinho!!!!kkkkk… brincadeirinha!!!!!
    Em quinto: Não usem palavras difíceis… Como a F disse: 100 postam e 3000 lêem… Portanto, usem definições:

    Hipócrita: adj. e s. 2 gén.,
    que ou pessoa que usa de hipocrisia;
    desleal;
    falso;
    fingido.

    Pronto!

    Em sexto: Estava com saudade da turma!!!
    Zé, F, Urso, manhosa, EC, ANAIS, material, manhosa e etc…
    O etc é todo o povo que não coloquei o nome agora… portanto, sintam-se incluídos!

  54. NEFEEEEEE……
    QUE SAUDADES..SEJA BEM VINDO!!!!!!!!!
    (SINTA-SE ABRAÇADO)
    TÁ VENDO SÓ…RSRSRS..OLHA ONDE FUI AMARRAR O MEU JEGUE…RSRSRSRS
    BOM TE VER AQUI
    BEJO BEJO BEJO BEJO

  55. ESTOU SENTINDO FALTA DO TIO EC…..

  56. Anais… seu nome foi em maiúsculo em sua homenagem, pois você sempre posta assim…rs… bjoks

  57. OK…NEFE…VALEU..RSRSRSR….
    BOM TER VC DE VOLTA….

  58. Bom, na verdade isso não chegou a ser uma pergunta, o que ele quer é a benção. Veja bem, ele disse que sentiu tesão no cara batendo uma pra esposa dele, e que depois ficou arrependido de não ter deixado ela ir e de não ter ido junto… tá faltando o que? Se bem que se eu fosse você virava adepto de swing pra não ficar no preju, assim enquanto sua esposa provas outras lingüiças você pode provar outras frutas, ser feliz e faze-la feliz. Agora só tome cuidado com o efeito colateral, não vale depois ficar todo complexado maltratando a mulher porque o cara tem uma jeba maior que a sua, que levou ela as estrelas enquanto você não leva nem em cima do banco e por aí vai. Como diz o infeliz do sabado a noite, não sabe brincar não desce pro play.

    PS> To aqui Anaïs =D
    EC

  59. Fofíssimoooooo
    que suadades…..:)
    beijocas gigantescas p/ vc

  60. Prezada Tata,
    Dia 27/06/1908 nascia em Cordisburgo João Guimarães Rosa….
    Faria cem anos se vivo estivesse agora.
    Seu centenário está sendo comemorado em todo o mundo, é que aqui cultura não pega muito, infelizmente.
    Na França estão comemorando 2008, como o ano da Revolução…. 40 anos da primavera de praga e 100 anos da revolução da língua do regional para o universal.
    Ursão,
    Eu não tenho mesmo o direito de julgar a pergunta o blog é seu e faz dele o que quiser,
    É que tem duas semanas que as perguntas tão ruins para danado, mas não esquenta não que é só minha opinião.
    Um abrçao.
    Tilelê.

  61. Puxa vida… o cara tem VONTADE de ser corno ASSUMIDO. Quando eu penso que já vi de tudo me aparece um cara desses…

  62. Tilelê

    É né… se estivesse vivo!

  63. Boa Zé!!!..Rs*

  64. Só tenho uma coisa para escrever…rsrs
    Ai que Bestaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!
    Bjus urso.
    Bjus ao pessoal do Blog.

  65. Lisa boa essa da toalha,

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Foi pro meu arquivo,

    bjs

  66. brigado
    Srt*Nany
    bjs

  67. NeFê meu garoto,

    Vê se volta de vez mesmo,

    Você faz falta

    Abraços

  68. E.C.,

    VoCê esta bem?

    Abraços

  69. Realmente…
    ser corno é um DOM.

  70. Bom Dia a todos…

    Nefe um bom dia especial pra vc meu querido, estava com saudades sua…vc faz muita falta por aki…é muito bom vê-lo de volta…

    Gente eu tenho q confessar ser corno não é fácil, mas fazer o q né acontece, mas penso assim como o Zé colocou: ser corno é qdo vc descobre, aceita e convive com isso conheço muita gente q vive assim, só pra não perder o status….mas será q vale tanto a pena…???…agora ser tráido é diferente vc descobre e simplesmente põe um ponto final…

    Pra falar a verdade acho q nosso amigo só saiu do armário, ou descobriu q gosta dessas coisas q hj em dia é meio q “normal” e tal (swing…sexo a três ou a quatro…etc…)rsrsrs…é mais ou menos isso…vai ver ele era um caretão q só via isso em filmes mas nunca havia tido a oportunidade de ver a situação de verdade…

    Bjos galera….Bjão Urso…

  71. Hummmmmmmm, não sei…. sabem o que me pareceu? Que o leitor “candiatato a corno” tem essa fantasia, de ver a esposa com outro e daí inventou a pergunta. Essa estória da praia de nudismo…. sei não. Sempre ouví dizer que não acontece esse tipo de coisa em praias naturistas. Até porque, ao chegar a esses ambientes o nudismo é tão normal que perde totalmente qualquer tipo de apelo erótico. Não rola isso de tesão e tal. Não quero ser injusta mas se eu estiver certa acharía preferível ele expor a questão de forma honesta sem precisar inventar estorinhas.
    Beijos e luz.

  72. O primeiro comentário , do Zé Xy já falou por mim. Nada a acrescentar. Concordo e assino embaixo. Essa estória me parece cheia de furos. O cara está afim de ver a esposa com outro. Tem tesão nisso daí inventou. Devía ser sincero e falar logo.
    Beijos

  73. Farmácias estatais da Suécia começam a vender pênis de plástico

    DIÓGENES MUNIZ
    Enviado especial da Folha Online a Estocolmo (Suécia)

    Duas cartelas de aspirina e um pênis de plástico, por favor. A partir de agora, pedidos como este já podem ser feitos em farmácias da Suécia.

    A nova linha de produtos da Apoteket –companhia estatal que detém o monopólio das farmácias no país– foi apresentada no fim do mês passado e já chegou a cem lojas espalhadas pelo território nacional. Ao menos mais cem demonstraram interesse nesse tipo de venda. O nome do conjunto é “Trust in Lust” (algo como “Acredite na Luxúria”).
    “Em uma semana, vendemos cinco dildos [consolos]”, comemora Margarete Fors, 62, gerente de uma unidade da Apoteket no norte de Estocolmo. Ela aposta que o número deva aumentar no decorrer do ano, passada a timidez inicial dos fregueses.

    Os funcionários das lojas fizeram treinamento especial para lidar com eventuais dúvidas dos compradores, diz Margarete.

    Na lista de lançamentos há –além do pênis de plástico (R$ 265)– bolas eróticas (R$ 105), anel vibrador (R$ 23), três tipos de lubrificantes (R$ 40 cada um), vibrador clitoriano (R$ 210) e um creme especial para limpar os aparelhos (R$ 20). Quem quiser levar o kit completo precisa desembolar em torno de R$ 670.

    Os brinquedos ficam localizados nas prateleiras de produtos íntimos, junto aos absorventes, preservativos e testes de gravidez. Não há limite de idade para a compra, ou seja, menores de idade podem obtê-los. A empresa nega estar incentivando o início precoce da vida sexual, já que os preços afastariam compradores mais jovens.

    De acordo com o site oficial da Apoteket (www.apoteket.se), esse tipo de investimento é importante para a manutenção da saúde sexual da população

    Dentro das três lojas visitadas pela Folha Online, a reação dos suecos foi de curiosidade. Quem passava perto das prateleiras lia as embalagens –e ria.

    “É uma ótima iniciativa, já que muitas pessoas vão preferir comprar da farmácia do que de um sex shop”, avalia a estudante Elin Lindberg, 22. Ela diz que ainda não adquiriu os produtos, mas pode fazê-lo “sem problemas”.

    Dados da Associação Sueca para Educação Sexual divulgados neste ano mostram que cerca de 50% da população do país entre 20 anos e 45 anos diz possuir um brinquedo erótico.

  74. Voltei !!!!!!!

    Após quase 5.000kms de poeira no rally dos sertões, entro aqui pra falar de um tal que quer ser corno…

    Amigos, me desculpem os preconceituosos, mas o importante é ser feliz… Se a mulher do cara quer pegar no cara que se masturba e o marido sente-se feliz, isso é o que importa, o resto é “PRÉ”CONCEITO”, de quem não teve a situação para viver…

    Cada um cada um…

    Abraço pra quem é de abraço, beijo pra quem é de beijo !!!!!

    Rally 69

  75. Tatá,
    Só com o ” Grande Sertão: Veredas”, ele já viverá para sempre.
    O maior escritor de todos os tempos.
    Um abraço
    Tilelê

  76. Olá Pessoal!
    Antes de tudo, gostaria de dar os parabéns ao Urso pela idéia, pelo trabalho e pelo senso de humor! Simplesmente fantástico!
    Sempre li este blog e nunca dei minha opinião…
    Mas, muitas vezes, vejo comentários que me fazem pensar nesse mundinho onde vivemos.
    Eu acho muito legal que exista um espaço como este, no qual as pessoas possam opinar livremente sobre assuntos tão polêmicos. A liberdade de expressão é algo único e indispensável e, por isso, devemos aprender a valorizá-la.
    Me entristece muito ver, neste mundo onde vivemos hoje, tanta intolerância, tantos julgamentos, tanta agressividade e tanto desrespeito.
    Emitir opiniões é um direito nobre que possuímos e eu acredito que devemos refletir antes de fazê-lo. Além disso, devemos lembrar sempre que cada um de nós é um formador de opinião e, portanto, é responsavél pelo que diz.
    Não resolvi escrever apenas por esta história, mas por muitas coisas que eu venho lendo aqui.
    Creio que este mundo já está muito cheio de coisas ruins e que chegou a hora de investir nas coisas boas. Coisas que constroem e não coisas que destroem. Palavras que ajudam e não palavras que machucam e ofendem. Chega de intolerância!
    Todos nós gostariámos de viver num mundo melhor, não é mesmo? E para constuir um mundo melhor, precisamos cuidar de cada pequeno ato do nosso dia-a-dia.
    Não é porque estamos escrevendo num blog livre, sobre assuntos amenos e entre amigos, que devemos esquecer de tudo isso.
    beijos a todos

    PS1: Parabéns F! Fico feliz por ver que ainda existem pessoas que olham para a vida de forma suave, sem pré-conceitos.

    PS2: Cuidado com o português, galera! Ele não fez nada pra ninguém, não merece ser agredido! Dica para o Zé… “jeito”… “essência”… “incentivo”… Mas, acredite, um dicionário faz milagres!!!

  77. APOIADO URSO..TAMBEM NÃO GOSTO QND FICAM CRITICANDO AS PERGUNTAS…..AQUI QUEM ESCOLHE O RITMO DA MUSICA EH VC…A GENTE SOH DANÇA….RSRRSS….BJOS..

  78. DANI»»»» VC EH MUITO ARROGANTE HEIN…NÃO MANCHE MEU NOME….AQUI EH PARA EXPOR OPINIÕES E NÃO CONCURSO DE QUEM ESCREVE MELHOR….

  79. A todos os amigos estou vivo gente, se olharem bem lá no horizonte vão ver o rastro de fumaça que emana do rastreador do meu para-quedas..kkk…
    E quanto a eterna questão do fake ou não fake eu queria saber só uma coisa: Qual a diferença? Aproveitem o blog, vida inteligente na internet é coisa rara.
    Abraços aos pensantes
    EC

  80. nenhum problema ser fake ou não. o tema é semelhante ao namorado que queria levar a parceira pro swing, mas no caso ela não queria.
    nesse caso, acredito que não existe um problema sério que precise de conselhos. ele já respondeu. ele diz que se arrepende de não terem ido, mas o “quase foi corno” delata que ele não quer ser corno e no fim acha que não devia ter ido mesmo.

    nesse site encontrei várias respostas pra problemas sérios comuns em nossas vidas, e o humor geral ajuda bastante quem está vivendo uma fase difícil.

    como está escrito lá em cima no canto esquerdo:
    “Caros leitores, sejam muito bem vindos para ler, se divertir, meter pau nas minhas respostas estúpidas, enviar questões impertinentes, opinar de forma incoerente, abusar do direito de ser chato…”

    todo mundo tem direito de ser chato uma vez na vida. rsrs. dureza é quando a vez dura a vida inteira. huahua

  81. Oi Zente!

    Primeiro comentário meu, e já vou totalmente contra a galera. Desculpem a audácia, mas não resisti. Segue abaixo minha história, e garanto que não tem uma vírgula de mentira.

    Faz bastante tempo frequento o universo swinger, ajudando uma série de cornos a realizar as suas próprias fantasias e as das esposas também. Jamais pensei que o pessoal daqui fosse tão travado a ponto de não conhecer um pouco mais desse universo.

    Já fui em várias praias naturistas, e em uma dessas idas, na Praia do Pinho, com a mulher emprestada de um amigo meu, era um dia meio feio e frio. Só tinha praticamente nós dois na praia, e só não fizemos fotos porque não quisemos e tinhamos coisas melhores para fazer. Adivinha o que encontramos nas pedras no meio da folhagem? Um cara se masturbando! É claro que demos meia volta e fomos embora, eu cuido muito bem daquilo que é confiado a mim. Mas o moral da história é que seria perfeitamente possível que a história tivesse ocorrido, e ela em nada fere os naturistas. Conheço muitos casais swingers que frequentam essas praias, e quando estao vazias praticam uma sacanagenzinha e quando estão cheias se comportam de forma exemplar.

    Se o amigo do video declara que é gostoso ser corno, eu por meu lado acho delicioso cornear. Adoro transar com uma mulher na frente do marido dela, junto com o marido (sem uma única gota de viadagem) ou até mesmo e especialmente sem o marido, . Ver uma mulher delirando de prazer, comigo ou com os dois é uma cena que me deixa absolutamente fora de mim.

    Também faz muito sentido a colocação do corno do vídeo de que as mulheres ficam mais amoros as e mais carinhosas com os seus cornos depois de praticarem o delicioso esporte de lhes meter um belo par de chifres, com ou principalmente sem o seu consentimento. Já tive a oportunidade de sair com com algumas delas, comprometidas e santinhas, que adoravam não apenas cornear o marido, mas falar dele, fazer dele um legítimo Corno. Uma delas me fez ficar amigo do marido, e ficava doida quando estávamos conversando, beijava ele olhando e piscando para mim e muitas vezes me atraia para fora de um restaurante para um ou dois minutos de sacanagem, fora outras sacanagens que não vou nem comentar aqui, pois pelo espírito reacionário da galera, já senti que só não vai chover porrada na minha cabeça porquê o post já está antigo.

    Pervertido, doido, gado, porc o, animal, mentiroso e muitos outros adjetivos devem estar passando pela cabeça de vocês, mas sinto dizer que estão totalmente enganados. Sou um cara normal, executivo de uma empresa multinacional, bem casado, pai exemplar, sadio e saudável, que vê no sexo uma deliciosa forma de se divertir.Conheço diversas outras pessoas assim, que se você ver no dia-a-dia, jamais vai imaginar que são… pervertidos, doidos, gado, porcos, animais. Quero ver aqui, com sinceridade, qual a mulher que nunca fantasiou ter dois homens na cama, ou o cara que nunca fantasiou ter duas gatas…

    Abraços
    Grandão

  82. É, meu caro. a vida não está pra cobr, digo, pra peixe. Taca o foda-se e créu na sua esposa e no Ricardão.

  83. Reflexão ….Alguns posts acima ..rsrsrs
    ,
    Sei lá…se não posso criticar as perguntas…se tenho que dançar a dança do Urso,que embora seja um bom swing… liberdade de expressão é por aí :,falar o que penso,sobre o que penso sem contudo, prejudicar ninguém…..
    Do contrário, é melhor procurar outro blog , não é mesmo ?
    Um blog com conteúdo tem que passar por isso, críticas e avaliações de seus leitores…se não vira seita ou boletim informativo.
    PS:
    O português por aqui tá calejado mesmo….

  84. Esse homem entende! :p

  85. Grandão,

    Só não concordo com o fato de vc ser casado, que pena….UFA!

  86. Grandão,

    Esqueci, não gostei qdo vc escreveu que pegou uma mulher emprestada, nós não somos livro pra isso. Hellooooo! Será que é preciso te lembrar que estamos no séc XXI e somos da geração SEX AND THE CITY, vcs também nos divertem e muitooooo!

  87. É

    F

    Esse grandão é outro imbecil Loroteiro,

    Se liga aí “FAKE MEM”

    Em praia naturista você não precisa ir acompanhado não.

    Pode ir sozinho,

    Nestas praias 70% são mulheres.

    De grandão vc só tem o papo.

  88. Para sua cultura.JP

  89. ZÉ XY

    Quanto a eu ser imbecil você deve ter toda a razão, principalmente se considerar que é grande a possibilidade de eu ser o seu Ricardão, visto que, com as vendas que você utiliza sobre seus cegos olhinhos, não está enxergando nada, e se não for eu o Ricardão será outro, provavelmente do meu time.

    Quanto a eu ser loroteiro, acho que você utiliza sua cegueira em todos os campos que frequenta, ou melhor, que não frequenta. A estatística dos “70% de mulheres em praias naturistas”, se for verdadeira, se deve simplesmente ao fato de que homens sozinhos não são admitidos na maioria das praias naturistas. Na Praia do Pinho, por exemplo, que frequento pelo menos uma ou duas vezes por mês, há uma cerca que divide a parte reservada aos “homens” (onde se concentram os homossexuais masculinos) daquela onde casais e mulheres podem circular livremente.

    Abra os olhinhos, Ze XY! Descubra o valor de X e seja feliz!!!!

    Abraços do Grandão

  90. F34,

    Você tem razão em relação ao “empréstimo”. Na verdade, essa frase saiu não exatamente do jeito que eu queria, por dois motivos: tive que escrever rápido, sem conseguir envernizar o texto como gostaria e, mais importante, eu realmente quis fazer uma provocação, pois achei qie não fazia sentido meter o pau no pobre Candidato a Corno que aqui fez a sua pergunta e foi malhado pela galera. A situação que ele narrou é muito verossimil, e sua dúvida deve ser real, pois uma coisa é o Reino da Fantasia e outra coisa é a Cidade da Realidade.

    Quanto ao fato de eu ser casado, eu não disse que sou no meu comment, mas é claro que você matou a charada na hora. Mas como uma boa sexandthecity girl, não considere isso “uma pena”. Não é por causa de um pequeno defeitinho no dedo anular da mão esquerda que você vai julgar alguém como um todo.

    Beijos
    Grandão

  91. Localizada no município de Balneário Camboriú – SC, a cerca de 80 km de Florianópolis, a Praia do Pinho é considerada a primeira praia de naturismo oficial do Brasil e a quinta mais bela do mundo. Além disso, também é reconhecida por suas belezas naturais e pela filosofia de vida dos seus freqüentadores.

    Com seus 500 metros de extensão, a área é formada por areias claras de espessura média, possui mar com ondas fortes e de água límpida e é envolta por costões e montanhas com uma vegetação quase intocada, o que garante total privacidade, proporcionando os primeiros indícios da prática do nudismo neste local, em meados de 1983. Na ocasião, algumas dançarinas de uma famosa casa de shows da cidade “Mario’s House” e outros poucos casais se aventuravam a despir-se em meio a esta praia tão paradisíaca, na época deserta, rodeada pela exuberante mata atlântica e de difícil acesso. Neste período, a prática do Naturismo não era bem vista pelo proprietário das terras em frente à praia: Domingos Fonseca, um empresário pai de 7 filhos, também muito religioso e por muitas vezes reprimia os naturistas que lá estavam chegando até a expulsá-los.

    A Praia do Pinho ganhou notoriedade nacional através da reportagem de Tarlis Batista, publicada na extinta Revista Manchete, de 25 de fevereiro de 1984, com o título “TODO MUNDO NU EM CAMBORIÚ”. Em sua reportagem Tarlis contou: “algumas praias sofisticadas, como Ipanema, arriscam o seu “topless” de vez em quando. Mas a nudez explicita e total que já chegou ao Brasil, embora muitos ainda não saibam é privilégio de uma praia do tradicionalmente recatado sul: Camboriú, Santa Catarina. Alguns dizem que tudo começou por influências dos argentinos, que há muitos anos invadem Camboriú durante as férias. Seja qual for a razão, o campo de naturalismo do balneário catarinense é o primeiro e único no gênero em nosso país.”

    Ele ainda disse em uma reportagem em 1988: “…o nudismo na Praia do Pinho acontecia num clima de clandestinidade, onde os pioneiros desfrutavam dos prazeres da natureza na bela e quase indevassável praia, porém a tranqüilidade acabou depois da publicação em 1984 de uma reportagem sobre a descoberta deste campo nudista que colocou a praia em evidência no país todo.”

    Após a grande repercussão de âmbito nacional desta matéria, e do enorme número de curiosos que vinham até a praia, Domingos Fonseca, incentivado por alguns naturistas e visualizando uma grande oportunidade de negócio, parou de perseguir os naturistas e iniciou a construção de uma pousada e um restaurante no local.

    No verão de 1985, o número de naturistas na praia tinha aumentado consideravelmente. Se antigamente não superava a casa dos trinta, na ocasião já eram não menos que duzentas pessoas. Contudo, aumentava também o número de curiosos que vinham de todas as partes do Brasil para conhecer o único local onde era praticada a nudez em público.

    A reportagem de Tarlis dividiu as opiniões de políticos locais, representantes da comunidade e freqüentadores da praia. Por um lado, a matéria lançou a cidade como um destino turístico de âmbito nacional, o que sempre foi a vontade dos políticos como Osmar Nunes Filho, o Secretário de Turismo da época. Nunes dizia: “Desde que não prejudique os bons costumes, que seja praticado num lugar reservado, para que não venha a agredir outras pessoas, a pratica do Naturalismo só beneficiará o Balneário em nível de divulgação nacional, pois é algo fora do comum no Brasil”. Já o vereador Rúdis Cabral, do PDS, enviou um oficio à delegacia de polícia da cidade solicitando providências no sentido de coibir os atos vergonhosos que estavam sendo praticados na Praia do Pinho, mesmo que se prendesse as pessoas que praticavam o nudismo naquele recanto.

    Em 1986, uma ação conjunta entre as Polícias Militar e Civil prendeu 25 pessoas que praticavam o nudismo na Praia do Pinho. Ao saber do ocorrido, Osmar Nunes Filho definiu o fato como lamentável dizendo: “A sociedade está em permanente evolução. Se as pessoas não praticam o nudismo, que aceitem e respeitem este comportamento”. Já os jornais da região, como o Jornal de Santa Catarina, noticiavam o ocorrido com manchetes como “Nudistas são presos. Assaltos continuam” fazendo uma dura crítica às autoridades. Nunes dizia ainda em sua entrevista ao Jornal de Santa Catarina: “Foi criada uma estrutura na Praia do Pinho, em função do naturismo. Vai quem quer. Enquanto isso, as autoridades não têm visto coisas piores que acontecem na praia central de Balneário Camboriú, onde crianças e adultos são obrigados a assistir”.

    Foi então que, neste mesmo ano de 1986, os naturistas se uniram. Liderados pelo gaúcho Celso Rossi e outros idealistas como Rose Espíndola e Sergio Oliveira lutaram pelo reconhecimento da Praia do Pinho como área oficial para a prática do naturismo e fundaram a AAPP – Associação Amigos da Praia do Pinho. A entidade tinha como integrantes quase todos aqueles naturistas que haviam sido presos. Motivados a não abrir mão de seu paraíso, começaram a praticar o naturismo de uma forma organizada, implantando o código de ética e fiscalizando as atitudes dos freqüentadores.

    A intenção dos membros da AAPP foi de estabelecer uma área de uso comum aos adeptos do naturismo que vinham de diversas partes do Brasil movidos pelo desejo de compartilhar sua filosofia de vida em um espaço onde pudessem desfrutar das belezas naturais da praia com conforto, privacidade, liberdade e principalmente respeito.
    Ao longo dos anos, a AAPP desempenhou as atividades de controle, fiscalização das regras estabelecidas por ela e também a recepção de novos naturistas nas areias da praia. Porém, em 2005, os diretores da Associação decidiram apenas controlar o condomínio naturista onde se encontra a sua sede, “Paraíso da Tartaruga”, localizado em uma área nas proximidades do Pinho. Com isto, em janeiro de 2006, foi criada a ONG Naturistas Praia do Pinho, com o intuito de garantir e zelar a prática do naturismo na beira da praia, além de manter e preservar o seu eco-sistema.

    Desde dezembro de 2004, as atividades comercias da Praia do Pinho são exercidas pelo Complexo Turístico Praia do Pinho LTDA. Sua infra-estrutura atual é uma das melhores do país e compreende pousadas, chalés, cabanas, bares, excelente área para camping, com capacidade para 200 barracas e um amplo estacionamento para os visitantes.

  92. Federação Internacional de Naturismo – INF fundada em 1953 em Montalivet, França adotou a seguinte definição para o Naturismo: “É um modo de vida em harmonia com a natureza, caracterizado pela prática do nudismo em grupo, que tem por intenção favorecer o auto-respeito, o respeito pelo outro e o cuidado com o meio ambiente”.
    Naturismo é muito mais abrangente do que o simples fato de praticar o nudismo, é um conjunto de princípios éticos e comportamentais voltados a natureza, com a finalidade de estabelecer um modo de vida saudável fisicamente e mentalmente agregado à conservação do meio ambiente, assim sendo, a prática nudista, principal fundamento doutrinário do naturismo, deve servir de base para uma melhor qualidade de vida e educação, inclusive de jovens e crianças.

    A prática do naturismo faz com que cada pessoa viva da forma mais natural e espontânea possível, sem as características padronizadas que movem a maioria da sociedade. O naturismo não prega modismos, hábitos ou ideologias, apenas o direito a liberdade de expressão e pensamento dos seus praticantes.

  93. A Comissão organizadora do XXXI Congresso Naturista Internacional continua recebendo as confirmações das Federaçoes Internacionais, para a participação no evento. Já confirmaram presença, Alemanha, Austria, Austrália, Bélgica, Eslovênia, Espanha, França, Holanda, Hungria, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Nova Zelândia, Portugal, Rússia, USA.

    Do Brasil já confirmaram presença, CEHM Jurubá, Goiasnat, Planat, Mirante do Paraiso, Recanto do Paraiso, ONG Praia do Pinho, NatMG, Graúna, Abricó e Portal Brasil Naturista.

    Além disso jé estão inscritos mais de 100 naturistas de modo avulso, ou seja, sem ligação com as associações naturistas a que pertecem.

    E você já reservou o seu lugar? Informações com Paulo CamposEste endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. ou pelo site http://www.tambaba.tur.br.

  94. Código de Ética

    Estas normas foram aprovadas pela FBrN (Federação Brasileira de Naturismo) na Assembléia Geral Extraordinária número 3 (três) realizada em 7 de dezembro de 1996, no Sítio Ibatiporã, em Porto Feliz/SP.

    I – FALTA GRAVE:

    As condutas abaixo relacionadas, com grau de intensidade examinado pelos Conselhos Deliberativos dos Clubes, em primeira instância, e pelo Conselho Maior da FBrN, em segunda e última instância, são motivos para expulsão de seus agentes dos quadros sociais e das áreas naturistas regidas pelas entidades filiadas à FBrN.

    I.1. – Ter comportamento sexualmente ostensivo e/ou praticar atos de caráter sexual ou obscenos nas áreas públicas.

    I.2. – Praticar violência física como meio de agressão a outrem.

    I.3. – Utilizar meios fraudulentos para obter vantagem para si ou para terceiros.

    I.4. – Portar ou utilizar drogas tóxicas ilegais.

    I.5. – Causar dano à imagem pública do Naturismo ou das áreas naturistas.

    II – COMPORTAMENTO INADEQUADO:

    As condutas abaixo relacionadas, com grau de intensidade e reincidência examinadas pelos Conselhos na forma referida no Item I, constituem motivos para advertência, suspensão e expulsão dos seus agentes dos quadros sociais e das áreas regidas pelas entidades filiadas à FBrN.

    II.1 – Concorrer para a discórdia por intermédio de propostas inconvenientes com conotação sexual.

    II.2 – Fotografar, gravar ou filmar outros naturistas, sem a permissão dos mesmos.

    II.3 – Utilizar aparelhos sonoros em volume que possa interferir na tranqüilidade alheia, e ou desrespeitar os horários de silêncio regulamentados.

    II.4 – Causar constrangimento pela prática de atitudes inadequadas.

    II.5 – Portar-se de forma desrespeitosa ou discriminatória perante outros naturistas ou visitantes.

    II.6 – Deixar lixo em locais inadequados.

    II.7 – Provocar danos à Flora e à Fauna, ou à imagem do Naturismo.

    II.8 – Satisfazer necessidades fisiológicas em áreas impróprias, ou exceder-se na ingestão de bebidas alcoólicas, causando constrangimento a outros aturistas.

    II.9 – Utilizar assentos de uso comum sem a devida proteção higiênica.

    II.10 – Apresentar-se vestido em locais e horários exclusivos de nudismo, sendo tolerado às mulheres o topless, durante o período menstrual.

  95. Grandão

    Pelo visto você leu alguma revista antiga por aí né,

    Mas o que eu noto mesmo é que você é um queima rosca em potencial.

    Assume esse lado homo cara,

    E vai ser feliz

    Abraços

  96. O que é Naturismo?

    Naturismo é ser natural. O Naturismo tem como finalidade promover um modo de vida mais natural e saudável, dirigindo suas preocupações para o meio ambiente, para a saúde física e mental e para a alimentação.

    No congresso da INF ocorrido em Agde na França, em 1974, os Naturistas presentes, após extensa deliberação sobre o assunto, definiram o Naturismo como:

    “Naturismo é um modo de vida, em harmonia com a natureza, caracterizado pela pratica da nudez social, com a intenção de encorajar o auto respeito, o respeito pelo próximo e pelo meio ambiente”

    A nudez social constitue-se numa caracteristica essencial do Naturismo, pelos vários efeitos benéficos que procporciona, tanto física como psicologicamente.

    O Naturismo restaura o balanço entre as dimensões física e psíquica, livrando as pessoas das tensões internas causadas pelos tabus e pelas provocações da nossa sociedade contemporânea.

    Cada país e cada grupo Naturista tem suas particularidades, alguns mais fiéis aos principios de saúde ligados ao Naturismo, pregando o vegetarianismo e a pratica de exercícios, outros menos rígidos, pregando um Naturismo mais próximo das condições alimentares e de exercícios físicos que vivemos em nossa sociedade. O importante é que todos seguem as mesmas normas e possuem todos o mesmo objetivo, o crescimento psíquico do ser humano e uma maior proximidade com a natureza.

    Não seria a nudez algo sexual?

    De forma nenhuma. A maior parte das pessoas não Naturistas que ocasionalmente visitam uma praia ou outro qualquer lugar Naturista, ficam surpreendidas pela ausência de sexualidade. Como no geral se apresenta a nudez ligada à sexualidade, em revistas, filmes, etc., as pessoas são levadas a associarem a prática Naturista a práticas sexuais ou, simplesmente, erótico-exibicionistas. A “castração” de partes do nosso corpo foi arbitrária. Por exemplo, os nossos lábios sempre foram associados ao “sex-appeal”, sem que, contudo, andemos com eles tapados, como acontece com os genitais, para não falar do peito, no caso feminino.

    Pelo contrário, se olharmos bem, o uso de determinada roupa e outros adereços, é que constitui, como todos sabemos, um fator que visa acentuar uma postura destinada a despertar o interesse sexual.

    De fato, no Naturismo, o nosso corpo é assumido por cada um e olhado por todos com total naturalidade. Foi assim que nascemos e essa é a nossa verdadeira identidade. As associações sexuais ao corpo “fabricadas” pelas diferentes sociedades resultam de absurdos conceitos de pudor, ligados a crenças, complexos ou obsessões, que em nada contribuem para um desenvolvimento psico-social saudável. Os Naturistas, certamente, não serão assexuados. Mas a sexualidade, qualquer que ela seja, não está presente na vivência Naturista coletiva. Ela fará, naturalmente, parte da vida íntima de cada um, como em geral em toda a sociedade.

    Os Naturistas são voyers e exibicionistas?

    Os exibicionistas despem-se ou expõem-se sobretudo para “chocar” os outros. Para verem e serem vistos, salientando em particular os órgãos genitais e regiões consideradas erógenas. Os Naturistas apenas gostam de viver nus e não pretendem provocar ninguém. Pelo contrário, procuram ser discretos e respeitadores, evitando todas as posturas que possam ser confundidas com as dos exibicionistas e voyeurs. Os Naturistas procuram ser cortezes, no sentido humanista e social do termo.

    O que é a Federação Brasileira de Naturismo?

    A Federação Brasileira de Naturismo, fundada a 15 de janeiro de 1988, e abreviadamente indicada pelas iniciais ‘FBrN’, é uma sociedade civil, de âmbito nacional, de caráter filantrópico, cultural e ecológico e de duração indefinida, que visa coordenar, defender, difundir e desenvolver a cultura e a pratica do Naturismo no Brasil.

    Surgiu após a promulgação da Constituição de 1988 como um retorno da Associação Naturista Brasileira (A.N.B.) à legalidade. Ela é a única entidade brasileira que representa oficialmente no nosso país a INF-FNI (Federação Internacional de Naturismo), podendo reconhecer e descredenciar qualquer grupo ou área do Brasil como afiliado á INF-FNI.

    A Sede Social da FBrN fica no município de Camboriú no estado de Santa Catarina e a Sede Administrativa da FBrN encontra-se atualmente em Brasília – DF.

    A FBrN possui uma diretoria eleita a cada 2 anos e um Conselho Maior eleito por 4 anos. Estes representantes determinam as diretrizes que a FBrN tomará e resolvem quaisquer problemas relativos a mesma.

    Onde posso praticar o Naturismo?

    A FBrN recomenda que você procure um local reconhecido como oficial para a prática do Naturismo. Ir a casas de outras pessoas ou tentar formar um grupo sem haver conhecimento do Código de Ética pode levar a experiências frustradas.

    Também devemos avisar que frequentar praias não oficiais além de correr os mesmos riscos de não ser realmente Naturista e sim hedonista, existe o problema legal da nudez em público que pode nestes casos ser considerado “atentado ao pudor” e assim ter problemas com a polícia. Somente nas áreas oficiais temos a garantia legal de que a polícia estará do nosso lado, nos protejendo em nosso estilo de vida!

    Claro que em nossa casa também podemos andar nus, desde que todos os que moram conosco aceitem nosso estilo de vida! Naturismo não é exibicionismo, portanto se perceber que sua nudez está agredindo as pessoas que vivem em sua casa, recomendamos que vista-se ou converse com os mesmos. Tenha bom senso! Se apenas puderes ficar nu em seu quarto, ou apenas em algumas horas do dia, ou mesmo se apenas quando estiveres em uma praia ou local Naturista, tudo bem! O estilo de vida está dentro de você! Não é uma coisa de fora para dentro. Está ligada ao seu íntimo!

    Também não recomendamos usar a nudez como forma de protesto ou tentar forçar a aceitação em nenhum local. Entendemos que existem pessoas que não conseguem aceitar bem a nudez social e devemos respeita-las assim como queremos ser respeitados. Invadir parques, praias, clubes com um grupo de pelados nunca seria a forma mais adequada de mostrar nosso estilo de vida!

    Posso encontrar mais sites Naturistas na Internet?

    Sim existem vários sites Naturistas na Internet! No entanto devemos recomendar que tome cuidado, pois existem muitos sites ditos “Naturistas” que na verdade nada tem em comum com nosso estilo de vida!

    A Internet é um ambiente sem grande fiscalização até agora! Existem países que não proíbem nenhum conteúdo em seus domínios. Infelizmente acabamos nos deparando com sites de pornografia e com o título de Naturista.

    Também devemos orientar que todos os sites oficiais devem ao menos conter links para sites Naturistas conhecidos. Se você entrar num site que não possua pornografia, porém algumas coisas estejam em desacordo com o que você já sabe sobre Naturismo, tome cuidado! Você pode estar sendo enganado!

    Para facilitar a sua busca na Internet dispomos de uma lista confiável em nossa folha de Links . Dê uma navegada por estes sites. Você verá conteúdos verdadeiramente Naturistas em todos eles! Visite também os sites de nossas Federadas.

    Sou obrigado a estar sempre nu numa área Naturista?

    Não. No entanto, os Naturistas usam estas áreas para, naturalmente, viverem nus. Contudo, sempre que as condições de ordem climatérica ou higiénica o aconselhem, o uso do vestuário é usual e bem aceito. Os Naturistas não renegam a roupa, mas não a usam para “mascarar” ou “esconder” o seu corpo. Usam-na para o seu bem estar físico, quando ela se torna inevitável.

    E se eu tiver uma ereção?

    A maioria dos homens tem ereções, isto é natural que ocorra em vários casos e é periódico e previsível principalmente entre os mais jovens. Ereções ocorrem periódicamente durante o sono como resultado de estímulos internos, elas também ocorrem naturalmente como resultado de estímulo externo principalmente em situações sexuais. Como cada homem tem diferentes critérios de estímulos, é difícil definir que a ereção ocoreu por este ou aquele motivo.

    Estes problemas ocorrem menos frequentemente do que você pensa. Recreações Nudistas não são nada sexuais para a maioria dos participantes. Como em qualquer encontro social, as boas maneiras devem ser aplicadas. Se você ficar excitado numa praia Naturista ou em qualquer encontro Naturista, você e o grupo onde você está são os melhores juíses para definir sobre colocar a roupa ou tomar outra atitude. Naturistas geralmente dão um desconto a iniciantes para que eles não se sintam sem graça; você também deve usar seu bom senso para evitar que eles se sintam desconfortáveis com a situação. Se necessário, tome um banho de mar, uma ducha fria, sente-se, cubra-se discretamente com uma toalha ou canga ou mude de pensamento por algum tempo. Em qualquer situação, tenha bom senso e seja discreto.

    Tenho vergonha do meu pênis…

    Todos somos iguais e diferentes ao mesmo tempo. Os Naturistas não têm complexos, nem a sua prática colectiva tem a ver com posturas voyeuristas, exibicionistas ou apreciativas da forma do corpo e, particularmente, dos genitais. Por outro lado, estão provadas que as diferenças do tamanho do pênis, no seu estado normal, nada têm a ver com a virilidade e o desempenho sexual. A diversidade no homem é tão grande e tão natural que todos se sentem bem consigo mesmos e todos são igualmente aceitos e respeitados.

    E se eu estou menstruada?

    Isto é natural que ocorra, e isto é uma das realidades do corpo que as mulheres devem conviver. Se você estiver confortável em usá-lo, um absorvente interno é o método mais simples de resolver estes períodos do mês. Se for necessário um absorvente normal, então você deve usar um short, canga ou a parte de baixo de um biquine (dependendo da área Naturista que estiver).

    Na maioria dos casos, a mulher deve usar o que se sente mais a vontade; os outros não reclamarão se isto for feito de forma natural e apenas nos períodos de menstruação.

    Não tenho corpo para o Naturismo…

    Não existem ideais de beleza definidos entre os Naturistas. Todas as formas, altas ou baixas, magras ou gordas, etc., etc., são igualmente respeitadas e aceitas. O Naturismo serve, também, para elevar a nossa auto-estima e ajudar a compreender que em todos os corpos existe uma beleza e uma sensualidade inatas. Os Naturistas rejeitam uma apreciação selectiva baseada em conceitos utópicos e desajustados ao nosso bem estar físico e psíquico.

    Crianças podem freqüentar?

    Claro! As crianças são Naturistas natas! Normalmente se veem que os pais aceitam a nudez naturalmente ficam mais a vontade do que qualquer outro iniciante.

    Crianças que frequentam ambientes Naturistas desde pequenas, normalmente desenvolvem uma sexualidade muito mais sadia do que a média. A aceitação das mudanças de seus corpos na adolescência se dá naturalmente, pois já sabem bem como este será.

    Como explicar o Naturismo aos nossos filhos?

    Um diálogo contínuo sobre a nudez, sobre a sociedade e os seus conceitos, num quadro de respeito mútuo, será suficiente para fazê-las compreender porquê, quando e onde podemos estar em nus. O hábito salutar de usar a nudez em casa e no dia a dia, facilitará o seu “à vontade”. Em caso algum podemos transmitir que a nudez pode ser qualquer coisa de negativo, mas antes explicar que outras pessoas pensam diferente de nós, e que por isso, devemos respeitar a sua sensibilidade, praticando a nudez nos locais socialmente indicados, para não as “chocar”.

    A nudez para os Naturistas é um direito humano universal e inato que, portanto, nasceu connosco. Paralelamente, usamos as roupas para nosso bem estar e elas constituem-se, apenas, como um direito à diferença. Na nudez somos todos iguais entre géneros. As roupas, para além da sua função principal, apenas acentuam as diferenças que cada um queira, eventualmente, fazer notar.

    E se eu encontrar alguém conhecido?

    Lembre-se que eles também estão lá, nus como você. Fique feliz por descobrir que aquela pessoa tem algo em comum com você.

    Como agir quando estiver conversando com os outros?

    é um pouco difícil para os novatos saberem para onde olhar. Para um Naturista, não há diferença em estar nu. Tente ser o mais natural possível.

    Tudo bem em olhar. Por sua curiosidade provavelmente você inicialmente olhará para as genitálhas e seios. Só não olhe fixamente. Em algum tempo, você será menos curioso sobre estas áreas e se concentrará mais na face e olhos.

    O que são os grupos Naturistas?

    A Federação Brasileira de Naturismo é dividida em federadas que são todos os grupos regionais.

    Pelas dimensões de nosso país, a FBrN prefere trabalhar regionalmente através de suas federadas.

    Vale ressaltar que todas as federadas podem ter suas regras próprias, e com isto cada uma tem sua particularidade, no entanto nenhuma regra própria pode ser contrária ao Código de ética Naturista ou as nórmas fixadas pela FBrN.

    Também é importante ressaltar que nenhuma entidade pode ser filiada diretamente à INF-FNI sem ser federada à FBrN, a única representação oficial da INF-FNI para todo o Brasil é a FBrN.

    Quais seus objetivos?

    As federadas tem por objetivo básico o controle de áreas Naturistas oficiais, a união de Naturistas daquela região e a promoção do Naturismo através de campanhas, convites, encontros, palestras…

    Como funcionam?

    As federadas da FBrN são entidades independetes com seus próprios estatutos e regras.

    No entanto todas elas devem seguir as normas e o Código de Ética Naturista, devem incentivar a prática do Nudismo social e devem promover consientisação sobre cuidados com o meio ambiente, alimentação saudável e devem reprimir atos de caráter sexual em seus encontros e eventos.

    Quem financia?

    Cada federada tem sua própria forma de se sustentar financeiramente. A FBrN não interfere em preços ou formas de cobrança feitas pelas suas afiliadas.

  97. As origens

    Segundo o relato do Livro de Gênesis, tanto o homem como a mulher estavam nus e não se envergonhavam.(Gên 2, 25). Mas, logo a seguir, não resistiram à tentação e pecaram. Abriram-se então os olhos de ambos e reconheceram que estavam nus; coseram folhas de figueira e fizeram cinturões para si. (Gên 3,7). A iconografia ocidental encarregou-se de ilustrar o contraste entre antes e depois da queda. Antes, Adão e Eva, no esplendor da beleza, viviam nus no paraíso. Depois, constrangidos, procuram ocultar os órgãos genitais. Na interpretação da exegese, oficializada pela Igreja, isso ocorreu devido ao despertar da concupiscência, primeira manifestação da desordem que o pecado introduziu na harmonia da criação.

    Do século II até o final do IV, os Romanos, sem excluir os Cristãos, banhavam-se comunalmente nus em banhos públicos, onde homens e mulheres banhavam-se juntos. Na Grécia era comum a prática de esportes ocorrer sem nenhuma peça de vestimenta. O sentido de pudor que hoje vemos disseminado em nossas sociedades modernas, foi um legado que as religiões da idade média nos deixaram.

    Naturismo no Mundo

    O Naturismo moderno surgiu no início do século 20, na Alemanha e França. Na França (especificamente na Ilha do Levante) foi criada pelos irmãos Duvalier uma “Clínica Helioterapêutica” onde se pregava que a nudez ao ar livre com alimentação natural (sem nenhum produto animal, drogas, cigarros e bebidas) e contato com outras pessoas ajudava na cura de todos os males físicos. Na Alemanha, que é tida como verdadeiramente a iniciadora do naturismo, um professor de educação física propôs aos seus alunos que estes deveriam fazer os exercícios ao ar livre e sem roupas. Depois de algum tempo, os jovens deste professor passaram a serem mais corados, ter mais saúde e alegria, as famílias dos mesmos vendo as mudanças inclusive comportamentais dos mesmos resolveram aderir aos exercícios e criaram em 1903, através de Paul Zimmermann, o que a princípio foi chamado de Nudismo. (a alteração de nome só foi feita na década de 50). No ano de 1906, surge nesse mesmo país o primeiro campo oficial para a prática do naturismo e a publicação do primeiro livro [“Die Nacktheit” (A Nudez)] sobre esta filosofia de vida cujo autor era o professor Ungewitter. Nessa época, além dos exercícios ao ar livre em completa nudez, havia tambem uma grande preocupação com a alimentação, que deveria ser saudável, geralmente baseada no vegetarianismo.

    Após a Segunda Guerra Mundial, o Naturismo começou a se difundir, não só na Europa, mas também nos Estados Unidos.
    Em 1952 ocorreu um Congresso Mundial que foi realizado na Suíça em Thielle junto ao lago Neuchatel.

    Ali se reuniram cerca de 300 naturistas de 14 nacionalidades: 200 da Suíça, 37 da Alemanha, 13 da França, 12 da Inglaterra, 8 da Holanda, 6 de Itália, 3 dos Estados Unidos, 3 da Áustria, 3 da Bélgica, 2 do Território do Sarre (hoje integrante da França), 2 da Nova Zelândia, um do Brasil, um da Espanha e um da Índia. Foram neste congresso, através da preciosa contribução de Albert Lecocq (FFN), Erhard Wachtler (DFK) e Eduard Fankhouser (ONS) entre outros, lançadas as bases da futura Federação Internacional de Naturismo, que viria a nascer no ano seguinte em Montalivet na França.

    Em 1974 a Federação Internacional de Naturismo (INF-FNI) criou a definição de Naturismo adotada por todas as entidades naturistas do mundo:

    Um modo de vida em harmonia com a natureza, caracterizado pela prática do nudismo em grupo, que tem por intenção favorecer o auto-respeito, o respeito pelo outro e o cuidado com o meio ambiente.

    Talvez surja ao leitor a seguinte questão: “Qual a relação entre nudez coletiva e desenvolvimento do indivíduo?”. A resposta dos naturistas está no conceito de body-acceptance (literalmente “aceitação do corpo”) , ou seja, na descoberta não apenas intelectual, mas prática (e portanto completa) de que o ser humano é um todo, e não seres seccionados em partes honrosas e partes indecorosas. Ao conviver com a nudez do próximo percebe-se que o corpo não choca, não agride, que o respeito é possível mesmo sem artifícios. Entrar em contato com a própria essência, deixando para trás o que é acessório. Abandonamos a roupa e percebemos que somos todos iguais, apesar das diferenças. Saem também os antigos conceitos, dando lugar a uma nova forma de ver e sentir a realidade ao redor. Perceber que somos parte de algo maior.

    Naturismo no Brasil

    No Brasil, a idéia de viver sem roupa é bem mais antiga do que imagina. Os indígenas, por exemplo, já andavam nus. Isso até 1500, quando chegaram os Portugueses. O Naturismo brasileiro deveria ser dividido em cinco eras, a saber:

    Primeiro Ato – Antecedentes

    Hábitos semelhantes ao conceito de Naturismo atual já eram praticados pelos índios antes da chegada dos europeus. Na época do Descobrimento do Brasil (21 de Abril de 1500) os índios nativos andavam nus como haviam feito por séculos. A cultura nativa era de respeito à natureza através do respeito às árvores, aos animais, aos rios e à terra. Eles sabiam que, respeitando estas coisas, as gerações futuras poderiam usufruir da mesma qualidade de vida que tinham. Eles tinham e obtinham o respeito dos outros olhando para o interior das pessoas, o corpo não era importante, mas o espírito era.

    Quando o grupo de Pedro Álvares Cabral chegou a costa Brasileira o escrivão Pero Vaz de Caminha escreveu ao Rei de Portugal:

    – “…Pardos, nus, sem coisa alguma que lhes cobrisse suas vergonhas. Traziam arcos nas mãos, e suas setas…”
    – “…A feição deles é serem pardos, um tanto avermelhados, de bons rostos e bons narizes, bem feitos. Andam nus, sem cobertura alguma.
    Nem fazem mais caso de encobrir ou deixa de encobrir suas vergonhas do que de mostrar a cara. Acerca disso são de grande inocência…”
    – “…Ali andavam entre eles três ou quatro moças, bem novinhas e gentis, com cabelos muito pretos e compridos pelas costas; e suas vergonhas, tão altas e tão cerradinhas e tão limpas das cabeleiras que, de as nós muito bem olharmos, não se envergonhavam…”

    Como podemos ver, os nativos estavam nus e não se envergonhavam disto. Eles eram vigorosos, bonitos, inocentes e, pela lenda popular, não entenderam as razões pela quais os portugueses usavam roupas que cheiravam tão mal debaixo daquele sol. Esta é a origem do Naturismo no Brasil.

    Segundo Ato – Negação

    A segunda era do naturismo no Brasil vai de 1500 até 1945 quando o governo (influenciado pela Igreja) tentou acabar com a cultura indígena, vestindo os índios e tornando-os “civilizados” (ignorando que eles tinham cultura, língua e estilo de vida).

    Desta era se destacam histórias como a do alemão Hans Staden em 1550 e seus contatos com os Tupinambás em Santa Catarina e levado para Ubatuba, onde, depois de algum tempo, acaba se tornando um deles.

    Mas a cultura nativa não foi totalmente aniquilada. E, informalmente, os brasileiros costumam nadar nus nos rios, lagos e praias desertas. Dentro de suas casas, as famílias geralmente não usavam roupas. Mas tudo isto não era identificado como Naturismo; era simplesmente natural.

    Terceiro Ato – Luz del Fuego – Implementação

    Com o final da segunda guerra mundial, uma onda de liberdade cobriu todo o mundo. O espírito da democracia no Brasil fez com que surgissem vários novos partidos políticos, e Dora Vivacqua, chamada de Luz del Fuego, uma atriz, criou o “Partido Naturista Brasileiro” em 7 de Setembro de 1949.

    Em 20 de Novembro de 1954 (apenas um ano depois que a INF foi organizada), Luz del Fuego criou no Rio de Janeiro o “Clube Naturista Brasileiro”.

    Os registros oficiais do Partido Naturista e do Clube Naturista podem ser encontrados em: “Registro Civil de Pessoas Jurídicas”, nos livros A3 e A1. Estes registros equivaliam a algo como o atual CNPJ.

    A revista “Freies Leban”, no seu número 127, de janeiro de 1966, possui um artigo sobre o Clube Naturista Brasileiro e Luz del Fuego. O correspondente foi Paulo Pereira Silva, um jovem Naturista do Rio de Janeiro.

    A INF reconheceu oficialmente o grupo Naturista brasileiro em 1965, quando publicou no seu Guia Anual uma nota sobre a “Fraternidade Naturista Internacional do Brasil” (FNIB), primeiro nome da Federação Brasileira de Naturismo.

    Os estatutos do Partido e do Clube davam a Luz del Fuego o título de Presidente Perpétuo de ambos. Ela fez desta forma para manter o controle ético de ambos.

    Os princípios básicos do Partido e do Clube eram: “estimular a prática do Naturismo, sob rígidos princípios morais e de higiene”.

    Quarto Ato – Repressão e Pausa

    Em 1964 uma golpe ocorreu no Brasil e os militares tomaram o poder à força. Todos os partidos políticos foram considerados ilegais e as reuniões públicas eram controladas pelo governo. Foi criado um governo de extrema direita no Brasil com total proibição de direitos políticos.

    O Clube Naturista Brasileiro continuou a existir, mas ninguém tinha coragem de ir lá, por medo de ser considerado contrário ao regime.

    Em 1967, nossa idealizadora Luz del Fuego morreu, assassinada em condições até hoje não esclarecidas.

    A FNIB continuou a existir com dois grupos atuantes no Rio de Janeiro e Brasília e outros dois menores em Porto Alegre e Ubatuba. Destaca-se também a participação de Recife e Curitiba.

    Os Diretores da FNIB na época foram Daniel de Brito, Paulo Pereira, Osmar Paranhos, Heit e Hans Frillman (da Alemanha).

    Eles interromperam as reuniões públicas oficiais, mas mantiveram uma caixa postal para responder quaisquer dúvidas sobre Naturismo por carta. Eles também mandavam notas para a “Sun & Health” e “Freires Leban”, mas foram descontinuadas por causa do controle político sobre as comunicações.

    Em 1972 a Associação Naturista Brasileira (ANB) – Novo nome dado à FNIB -, esteve oficialmente representada em Koversada, Iugoslávia no Congresso Internacional da INF.

    Nos meados da década de 70, grupos clandestinos tomavam banhos e se reuniam em Abricó (Rio de Janeiro-RJ), Olho de Boi (Búzios-RJ) e praia de Ubatuba (Ubatuba-SP), mas sempre sem fazer alarme disto, para não chamar atenção.

    Quinto Ato – Afirmação e Desenvolvimento

    No início da década de 80 o ditadura dava sinais de que estava se dissolvendo e a democracia começou a tomar forças novamente. Um grupo em Santa Catarina, na cidade de Camboriú, começou a tomar banho sem roupas numa praia deserta e estranha chamada “Praia do Pinho”.

    Em 1984, a Revista Manchete, a maior revista semanal do Brasil à época, apresentou uma reportagem da então desconhecida Praia do Pinho. A revista fez da notícia sua matéria de capa e toda edição foi vendida rapidamente. Celso Rossi, motivado pela matéria, tomou contato com o local e, em 1986, criou a “Associação Naturista da Praia do Pinho” (atual AAPP) e, junto com Hans Frillman, a Federação Brasileira de Naturismo” (FBrN) em 1988.

    O grupo do Rio de Janeiro também veio à tona, e a Rio-Nat e outros grupos saíram da clandestinidade.

    Vários Naturistas começaram a receber outros Naturistas em seus sítios e casas para fazer reuniões naturistas. A política do Brasil estava na direção da liberdade e uma nova constituição havia sido promulgada.

    Celso Rossi começou um grande trabalho pelo crescimento do Naturismo no Brasil, criando várias associações e áreas Naturistas, culminando com a primeira vila Naturista da América Latina. Trata-se da Colina do Sol, que conta com casas, restaurante, mercado, academia, camping, hotel e outros.

    A Praia de Tambaba foi oficializada rapidamente por lei municipal assinada pelo prefeito do Conde Aluísio Régis que também é Naturista. A Praia do Abricó no Rio de Janeiro tentou fazer o mesmo e, em 1994 o prefeito do Rio de Janeiro – César Maia, por recomendação do Secretário Municipal de Meio Ambiente – Alfredo Sirkis, fez este decreto.

    Um advogado começou uma batalha jurídica contra o Naturismo no Abricó. Isto levou Pedro Ribeiro e Sergio Oliveira (presidente e vice da associação que controlava o Naturismo no Abricó) a começaram uma campanha para que fosse criada uma Lei Federal sobre o Naturismo. Eles escreveram um projeto de lei e pediram ao Fernando Gabeira, que era Deputado Federal (do Partido Verde) que o encaminhasse na Câmara dos Deputados, em Brasília. Este projeto foi chamado de Lei do Naturismo no Brasil e surgiu sob o número 1411, de 1995 (atualmente o número do projeto é PLC 13-2000).

    Este projeto criaria as normas para o Naturismo no Brasil. A Câmara dos Deputados aprovou este projeto e enviou ao Senado. O projeto encontrasse em trâmite nesta casa.

    A batalha jurídica do Abricó terminou em 30 de setembro de 2003 e a Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro aprovou uma lei liberando a praia do Abricó aos Naturistas. Por jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça a decisão sobre o Abricó é válida para qualquer outra praia brasileira.

    A FBrN conta atualmente com cerca de 500 mil Naturistas no Brasil, 29 grupos regionais, 10 praias oficiais, 3 vilas, 2 hotéis e alguns clubes. O investimento para criar um Resort Naturista no Brasil é bem baixo comparando com os custos em outros países.

    Em Setembro de 2006, no 30º Congresso Internacional de Naturismo que ocorreu em Cartagena na Espanha, o Brasil conseguiu uma grande vitória que foi trazer o 31º Congresso para a praia de Tambaba na Paraíba. Este será o primeiro congresso da INF-FNI realizado em todo o Hemisfério Sul e o primeiro realizado em toda a América Latina. Esperamos que para este evento já possamos contar com a Lei do Naturismo aprovada no Congresso Nacional e que com isto possamos atrair investidores para construírem opções Naturistas no Brasil além de incrementar o fluxo de turistas.

  98. Onde praticar o naturismo ?
    O naturismo no Brasil pode ser praticado em praias oficiais, em clubes, pousadas, vilas naturistas e até mesmo em uma ilha. Aqui você encontra todas as informações para poder viver tranquilamente e com segurança o estilo de vida naturista. Pratique naturismo!!!

    Entidades Filiadas
    Região Norte
    Amazonas
    Pará
    Região Nordeste
    Ceará
    Paraíba
    Região Centro Oeste
    Distrito Federal
    Goiás
    Região Sudeste
    Minas Gerais
    Espírito Santo
    Rio de Janeiro
    São Paulo
    Região Sul
    Santa Catarina
    Rio Grande do Sul
    Entidades de Âmbito Nacional
    Praias Oficiais
    Praias toleradas
    Entidades Filiadas
    A FBrN possui hoje 30 entidades filiadas, sendo 19 (dezenove) associações, três comunidades naturistas (AAPP, Colina e CNEM), cinco pousadas/recantos (Mirante do Paraiso, Complexo Praia do Pinho, Recanto Paraiso, Rincão e CEHM Jurubá), três sites/portais da internet (Brasil Naturista, Mundo Nu, Jornal Olho Nu). Veja, em cada região a associação mais perto de você. Caso na sua região não tenha nenhuma associação filiada, procure a FBrN, para se informar.

  99. No Brasil todas as praias oficiais de prática do naturismo, são através de decretos municipais, haja visto que a Lei do Naturismo do Brasil, ainda não foi aprovada, estando em tramitação no Congresso Brasileiro. A maioria destas praias tem um ou mais associações que “administram” a praia, orientando os naturistas.
    Veja no site http://www.terra.com.br/turismo/especial/nudismo_capa.htm uma matéria completa sobre as praias oficiais de naturismo no Brasil.

    Amazonas
    Pará
    Região Nordeste
    Ceará
    Paraíba
    Região Centro Oeste
    Distrito Federal
    Goiás
    Região Sudeste
    Minas Gerais
    Espírito Santo
    Rio de Janeiro
    São Paulo
    Região Sul
    Santa Catarina
    Rio Grande do Sul
    Entidades de Âmbito Nacional
    Praias Oficiais
    Praias toleradas
    Entidades Filiadas
    A FBrN possui hoje 30 entidades filiadas, sendo 19 (dezenove) associações, três comunidades naturistas (AAPP, Colina e CNEM), cinco pousadas/recantos (Mirante do Paraiso, Complexo Praia do Pinho, Recanto Paraiso, Rincão e CEHM Jurubá), três sites/portais da internet (Brasil Naturista, Mundo Nu, Jornal Olho Nu). Veja, em cada região a associação mais perto de você. Caso na sua região não tenha nenhuma associação filiada, procure a FBrN, para se informar.

  100. No Brasil todas as praias oficiais de prática do naturismo, são através de decretos municipais, haja visto que a Lei do Naturismo do Brasil, ainda não foi aprovada, estando em tramitação no Congresso Brasileiro. A maioria destas praias tem um ou mais associações que “administram” a praia, orientando os naturistas.
    Veja no site http://www.terra.com.br/turismo/especial/nudismo_capa.htm uma matéria completa sobre as praias oficiais de naturismo no Brasil.

  101. Praias toleradas
    Em muitas praias o naturismo é praticado, porém sem nenhum controle. Não há nenhuma lei oficializando o seu uso, e nenhuma associação para cuidar e fazer esclarecimentos. Quem for nestas praias deverá ter muito cuidado, pois poderá ser abordado por autoridades policiais ou ser importunado por pessoas com más intenções.
    Veja em http://www.jornalolhonu.com/jornais/olhonu_n_061/furada.html um artigo de 2005 do Jornal Olho Nu, sobre o assunto.

  102. Grandão

    Para você se relacionar com mulheres que valem a pena, vai ter que crescer muito.

    Como você já tem essa falha de carater, mentira e auto afirmação, não vai ser possível.

    Assume esse lado homo cara,

    E vai ser feliz

    Abraços

  103. Zé XY

    Eu gasto meu tempo frequentando as praias e saindo com as mulheres, e pode ter certeza de que as praias que frequento e as mulheres com quem saio valem muito a pena, não só pelos seus lindos corpos e pelo delicioso sexo que rola, mas principalmente pelas conversas e pelo astral que faz com que esse sexo seja tão bom. Não fico aí na masturbação e na teoria, colecionando textos e manuais teóricos. Aliás, a última vez que fui ao Pinho não faz menos de um mês, e a cerquinha de paus e arame continua lá, um pouco à esquerda da casinha de massagem (que quase nunca tem massagem) que dá acesso à praia aos casais, que fica na frente do boteco, e dá direto no delicioso e lindo chuveirinho. No canto esquerdo os homens, no canto direito mulheres e casais. Homens sozinhos são proibidos de entrar na parte reservada aos casais e mulheres, e pede-se que na praia todos fiquem despidos. E casais swingers se olham, se curtem e combinam paradas em outros ligares, seja nas pedras escondidas do canto direito, seja nas pousadas de Laranjeiras ou Taquaras, seja nos apartamentos e hotéis de Camboriu.

    Não vou gastar mais do meu tempo polemizando com você, até porquê você tem muito mais tempo para desperdiçar e muito menos português para gastar que eu, além de parecer ser totalmente tapado, daqueles do tipo que, se ainda não está, em poucos dias estará numa Igreja Universal ou congênere qualquer, engessado nos dogmas que tanto valoriza, assim como é o Naturismo.

    Aliás, em nenhum momento ataquei o Naturismo, acho ele bárbaro, mas daí a achar que é uma seita pudica, em que ninguem deseja ninguem, e que em lugares naturistas, fora do alcance das vistas (e portanto dentro dos Manuais que você apresentou acima) não rola uma sacanagenzinha entre alguns, é mostrar uma miopia típica daqueles que só enxergam aquilo que querem.

    Em respeito a queimar a rosca, não faz o meu gênero, tenho alergia a homem. Mas não tenho nenhum preconceito contra quem queima, uma vez que cada um deve fazer aquilo que lhe dá prazer e satisfação. Mesmo queimando a rosca, ou tomando chifres, existem pessoas que são muito mais Homens do que você, pois têm coragem de olhar o mundo, ver outras realizades, encarar os milenares conceitos cristãos e assumir o que desejam.

    Vou te dar uma dica: para descobrir o valor de X, você vai ter que achar outra equação, para poder ter duas variáveis em duas equações (equação de segundo grau). Por exemplo, leia “Escuta Zé Ninguém”, de Wilhem Reich, e a partir daí quem sabe você possa ter um nome e ser Alguém, e deixar de tentar interpretar semióticamente um texto de um participante do blog, tentando achar em cada entrelinha algo que deponha contra ele. O estilo do Grande Urso incorporando o Capitão Nascimento deve ter sido destilado e aprimorado ao longo de diversos anos de estudo e trabalho, além de abrigar uma inteligência ímpar. Quando você tenta imitá-lo com seu parco português, seus imensuráveis preconceitos, e sua “banalisada” falta de estilo, acaba parecendo mesmo é o tenente que entregou os três coitados pra morrer na mão da quadrilha rival, e depois se cagou todo e chorou que nem um Mané… ou Zé… nos seus depoimentos.

    Aliás,, em respeito ao Grande Urso, não acho que deva utilizar um espaço tão legal para ficar batendo boca com um Mané.. ou Zé… como você. Por isso mesmo, não responderei mais a nenhum dos seus fracos, analfabetos e preconceituosos comentários.

    Au revoir!
    Grandão

    Ah, só mais uma coisinha: se vc acha que é mentira, que as mulheres que eu saio são um lixo, e que não frequento praias de naturismo – respeitando totalmente as regras delas – dá uma olhada no site http://www.swing.com.br, anúncio 15553. Isso se vc tiver R$ 15,00 para pagar a mensalidade. Aí, de caixinha, vc pode passar um mês procurando a outra equação que falta para um dia poder ser alguém.

  104. Grandão,

    Releia meio 1o comentário, apóio o rapaz, não sou convencional. Qdo disse que somos animais, somos sim, e sermos racionais não nos melhora em nada. Qdo falei que o pessoal parecia gado, disse que estavam sendo guiados. Sou contra os enrustidos que explodem sua libido em barbáries.

    Sou contra vc ser casado somente pelo fato de naum estar disponível…………

  105. F
    que romantico isso que vc falou!!
    amei!!
    serio!

    “sou contra vc ser casdo somente pelo fato de nao estar disponivel….”

  106. Mafalda,

    Acho que foi um ippon, ele nem respondeu……….rs

  107. rsrsrsrs

  108. Meu Caro Grandão,

    Você não tem cultura nem intelecto para que eu perca meu tempo com você.
    Ao seu nível não desço.
    Seu texto me é familiar, mas deixa pra lá.
    Em tempo; seu Nick é típico de pessoas com tendências homossexuais,
    Grandão, rsrsrs
    Abraços

  109. Para que ninguem boie vamos colocar quem foi o

    Wilhelm Reich (Dobrzanica, Galícia, Império Austro-Húngaro (atualmente na Ucrânia), 24 de Março de 1897- Lewisburg, Pennsylvania, EUA, 3 de Novembro de 1957) foi um psiquiatra e psicanalista austríaco-estadunidense.

    Nasceu em 1897, em Dobrzanica, uma pequena aldeia do distrito de Peremyshliany, no noroeste da Ucrânia (na época o território pertencia ao Império Austro-Húngaro), no seio de uma família abastada de proprietários judeus germanizados. Era filho de Leon e Cecilie Reich. Pouco depois, a família mudou-se para sul, para a região da Bukovina, onde o pai foi gerir uma grande fazenda em Jujinetz. O jovem Reich foi educado estritamente segundo a cultura alemã e os pais mantiveram-no sempre afastado da população judaica de cultura iídiche. Até aos 13 anos teve sempre professores particulares e depois estudaria no liceu de Czernowitz.

    Desde cedo, vivendo na fazenda e em contacto directo com a natureza, se interessou pelos fenómenos e funções naturais. Na sua autobiografia, Reich conta que aos quatro anos já sabia o essencial sobre a sexualidade animal e humana, e que nessa tenra idade tentou intimidade erótica com uma criada. Aos doze anos já tinha relações sexuais com as moças da fazenda.

    Em 1909, Cecilie, durante as frequentes viagens e ausências do seu ciumento e colérico marido, foi seduzida pelo preceptor dos filhos. À noite, o jovem Wilhelm espiava os amantes, chegando mesmo a sentir desejo pela própria mãe. No início de 1910, Leon acabaria por descobrir o adultério, com o involuntário testemunho do aterrado Wilhelm. A partir de então, Leon passou a atormentar e a humilhar impiedosa e diariamente a sua mulher, de tal forma que ela acabou por se suicidar em 29 de Setembro de 1910, no culminar de uma tragédia familiar de contornos edipianos, que muito traumatizaria Reich e lhe definiria o rumo da sua vida.

    Em 1914, cheio de remorsos, o pai contraiu voluntariamente uma pneumonia que degenerou em tuberculose e morreu, deixando o jovem Reich e seu irmão Robert (nascido em 1900), desamparados e a braços com a gestão da fazenda em circunstâncias muito difíceis. Apesar de tudo, Reich prossegue os seus estudos – mas no ano seguinte, no decurso da I Guerra Mundial, a região é invadida pelos Russos e a fazenda é destruída. Reich teve de fugir para Viena, completamente arruinado, onde foi incorporado no exército austríaco, graduando-se como oficial e servindo na frente italiana.

    Em 1918, com o final da guerra, Reich regressou a Viena e à vida civil e, ansioso de aprender rapidamente uma profissão que lhe permitisse subsistir, ingressou no curso de Direito, o mais breve de todos, mas depressa se aborreceu e logo se transferiu para a Faculdade de Medicina, onde, aluno sobredotado, e valendo-se do seu estatuto especial de veterano de guerra, completou o curso de seis anos em apenas quatro. Sobrevivia dando explicações aos seus colegas. Em 1919, ao preparar um seminário sobre sexologia conhece Freud e fica bastante impressionado com o seu mestre: “Ao contrário dos outros [psicanalistas], Freud não se dava ares e comportava-se com a maior das naturalidades. Os seus movimentos eram ágeis e descontraídos.”

    [editar] Carreira
    Formando-se em 1922, inicia seus trabalhos com o tratamento de pacientes com distúrbios mentais, na Universidade Neurológica e Psiquiátrica, junto a Paul Schilder. Inclui no tratamento técnicas de hipnose e de psicoterapia.

    Em 1924, faz sua pós-graduação, sendo membro integrante da sociedade psicanalítica de Viena, até 1930.

    Foi casado com a sua paciente Annie Reich (que se tornaria psicanalista), de quem se divorciou em 1932, e de quem teve duas filhas, Eva e Lore. Viveu mais tarde com a bailarina Elsa Lindenberg, de quem se separaria ao partir para os E.U.A.. Pouco depois de lá chegar, viveria com a sua assistente Ilse Ollendorf, com quem se casaria e com quem teve um filho, Peter. Mais tarde, divorciar-se-ia de Ilse e teria uma ligação com a bióloga e sua colaboradora, Aurora Karrer, sua última companheira.

    Em 1933 é forçado pelo nazismo a sair da Alemanha, mudando-se para Oslo, na Noruega, laborando no Instituto de Psicologia da universidade local. Ali vive até 1939, quando muda-se para Nova York, cuidando de divulgar suas idéias, agora na língua inglesa, tendo seu “A função do orgasmo” sido neste idioma publicado a primeira vez em 1942.

    Nos Estados Unidos Reich cria um instituto para o estudo do “orgone universal”, que intenta utilizar em tratamentos – inclusive do câncer. Em 1954 passa a ser investigado pela FDA (Federal Food and Drug Administration), que lhe rende um processo e posterior aprisionamento, após infrutíferas tentativas de apelação. Reich não reconhecia outra pessoa na defesa de sua ciência para si.

    Encarcerado desde 12 de março de 1957, morre de ataque cardíaco em 3 de novembro

    [editar] Idéias em conflito
    Foi um discípulo dissidente de Sigmund Freud, propôs a gênese da neurose como consequência dos conflitos de poder que se estabelecem nas relações sociais e suas implicações emocionais e psicológicas.

    Reich dava grande ênfase à importância de desenvolver uma livre expressão dos sentimentos sexuais e emocionais dentro do relacionamento amoroso maduro. Reich enfatizou a natureza essencialmente sexual das energias com as quais lidava e descobriu que a bioenergia era bloqueada de forma mais intensa na área pélvica de seus pacientes.

    Ele chegou a acreditar que a meta da terapia deveria ser a libertação dos bloqueios do corpo e a obtenção de plena capacidade para o orgasmo sexual, o qual sentia estar bloqueado na maioria dos homens e das mulheres.

    Embora divergindo de Freud, Reich deste não se apartou, na compreensão de que toda a psique humana deriva da compreensão das funções sexuais.

    E suas opiniões radicais a respeito da sexualidade resultaram em consideráveis equívocos e distorções de seu trabalho por autores futuros e, conseqüentemente, despertaram muitos ataques difamatórios e infundados.

    [editar] A função do orgasmo
    Com este título, sua obra mais conhecida expõe conceitos para os quais a psicanálise freudiana não estava preparada.

    Nesta obra, Reich aproxima-se, por meio transverso, de idéias menosprezadas pelo meio científico tradicional, tais como a Teosofia e até mesmo o Espiritismo, falando da existência de uma substância intangível, vital, que batizara de orgone cósmico – e que equivaleria, de grosso modo, ao “prana” teosófico ou o “fluido cósmico universal” de Kardec (Reich desconhecia completamente o Yoga).

    Analisando os efeitos da respiração no ato sexual sobre o indivíduo, Reich chegou à conclusão que seu uso harmonizaria o corpo físico, com implicações na própria mente, normalizando o fluxo de trocas com o meio, pela correta absorção do orgônio.

    [editar] Perseguição sistemática
    A Psicanálise, tal como construída pelo seu criador, impunha um quase total engessamento das idéias em torno daquilo que dissera Freud. Onde quer que fosse, Reich era tratado como louco, e suas idéias como pura mistificação.

    Alguns de seus seguidores atribuem a prisão, bem como as anteriores perseguições, a uma eventual conspiração da sociedade freudiana.

    GOSADO né o falecido adorava esse negocio

  110. GOSADO foi para combinar com seu intelecto Grandão

  111. Ao longo de sua obra, Wilhelm Reich (1897-1957) estabeleceu interfaces com várias áreas do conhecimento: Sexologia, Psicanálise, Epistemologia, Pedagogia, Sociologia, Biologia, Física, Meteorologia. Mais do que um adepto do ecletismo, ele se dedicou especialmente a investigar, em diversos campos, as manifestações de um singular processo energético. Na maturidade de seu trabalho o autor comentou que havia se dedicado “ao campo da Psiquiatria como um cientista natural. Esse interesse foi ditado, em primeiro lugar, pela questão da energia. Já era assim em 1919”.(3)

    Em 1919, quando ainda cursava medicina na Universidade de Viena, Reich deu início às suas pesquisas. A “energética” e os fundamentos epistemológicos da produção científica são os temas que inauguraram sua obra e acabaram norteando toda sua produção. O jovem universitário suspeitava “que a energia funciona ANTES de qualquer massa; que não é a matéria, mas sim, a energia que é primária; que a massa precisa ser derivada, de alguma forma, da energia”.(4) Apaixonado, também, por Biologia, ele colocava a si mesmo, todo o tempo, a intrigante questão “o que é a vida?”. No decorrer de seus diversificados estudos extracurriculares, identificou-se com concepções filosóficas que se recusavam a assemelhar o funcionamento do vivo ao das máquinas e simpatizou com teorias que especulavam sobre uma energia biológica específica; acreditava, no entanto, que tais formulações precisavam alcançar status científico-natural. Convicto que a elaboração científica é indissociável da crítica epistemológica, ele adotou, desde o início de suas investigações, uma diretriz professada pelo filósofo Henri Bergson: teoria da vida e teoria do conhecimento são “inseparáveis uma da outra”.(5)

    Formalmente aceito, em 1920, como membro da Sociedade Psicanalítica, Reich, por quatorze anos, procurou extrair conseqüências teóricas, clínicas, pedagógicas e políticas da teoria freudiana da libido. Empreendendo, no âmbito do movimento psicanalítico, uma série de pesquisas originais, ele elaborou, no período 1922-1926, a teoria da “potência orgástica”, teoria essa que se tornou o eixo de sua obra: “potência orgástica é a capacidade de se entregar ao fluxo da energia biológica, sem quaisquer inibições; a capacidade de descarregar completamente, por meio de convulsões involuntárias e prazerosas do corpo, a excitação sexual acumulada”.(6)

    Entre 1927 e 1934, Reich desenvolveu uma nova metodologia terapêutica (a Análise do Caráter) e procurou, também, estabelecer conexões entre Psicanálise e Marxismo. Apoiando-se na concepção freudiana de sexualidade, na noção de potência orgástica e, também, no materialismo histórico e dialético de Marx e Engels, o autor agregou esse arsenal teórico-epistemológico a um convívio direto e intenso com a população economicamente desfavorecida. Atuando inicialmente em Viena (1927-1930) e depois em Berlim (1930-1933), ele se esforçou em demonstrar, por meio de publicações e de um amplo trabalho social, que política e sexualidade são domínios mutuamente dependentes.

    Expulso, em 1933, do Partido Comunista e excluído, no ano seguinte, da Sociedade Psicanalítica, Reich, ameaçado pelo nazismo, procurou guarida em vários locais e acabou se exilando, em 1934, na Noruega. Nesse país, sua pesquisa pôde alcançar dimensão laboratorial. Ingressando no campo da Biofísica, o autor investigou o “comportamento” de correntes bio-elétricas que se movem coligadas aos estados emocionais do indivíduo; realizando experimentos na área da Biogênese, identificou vesículas que expressam estágios intermediários entre o inorgânico e o orgânico. Além de ampliar sua metodologia terapêutica (em 1935 surge a Vegetoterapia Caractero-Analítica) e aprimorar seus estudos sobre a lógica que rege o funcionamento do vivo, Reich detectou, em 1939, uma energia que atua em estratos biológicos profundos. Logo em seguida seus experimentos levaram-no a crer que aquela singular energia, inicialmente observada em seres vivos, fazia-se presente, também, na atmosfera. Nomeou, então, essa força básica como “energia orgone cósmica” e fundou um novo ramo de pesquisas, a Orgonomia.

    Vivendo nos EUA desde 1939, Reich dedicou-se, por quase duas décadas, a realizar criteriosos experimentos e a descrever, em vasta literatura técnica, as manifestações da energia orgone nos domínios do vivo e do não-vivo, no micro e macrocosmos; preocupou-se, igualmente, em mapear a específica dinâmica dos fenômenos orgonóticos e em integrar Orgonomia e Matemática. Suas pesquisas conduziram-no, em seu período norte-americano, a áreas tão distintas como a Oncologia e a Meteorologia, posto que certas disfunções da energia orgone podem ser observadas, no entendimento do autor, tanto no câncer quanto nos processos de desertificação do planeta. Embrenhando-se em diversos campos de estudos (Física-Orgone, Biofísica-Orgone, Orgonoterapia, Pedagogia Orgonômica, Orgonometria), o pesquisador continuou, no entanto, denunciando os sistemas ideológicos que negam a vida e anestesiam, desde a infância, as capacidades críticas e as forças emocionais-sexuais.

    Sistematicamente monitorado pelo Federal Bureau of Investigation e, desde o final da década de 1940, vítima de calúnias publicadas na imprensa e em revistas científicas, Reich passou a ser investigado, também, por outro órgão governamental, a Food and Drug Administration. Nos anos 50 o cientista acompanhou de perto a paranóica era macartista, além de se ver envolvido em um intrincado processo judicial, que resultou em sua prisão em 1957. Nesse mesmo ano ele faleceu, vítima de ataque cardíaco, em um presídio norte-americano.

    Meio século se passaram desde a morte de Reich, mas ainda são poucos os estudos que procederam a uma reavaliação criteriosa de sua obra. Esse fato chama atenção, pois a pesquisa reichiana oferece, a nosso ver, ferramentas ímpares para refletirmos sobre nossa explosiva crise social e seus concomitantes problemas éticos e ecológicos.

  112. Bem este é o ultimo para vocês,

    REICH

    Gênio ou Louco?

    Considerado gênio por alguns e louco por outros, o austríaco Wilhelm Reich foi o maior revolucionário da Psicologia deste século. Pioneiro da Revolução Sexual, precursor dos movimentos ecológicos e da psiquiatria biosocial, Reich desenvolveu também artefatos usados na cura do câncer e na diminuição dos efeitos negativos da energia nuclear.

    Pouco se conhece soube o pensamento de W. Reich, porque não há muitas fontes de informação e suas teses são sonegadas nas universidades de psicologia e psiquiatria. Há quem se refira a Reich por seus escritos freudianos-marxistas, outros por seus textos psicanalíticos, além de seus escritos sobre Deus e o Diabo.

    Durante anos, vários movimentos revolucionários recuperaram parte de sua obra, sobretudo seus escritos sócio-políticos, seguindo a tese de que não há revolução social sem revolução sexual, entendendo por sexualidade as relações afetivas, comunicantes, pessoais, etc. Reich reivindicou a função da sexualidade não como uma mera realização do coito, mas como a fusão com o outro. A vivência plena do amor e da sexualidade era vista por ele como fator indispensável para a satisfação emocional.

    Todo o seu pensamento indica que é preciso uma mudança radical nas relações humanas. Associa a separação de um bebê do corpo da mãe na hora do parto com o assassinato de Cristo, com a psicose, com o fascismo e com a função do orgasmo. A complexidade de seu discurso é algo que vai além de sua época.

    A sua mais importante contribuição, que revolucionou toda a Psicologia, foi provar que a neurose é produzida socialmente, instalando-se em todo o corpo e não apenas na mente das pessoas. O conceito de couraça neuro-muscular do caráter mostra como a neurose se dá através da estagnação da energia vital. No livro “A Função do Orgasmo”, Reich coloca que o orgasmo sexual pleno e satisfatório é o regulador biológico da harmonia vital. Militante socialista, despertou a atenção para o fato de que as neuroses eram provocadas pelo desvio da originalidade das pessoas, através de bloqueios à sexualidade e à afetividade, portanto um fenômeno sócio-político. A partir daí, passou a dar um novo enfoque a Psicologia, centrado no indivíduo, seu corpo e suas relações sociais.

    Wilhelm Reich foi expulso da sociedade Psicanalítica por divergências teóricas e ligações com a política; e também do Partido Comunista por suas denúncias contra o autoritarismo reinante. Perseguido pelo nazismo, após percorrer vários países europeus, se instala nos Estado Unidos, onde passa a pesquisar fenômenos climáticos, caixas de acumulação de orgônio, etc. Em 1956, Reich é detido por se recusar a comparecer ao Tribunal para comprovar os efeitos terapêuticos dos acumuladores. Um ano após sua prisão, Reich morre na cadeia deixando um legado para as gerações futuras que ainda surpreendem-se com sua originalidade e rebeldia.

  113. Ah, grandão

    Indico esse livro para você.

    O autor é meu velho conhecido e garanto que é confiável e com 100% de confiabilidade.

    Encontrei com ele a uns 15 dias,

    Virando a Própria Mesa – Uma História de Sucesso Empresarial Made In Brazil

    Sempre com humor e reconhecendo erros de percurso, as críticas do autor abrem um amplo debate sobre os conceitos adotados atualmente no Brasil, atingem programas de qualidade total, considerados por ele ineficientes, hierarquias desnecessárias, controles rígidos de pessoal, admissões e promoções equivocadas, procedimentos obsoletos e estratégias que não levam a lugar nenhum, mas usuais nas empresas brasileiras, a maioria atrelada a esquemas familiares e modismos estrangeiros, cada dia mais distantes da realidade do país.

  114. Grandão…fiquei curiosa…de onde vc é meu jovem rapaz?

  115. Olá a todos… Que saudades…
    Deixe-me ver… Lí tanto que estou ficando zarolho…
    E haja briga, nada mudou (Que bom!!!)
    Estou com preguiça de comentar, ultimamente meu cérebro está mudando e estou começando a achar tudo muito normal… Acho que eu sou anormal, afinal tem coisa que eu ainda não consigo entender… Mas, troço sempre a favor de quem busca a felicidade “No matter what” e se o/a cara é feliz de algum jeito que eu não entenda, problema meu… (risos)
    Mas, confesso que não sei se por força do site ou por força da variados acontecimentos de janeiro para cá, estou virando um cabeça aberta… (risos)
    Saudades do povo, deixe-me ver: Zé XY, F.34, (Jantar ou almoço de pé, hem?) Anais, EC, Nefelibato, DANI, tekinha, será que esquecí alguém?
    Xebraços (Xero pra alguns e abraços para outros)
    Felicidades á todos!

  116. torço

  117. Anghet,

    Poderemos fazer as duas coisas também,
    Combinado e firmado.

    abraços

  118. OI Anghet ..meu anjoo…seja bem vindo ….
    xerusss enormes p/ vc também querido….

  119. F34,

    Uai, eu não disse que você é convencional!!!! Muito pelo contrário, tinha lido seus comentários anteriores, e gostado muito deles, dá para perceber que você não é convencional. Concordo com você, a melhor forma de extravazar os sentimentos é a forma sadia de fazer o que se quer, junto com o parceiro (ou parceira, para que não pintem extrapolações metafísicas a seguir) dentro dos limites que ambos pre-estabelecerem.

    Quanto ao fato de ser pena eu estar casado, pois assim não estou disponível, concordo com a Mafalda: foi tão româmtico….

    Beijos
    Grandão

  120. Anais,

    Satisfazendo sua curiosidade: eu moro no Rio de Janeiro, mas viajo muito para São Paulo e Santa Catarina, onde tenho muitos clientes e fornecedores.

    Manda um abração pro Henry; quem sabe um dia desses não tomamos um chá juntos e conversamos sobre as imensas possibilidades que a vida sem nexus nos oferece, saciamos nossos plexus por meio de muito sexus?

    Beijos
    Grandão

  121. meu santíssimo. o bicho pegou.

    F34. o Grandão apesar de casado, é disponível e com certeza a mulher dele também. sendo tão liberal além de cornear é chifrudo também. ou será que a esposa é um lixo e ele precisa buscar outras consumíveis? é isso?

  122. Vc quer tomar chá comigo, com henry ou quer um encontro a 3?…rsrsrsrs….
    Pensei que vc fosse de SC….uma pena….(p/ mim lógico…rsrsrs) não conheço o Rio mas acredito que deva ser “O” paraíso…..
    beijão

  123. Anais: Beijos!

  124. Sol,

    Minha esposa não é um lixo, é um luxo. O que ela faz é da conta dela, e o que eu faço da minha conta. Eu não dou bandeira de nada, ela também não. Eu não pergunto nada pra ela, ela também não pra mim. E vivemos muito felizes;

    Posso estar disponível, mas nem tanto. Pintei um auto-retrato um pouco mais dramático de mim, porque realmente fiquei ofendido pelas respostas que deram ao Quase Corno. Não vivo em clubs de swing (na verdade fui duas vezes na vida) e não saio com um casal por semana. Simplesmente, cada tanto, pinta uma gata ou um casal, saimos e curtimos o que a vida tem de bom para oferecer… sem stress, sem forçação de barra e sem que isso seja prioritário em rrelação ao trabalho, família, esporte eoutras coisinhas que vêm antes.

    O que eu tentei mostrar pelos meus comentários é que existem pessoas “normais”, saudáveis, inteligentes, ricas e cultas, iguais a quelquer outras que frequentam escolas, restaurantes, cinemas, shopping centers, academias, aviões, hotéis e tantos outros lugares, que têm uma cabeça mais aberta e sabem desfrutar do sexo como fonte de prazer, sem serem “cornudos” ou devassos.

    Ou você nunca se imaginou recheio de um delicioso sanduiche no meio de dois deliciosos machos?

    Beijos
    Grandão

  125. Anais,

    O Rio já foi o Paraiso, mas hoje em dia infelizmente uma boa parte desse brilho se apagou . Infelizmente, nossa cidade não resistiu a brizolas, beneditas, cesares e outros políticos, que conseguiram transformar uma das melhores cidades do mundo num lugar inseguro e cruel. Mas o amor não leva em conta nada, é puro como uma criança, e por isso mesmo, eu continuo amando o Rio.

    Se vc for de SC, estou sempre por aí (o lá0. Quanto ao chá, prefiro tomar só com você, aopé de uma lareira, vendo o frio batendo lá fora, antes de airmos para ouvir as estrelas. Mas se o Henry quiser participar, é claro que está convidado!

    Beijos
    Grandão

  126. Grandão…
    ..rsrsrsrsrs…vc tem e-mail?…rsrsrsr (cara de pau…rsrsrsr..mas alguém tem que fazer…rsrsrsr)…sou de SC sim..não amo essa terra como vc ama o Rio mas gosto daqui….
    …quanto ao Herry …deixa ele no canto dele..rsrsrs
    beijocas

  127. Anais,
    Adoro mulher cara de pau!!!!
    Anota aí,. e não deixa de escrever: grandao_br@yahoo.com.br
    Beijos
    Grandão

  128. hei, nao apareceu o underwrite… é grandao_br@yahoo.com.br
    beijos

  129. de novo… grandao_br

  130. preocupa não..já entendi o recado…rsrsrsrs…
    bejo

  131. As dez mentiras que os homens mais contam

    As mentiras que os homens contam:
    » Introdução
    » Te ligo
    » Só um pouquinho
    » Ninguém vai ficar sabendo
    » Estou confuso
    » Não vai dar para sair hoje
    » Adorei sua calça nova
    » Vou terminar com a “outra” logo
    » Claro que te amo
    » É óbvio que eu escutei
    » Eu sou diferente dos outros
    “Imagina! Eu? Olhando para aquela moça de calça rosa?” Esta afirmação soa familiar aos seus ouvidos? É somente mais uma das mentiras que constam no arsenal masculino. Se você já ouviu esta pérola, sinta-se feliz, pois você é uma pessoa normal. Aliás, se nunca tivesse escutado, não seria você a anormal, mas, sim, seu namorado, marido, ou aquele pretendente do trabalho. Afinal, quem não conta uma mentirinha dessas de vez em quando?

    Além das mentiras esfarrapadas, existem aquelas da categoria “para o bem da humanidade”. “Na verdade, quando mentem é porque precisam. Para proteger o outro – e de preferência, a outra. Foi assim com a mãe, a namorada, a mulher, a sogra. Questão de sobrevivência. Tudo pelo bom convívio social. Os homens só mentem, no fundo, para poupar as pessoas, e, sobretudo, para o bem das mulheres”, afirma Luis Fernando Veríssimo, cronista e observador bem-humorado do cotidiano brasileiro, em seu livro As mentiras que os homens contam.

    Em alguns casos, o parceiro mente, você sossega e o assunto “nós dois” vai sendo adiado indefinidamente. É claro que, às vezes, eles entram neste jogo sem perceber, por pura confusão sentimental. Aqueles que detestam conversar e, muito menos, expor os sentimentos são capazes de fazer ou falar qualquer coisa para escapar deste tipo de papo (especialmente quando estão pensando em cair fora do relacionamento). Nestes casos, a mentira aparece como uma solução fácil, rápido e “indolor”.

    A pior vítima deste bombardeio emocional é a mulher apaixonada. Aquela que prefere não ver. Quem está enamorada quer tudo… E, geralmente, prefere o mínimo ao mais ou menos. Por isso, listamos, aqui, dez mentiras para você ficar esperta. Elas fazem parte da infinita lista que os homens carregam na cachola. É claro que as mulheres também mentem, mas, convenhamos, são bem mais sutis e, muitas vezes… atrizes de primeira categoria.

  132. Voyeurismo
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Ir para: navegação, pesquisa

    Este artigo é parte da série sobre
    Parafilia
    Parafilia
    Sadismo | Masoquismo
    S & M | Bondage
    Fetichismo | Voyeurismo
    Exibicionismo | Podolatria
    Coprofagia | Pregnofilia
    Necrofilia | Incesto
    Apotemnofilia
    Coprofilia | Urofilia
    Clismafilia | Frotteurismo
    Dupla penetração | BBW
    Balões

    Coerção
    Estupro | Assédio

    Ver também
    Série Sexo
    Voyeurismo é uma prática que consiste num indivíduo conseguir obter prazer sexual através da observação de outras pessoas. Essas pessoas podem estar envolvidas em atos sexuais, nuas, em roupa interior, ou com qualquer vestuário que seja apelativo para o indivíduo em questão, o voyeur.

    Mulher oculta observa dois homens. Gravura chinesa, Dinastia Qing.A prática do voyeurismo manifesta-se de várias formas, embora uma das características-chave é que o indivíduo não interage com o objeto (por vezes não cientes de estarem sendo observados); em vez disso, observa-o tipicamente a uma relativa distância, talvez escondido, com o auxílio de binóculos, câmeras, etc., o que servirá de estímulo para a masturbação, durante ou após a observação.

    Pessoas que chegam ao prazer observando pessoas nuas ou relações sexuais, sem o consentimento dos envolvidos.

    O risco provoca a excitação. Muitos voyeuristas – que, na maioria, são homens solteiros – masturbam-se enquanto assistem.

    [editar] No Cinema
    O mestre inglês Alfred Hitchcock foi quem primeiro deu mais destaque ao voyeurismo, principalmente em sua obra “Janela Indiscreta”. Nos anos 80, Brian De Palma tocou novamente no tema, com o clássico Body Double (Dublê de Corpo). Recentemente, Michael Haneke trabalhou sua perspectiva da observação sexual em Caché.Também o italiano Tinto Brass usa bastante e de forma peculiar o voyerismo em seus filmes.

  133. Todo mundo tem um pouco de voyer em si, a curiosidade nem sempre mata e na maioria das vezes pode ser bem prazerosa. Dá uma espiadinha é coisa tão antiga datada desde o princípio da história da humanidade. Adão e Eva por exemplo. Quem garante que aquela serpente fantasiada de Lucífer, que ofereceu o tal fruto proibido, não era voyer? Aposto que ela ficava espiando o casalzinho de folhas verdes por entre as galhas das árvores, sempre esperando algo a mais mas que nada acontecia. Então ela provocou né? Queria ver mesmo era o circo, ou melhor, a floresta pegar fogo! Claro que o fruto proibido não significava o sexo, até porque se fosse seria mais prático para Deus colocar um cinto de castidade na Evinha.

    Mas o pecado original da nossa atualidade foi este: será que é por isso que as mulheres estavam acostumadas com as gaias dos seus homens? Afinal, a mulherzinha de folhas verdes foi quem ofereceu o frutinho pecador ao seu companheiro. Será a revanche masculina em questão??? Por isso os homens traem tanto as mulheres??? Rs… Pelo visto foi Evinha quem mostrou o caminho do pecado ao seu moiçolo de tapa sexo feito de folhas. O que eu sei é que o feitiço tá virando contra o feiticeiro. Com a liberdade sexual e o crescimento da raça feminina no âmbito de botar bufunfa no bolso, a coisa tá mudando de conceito, a parte ruim dessa história é que uma grande maioria dessas mulheres estão confundindo liberdade sexual com libertinagem sexual, o que são coisas bem diferentes.

    Bom, mas o que tem a ver esse texto com o título e com as imagens? sei lá porra!!! Tou sem coerência hoje, rs… Os médicos costumam ser bem ocupados né? É o que todos dizem, “não tenho tempo pra isso”, “nem práquilo”, mas olha o instinto voyer presente e, vejam o que eles andam fazendo nas horas vagas, kkkkkkkkkkk Agora vem cá, aqui pra nós… até você né? Vai me dizer que você não ficou curioso de ler esse título no seu feed e veio até aqui pra dar uma espiadinha bem de leve, kkkkkkk… VOYER!!!

    Agora a parte boa, rs… claro, cientificamente irei registrar as imagens no sentido céfalo-caudal, kkkkk. Uía…

    Realmente de cunho científico esse post. Só me diz uma coisa, onde vc consegue esse tipo de imagem? tá fazendo que nem os caras do presídio federal no Paraná?

    Comentário de Bruno Godoi Agosto 28, 2007 @ 9:25 pm

    uhahua que engraçada essas magens onde vc achou uhahuhua ?
    inté

    Comentário de Vinicius Agosto 29, 2007 @ 5:42 am

    São de seus arquivos “pessoais”?
    Brincadeira….
    Nossa menina, você encontra cada coisa bizarra!
    Muito bom esse post, e como sempre, com a sua marca registrada do bom humor.
    Realmente a grande maioria das pessoas ADORA observar, prova disso são programas como o Big Brother fazendo tanto sucesso, mas na minha opinião é uma MERDA e se dependesse de mim já teria acabado na primeira edição.
    Beijos linda…

    Comentário de Marcus Correa Agosto 29, 2007 @ 6:31 am

    Bruno Godói,
    Há! Já ia esquecendo, rss… quanto as imagens, eu passo uma “malha fina” na net e consigo achar destroços como aqueles. Mas, sabe… isso é uma tarefa para Mulher Top Secret, o lado [B] da Mulher Aspirina, kkkk.
    Agora vou.
    _x_
    Vinícius,
    Tá respondido acima!
    _x_
    Marcus,
    Rsss, eu gosto do Big Brother mas não sou assídua, só quando rola uns barracos aí eu procuro me inteirar das coisas, rs.

    Comentário de mulheraspirina Agosto 29, 2007 @ 10:55 am

    Olaaaaaaá Enfermeira….
    Você teria o nome das pessoas acima???
    É que, depois de conhecê-las “por dentro”, me sinto íntimo deles(as) e nem sei como devo chamá-los…rsrsrs
    Beijão do Lê procê…

    PS: Gostei do novo visual do blog. Parabéns.

    Comentário de Lê Agosto 29, 2007 @ 12:00 pm

    Gente… eles estão apenas estudando radiologia… vocês enxergam o mal em tudo né?
    hehehehehe

    Comentário de Gustavo Agosto 29, 2007 @ 9:42 pm

    ahahhaa, essas fotos são phodas!!
    Gostei do canto, vou vasculhar.. volto mais vezes!
    Tks pela visita.. ;c)

    Comentário de nanda Agosto 30, 2007 @ 2:23 am

    Ehehhehhh,,,, nesse ultimo raio x,,, o medico esqueceu-se de tirar a manita antes de bater a chapa né?????? Ahahhhh,,,, espectaculo!!!
    HCL

    Comentário de Acido Cloridrix Agosto 30, 2007 @ 9:48 am

    O nosso “Dicionário do Sexo” está agora na letra “E”, Ejaculação Precoce,,,, gostaria de ter o teu sábio comentário, já que não gosto de fechar o debate sobre uma letra com menos de 15 comentários,,,, vamos lá, a tua sabia opinião é precisa,,,, obrigado,,,, HCL
    Link: http://sexohumorprazer.blogspot.com/2007/08/dicionrio-do-sexo.html

    Comentário de Acido Cloridrix Agosto 30, 2007 @ 10:45 am

    Ola,
    Incrivel essas imagens, e bem divertidas…
    Cheguei aqui pelo seu post no wpBrasil, para participar da promocao da camiseta, so que nao estou identificando o trackback, sem ele vc nao obtem o numero para participar. Qualquer duvida entre em contato. BJS

    Comentário de Ale Agosto 30, 2007 @ 12:32 pm

    Nossa!! bizarro isso!
    kkkkkkkkkk

    beijo

    Comentário de Débora Agosto 31, 2007 @ 1:12 am

    Esses seus posts porra-louca são uma delícia de ler, sem falar que você é linda, dá vontade de dar um bjo nessa foto – melhor dizendo, no conteúdo da foto – sua aí no alto, mulher aspirina! Adoro mulheres lindas que sabem o que fazer com um teclado na mão. ;D

    Comentário de Guilherme Nascimento Valadares Agosto 31, 2007 @ 1:38 am

    KKKKKKKKKKKKKK

    maravilhoso!!!

    Comentário de elisabetecunha Agosto 31, 2007 @ 2:31 am

    até me assustei com as imagens !
    hahahahhahahha
    beijos

    Comentário de Cyn Cardoso Agosto 31, 2007 @ 7:54 am

    Muito interessante, realmente todos adoram observar os outros, ainda mais em determinadas circunstâncias.
    Bacana as imagens rsrs, inté.

    Comentário de Daniel Henrique Agosto 31, 2007 @ 12:30 pm

    Pera, deixa eu adivinhar… seu marido/namorando/amante/ficante é radiologista?? Nao importa, me apresenta o pequeno mana….

    Comentário de Ciça Agosto 31, 2007 @ 1:09 pm

    Nossa, se vê claramente até onde chega a imaginação de algumas pessoas, essas imagens são incríveis, riso…

    Comentário de Margarete Agosto 31, 2007 @ 4:23 pm

    Genial e as chapas ão absurdamente bizarras…

    Comentário de Ricardo Rayol Agosto 31, 2007 @ 8:41 pm

    Tá aí, falou uma boa verdade! Fiquei curiosa em saber o conteúdo depois de ver as imagens, que por sinal são muito engraçadas!
    Bem, vim lhe dizer que neste blogday indiquei seu blog como um dos cinco, sou uma leitora anônima, até agora, rs.

    Bem, é isso…
    Beijos e até mais.

    Comentário de Rafaella Setembro 1, 2007 @ 1:54 am

    Iaiiiii!!!
    iauaheiahiehiae!!!
    Ótimo post, a “arte” da Radiografia!!!

    bjao!!!
    Feliz Blog Day atrasado!!!

    Comentário de Norberto de Sousa Cimirro Setembro 1, 2007 @ 3:06 am

    Opa!!!

    Achei uma barra de ícones aí no blog!!
    legal ne?
    hehehe
    ficou brega nada
    bjao

    Comentário de Norberto de Sousa Cimirro Setembro 1, 2007 @ 3:07 am

    Cheguei aqui através do Veines-Noires, graças ao meu “pouco de Voyer”… e olha com o que me deparo!
    O pessoal dos escritórios tiram xerox da bunda das secretárias; os médicos batem chapas com as enfermeiras… Sr.! Não quero nem pensar o que fazem os professores, dentistas…

    Comentário de Cláudio Setembro 1, 2007 @ 3:38 am

    Cláudio,
    Êpa!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    kkkkkkkkkkk
    E quem te disse que se trata de um Médico e uma Enfermeira??? Vá “divagar” que o santo é de barro!!!
    kkkkkkkk…
    A casa é tua. Beijocas.
    _X_

    Agradeço à todos os leitores que por cá pisaram!
    Beijocas.

    Comentário de mulheraspirina Setembro 1, 2007 @ 3:48 am

    De uma plasticidade espantosa estas imagens…de um lirismo incrível e de um efeito lúdico fenomenal da arte contemporânea…

    Vai falar merda assim lá longe rsrsrs!
    Lí o título rolei o mouse até o final do post e assim parei nas imagens… Embarquei na leitura. Entre uma e outra palavra, rolava o mouse pra ver mais um pouco das imagens e voltava ao texto…
    Tenho NADA de voyer NÃO, concorda? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Mto bom post!
    bjs

    Comentário de nana’ hayne Setembro 1, 2007 @ 3:02 pm

    Curti!

    Comentário de sacanagem Setembro 3, 2007 @ 3:21 am

    Bem que eu tava procurando nexo entre o titulo e o post, as fotos são ótimas, nunca tinha pensado num exame de raio-X assim.
    Beijo

    Comentário de wolverine logan Setembro 3, 2007 @ 5:13 am

    Enfermeira socorrista é, então
    SOCORROOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    AHAHAHAHAHAHAH!!!!

    Comentário de wolverine logan Setembro 3, 2007 @ 5:14 am

    Incrivel, será quem está alí é homem ou mulher ?

    Comentário de Puma Setembro 9, 2007 @ 3:34

  134. Grandão,
    seu auto-retrato exagerado cai no que já foi dito por aqui: quem muito se gaba, é que precisa se auto-afirmar. mas você foi corajoso de se desmentir aqui, virou uma competição infantil de quem come mais e melhor.

    você é o quase corno? pensei isso por você ter ficado ofendido com as respostas.

    quanto ao seu “casamento liberal” e sexo fora do casamento ser somente fonte de prazer…bom, você diz ter filhos e se isso fosse uma prática natural, poderia dar bandeira e praticar sem ser “escondido” e ensinar isso aos filhos…
    o que quero dizer é que a banalização do sexo virou moda, foi culturalmente fabricada através da mídia. com quais interesses não sei, mas provavelmente tem sua fração política e lucrativa, como tudo o que “criam” através da mídia.
    apesar da dita “cabeça aberta” quanto às questões sexuais e de relacionamento, sabemos bem que as pessoas escolhem com quem vão casar, julgando quem é pra casar e quem é pra diversão… você não vai querer que sua filha seja dessas que “não é pra casar” ou que seu filho case com uma que é dada à diversão. sabe que família e promiscuidade não combinam.
    qto à sua pergunta, a única pessoa pra quem conto minhas fantasias é o meu marido. e minha “diversão” com ele é muito mais intensa porque tem sentimento e intimidade.
    as pessoas tentam viver “modernamente” seguindo os modismos e temos perdido o que é realmente importante. estamos aqui pra cuidar uns dos outros. e esse relacionamento frio do “ficar” gera cada vez mais pessoas solitárias e individualistas, importando-se somente com o prazer momentâneo. quando você precisar, quem vai te ajudar? quem são os próximos que realmente estarão lá do seu lado? quem você está cultivando?
    o mal do século são os problemas psicológicos: depressão, pânico… e por que isso? acredito em parte por causa desse modo “moderno” de viver sem sentimento.

    aproveitando pra dizer sobre a mídia fabricada e do mundo ilusório que vivemos: vários motivos “justificam” as notícias alarmantes (falta de alimentos, aquecimento global…) em vários setores… especulação, defesa de transgênicos, defesa do desmatamento… indústria de diplomas com ilusão de mais e melhores empregos… e vários outros camuflados com interesses financeiros ligados.

    aqui os governos não investem em prevenção e deixam o caos tomar conta: enchentes… doenças… caos aéreo, dengue… e muito mais. aí os fins justificam os meios. maior gasto de dinheiro do que com a prevenção… lucro dos colarinhos.

    na verdade, até criam um problema que não existe para justificar soluções” de grande$$ intere$$e$ pra alguns. vivemos uma realidade fabricada em prol do lucro dos manipuladores.

    “a mídia, a serviço da nova ordem mundial, contribuiu com o aprofundamento da alienação, do individualismo, da mesquinhez e a morte das utopias” n.silva

  135. Sol,
    Não sou o quase corno. Na verdade, corno e ricardo são anatgônicos, e por motivos diversos que não valre a pena relatar aqui eu acabei ficando na posição de ricardo – ou ricardão. Me ofendi foi porque o coitado do cara estava com uma duvida real, e em vez de ser agraciado com respostas honestas como a do urso, foi espancado aqui.

    Eu não tenho um casamento liberal, tenho um casamento de respeito. Cada um faz o que quer, desde que não incomode o outro e não dê bandeira. Ou seja, como qualquer outro casamento. Só que no nosso caso, essa regra implícita é explícita. Simples né?E nada mais longe do que pensar que eu banalizo o sexo… não saio com prostitutas, não saio com qualquer uma, apenas com aquelas com quem rola uma energia, um sorriso, um arrepio, um tesão.. ih, vou deixar prá lá, tenho impressão de que essas sensações você não conhece de forma, digamos, profunda. Mas de qualquer coisa, nada mais longe do que imaginar que eu seja promíscuo.

    Quanto à mídia que você se refere, na verdade é o contrário: ela sempre colaborou para manter no ser humano a visão cristã, segundo a qual sexo fora do casamento é pecado. Assim sendo, o homem sempre pôde pular a cerca, enquanto a mulher permanecia dentro de casa pura e imaculada. Porque disso? oras, a mulher poderia ter filhos com outros, e a fortuna teria que ser dividida com estranhos, diferente do homem (Naqueles Tempos, não existia exame de |DNA…) Hoje, a coisa muda de figura, sexo é bom, e muitas – ou algumas – mulheres já se deram conta disso.

    Sexo é bom, amor é bom, sexo com amor é melhor ainda. Mas nem sempre, pois muitas vezes traz a possessividade, o ciúme e toda a tranqueira que vem junto disso. Por isso mesmo, muitas vezes existe a separação entre um e outro, e quando ela é feita de forma sadia, as coisas mudam para todos, que saem satisfeitos e revigorados.

  136. Não consigo entender esses fetiches em ser corno..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E muuito bom o vídeo. O cara é uma figura

  137. […] Ah, não esqueça de organizar os horários de saída e chegada… Como disse o grande guru dos cornos, é constrangedor ver o Ricardão correndo pelado! Não se lembra? Clique aqui! […]

  138. […] amaciar o coração “quadrado” dele, sugiro que mostre o vídeo que usei em outra resposta, clique aqui para […]

  139. Todo castigo pra corno é pouco! rs

    Se eles fossem amigos, caso, qq coisa assim, td bem!

    Alias, bem me excitaria posar para um fotógrafo e ter um cara olhando e se masturbando…
    (Desde que esse fotografo não fosse nada meu, claro!)

  140. Prezado Urso,

    Foi Lamentável atentativa deste cara de chamar a atenção. Pior foi vc ter considerado esta pegunta dígna de ir para a capa do blog. Bom, mas passando isso, o que posso dizer é que realmente vc é muito bom porque sabe se sair muito bem de perguntas como esta… (Que horror). E essa cara hein? Que forma de tratar o naturalismo. Lamentável. Adoro Você!

  141. eu queria conhecer a mulher desse cara pra parabeniza-la.

  142. EXISTEM MILHARES DE CORNOS POR AÍ A FORA, PRINCIPALMENTE NAS CAPITAIS DO BRASIL. AS MULHERES SÃO AS QUE MAIS TRAEM SEUS MARIDOS, ELAS SÃO SEMPRE MUITO DISCRETAS AO CONTRARIO DO HOMEM QUE GOSTA DE CONTAR UMA VANTAGEM. PRINCIPALMENTE OS VERADEIROS CORNOS COM LETRA MAIUSCULA. TODA MULHER QUE NÃO TRABALHA E QUE TEM CARRO, ÁQUELAS QUE LEVAM O MARIDÃO TRABALHAR, TEM O DIA TODO PARA CORNEAR O MARIDO E NO FINAL DO DIA, ESTÃO COM AQUELE ROSTINHO DE ANJO, TODA CARINHOSA, ESPERANDO O CORNO CHEGAR, PARA LHE FAZER COMPANHIA. DE DIA ELA TRAÍ COM O RICARDÃO E A NOITE FAZ COMPANHIA PARA O CORNO DE SEU MARIDO. ISSO É UMA VERDADE, TODO MUNDO SABE, SÓ QUEM É CORNO NÃO SABE OU SERÁ QUE SABE E PREFERE FICAR CALADO.

  143. tchê zé…
    vai aprender a escrever antes de fazer outro comentário… PELO AMOR DE DEUS!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: